BTCurtas 017 – Quem é o cego aqui?

Alex retrata sobre a cegueira deste mundo. Quem, ou o que, é o deus deste mundo que encobre a nossa visão, impossibilitando de adorar o Deus verdadeiro?  O que podemos, deveríamos, fazer a partir do momento que Deus no permite enxergar com clareza o mundo?

O Mosaico Teológico já está na pré-venda! Adquira aqui o seu exemplar:

siga o Alex no twitter: @stahlhoefer

curta nossa Fan Page www.facebook.com/bibotalk  

Assine nosso feed http://feeds.feedburner.com/bibocast

Para ouvir os episódios anteriores clique aqui.

Arquivo Zipado, clique aqui.

Este episódio foi editado por Eder Carvalhos do blog e podcast Alerta Crucial.

Ouça no PLAYER abaixo ou clique em DOWNLOAD para baixar (clique com o botão direito do mouse e escolha a opção Salvar Destino Como, ou Salvar Link) Arquivo MP3!

Categorias: BTCurtas,BTPapo,Vídeos

Tags: ,,,,,,,,,

  • BAixando!

  • Baixando e compartilhando!depois comento!

  • Tamires

    Baixei, ouvi, meditei e me perguntei e lhes pergunto: é possível alguém ver verdadeiramente a luz, aceitar a Cristo como Salvador, conhecer a verdade, e depois o deus deste século cegar o entendimento dela?
    Ou na verdade nunca viu, aceitou e conheceu a verdade?

    • Alex @stahlhoefer

      Boa pergunta Tamires.

      Tenho um tendência a rejeitar a tese calvinista da perseverança dos crentes. Pelo seguinte motivo: Jo 15 no episódio da videira, Jesus fala que quem não fica ligado ao tronco é lançado fora. É claro que imediatamente alguém dirá que no v. 16 é dito que Jesus elegeu os que irão permanecer. Neste caso seria inútil essa pregação terrorista de Jesus, de que quem não permanecer será lançado fora. Se há uma perseverança, então não a conhecemos objetivamente, melhor formulado: não temos como saber quem será perseverante e quem não será. Neste caso precisamos pregar a lei contra os crentes, para que estes temam a Deus e voltem para o Evangelho.
      Outra imagem é de Paulo, em Romano 11 com relação ao povo da aliança (os judeus). Não há razão para o crente achar que por ter sido enxertado no tronco, que ele não será também rejeitado e jogado fora como Deus fez com os judeus. E não há problema para Deus em re-enxertar os judeus rejeitados, quando estes creem. A única razão para ser enxertado ou rejeitado é a fé/confiança em Deus e na palavra da promessa (Evangelho).
      Em vista disso, se houver alguma perseverança (como indica Rm 8, p.ex)ela primeiramente reside apenas no caráter objetivo e definitivo do sacrificio de amor do Filho de Deus, e na palavra da promessa que não pode ser anulada. Porém, não temos acesso à lista dos perseverantes/eleitos (rs.), e o critério das obras não nos ajuda muito a perceber quem são os tais(rejeito aqui o argumento reformado do silogismo prático).
      Portanto, preciso dizer aos crentes: se você não der ouvidos à palavra e ficar firme na fé, será rejeitado no final! Também digo aos que um dia já estavam firmes e cairam: voltem! ainda há tempo, hoje é o dia da salvação. E digo aos que não creem: hoje Deus te dá oportunidade de ouvir e crer nele. Confie, venha caminha junto.
      Não há qualquer relação impedimento entre o chamado à conversão e a doutrina da eleição. Se tivesse, Paulo e Jesus entenderam td errado.

      • Tamires

        Muito abrigada pela resposta Alex, pois de certa forma sano a duvida.
        Paz.

  • Que meditação interessante. Que possamos “abrir os nossos olhos” e realmente viver para Cristo!

    Abraço
    EddieTheDrummer
    peloamordedeus.org.br

    • Alex @stahlhoefer

      Abraço Eduardo,

      Obrigado pelo comentário.

  • Frederico

    A bíblia não fala de três reis magos! ela só falam de magos dos orientes e eram três presentes. incenso, mirra e Ouro.

    • E é justamente por isso que a Tradição fala em três magos.

    • Só agora vi que você deixou dois comentários e o Alex respondeu um deles xD

  • Frederico

    Gostei muito da reflexão! só fiz a correção a respeito dos magos por que aprendi isso esses dias numa palavra de um amigo aqui da segunda igreja batista em Goiânia.

    • Alex @stahlhoefer

      Obrigado Frederico,

      A observação é pertinente. Ainda que não vejo grande problema em aceitar a tradição posterior que eram 3 magos (e não reis hehe), no fundo isso não muda nada na intepretação, pois decisivo é o que eles são (astrólogos/astronomos!!), a função da viagem (adorar ao rei-messias), e os presentes dados (o significado dos presentes).
      Abraços

  • Poxa vida, Alex, ainda estou para ouvir de você algo de que eu discorde. Isso quando eu já sabia o que você falava. Mas o mais frequente mesmo é a condição de aluna. Deus continue te iluminando =]

    • Alex @stahlhoefer

      Deve ter coisas q vc não concorda comigo, é bem possível. Mas isso não é importante, fundamental é podermos compartilhar da dádiva da salvação em Cristo e sermos participantes do anúncio do Reino de Deus entre nós, por meio de nossas ações, mais do que nossos discursos.
      Abraços!