BTAsk 06 – Posso ser maçom?

 

Caso você ainda não saiba, o BTAsk é o nosso canal de dúvidas aqui no Bibotalk. Você manda sua pergunta e a gente compartilha a resposta para todo mundo. E uma pergunta que recebemos recentemente foi sobre o que a Bíblia diz sobre a Ordem DeMolay, um grupo para-maçônico para jovens de 12 a 21 anos do sexo masculino.

A pergunta foi basicamente:

Posso participar da Ordem DeMolay? O que a Bíblia diz sobre isso?

Não vamos reproduzir aqui exatamente o que a pessoa nos perguntou, mas achamos interessante dividir com vocês nossa opinião sobre o assunto.

O que a Bíblia diz sobre os maçons? Bem, obviamente a Bíblia não fala sobre maçons, muito menos sobre a Ordem DeMolay. A Bíblia também não fala sobre cinema, nem sobre redes sociais, nem sobre o Greenpeace. Mas a Bíblia possui princípios que devem guiar as nossas vidas.

Veja o que Jesus disse em João 3:21:

Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.

Essa fala de Jesus faz parte de Sua conversa com Nicodemus, e a luz, pelo contexto, é o próprio Jesus. Mas é interessante notar como Jesus usa a analogia da luz para ensinar sobre nossa vida.

A luz revela. Se minhas obras são feitas em Deus, eu posso confiantemente vir para a luz, e deixar que minhas obras sejam expostas. E os homens provarão as minhas obras. Mas se eu faço o mal, não terei desejo de levar uma vida aberta, pois não quero que minhas obras sejam reprovadas.

Para nós da equipe Bibotalk, não é necessário discutir sobre a qualidade das obras da Ordem DeMolay. Não precisamos ir tão longe. Existe outra discussão anterior e mais importante: se a minha vida deve ser de obras feitas em Deus, e, por causa disso, eu devo estar disposto para trazer minhas obras à luz para que elas sejam manifestadas, por que eu teria interesse em participar de um grupo “discreto” (ou, numa linguagem popular, “secreto”)?

Isso não significa que devo expor tudo o que faço (Mateus 6:3), mas significa sim que tudo que faço deve poder ser exposto.

Nós os cristãos vivemos abertamente. A transparência é uma virtude do cristão que sabe que age em Deus. Isso deveria ser princípio para várias áreas da nossa vida. Então, por que eu iria querer me envolver com um grupo que não manifesta suas obras claramente, a fim de que elas sejam provadas pelos homens?

Procure grupos cristãos (ou mesmo não cristãos) que trazem suas obras para a luz e servem a sociedade se submetendo à avaliação dos homens.

Categorias: BTAsk,Textos

Tags: ,,,

  • Narak Valentine

    realmente não há comida melhor que lasanha xD

    • Glória Hefzibá

      Hahaha, não esperava por esse comentário!

  • Marcos Matias

    Muito equilibrada a resposta. Mas você não acha que dependendo de como a pessoa encara a vida isso pode ser visto de outra maneira? Os maçons hoje não se escondem mais, não precisam disso. Veja os reformados que fundaram a américa, muitos eram maçons, e não eram em segredo. O que é secreto são os ritos internos, que servem apenas para fortalecer a união da ordem… Não sei se consegui expor meu ponto, que é que a resposta foi dada usando um ponto de vista sobre os maçons, ponto de vista que não é partilhado por todos, e portanto é uma questão biblicamente incerta pois depende do julgamento do cristão.

    • John Figueiredo

      A verdade é que a maçonaria existe para a segregação, influencia, poder e atos ilícitos. Em nada se aproximam em qualquer forma do Evangelho. Os danos que a ordem causa a sociedade são imensos. Um Cristão de forma alguma pode compactuar com as práticas maçônicas, tanto pelos rituais, quanto pelas práticas de caridade que são visíveis a sociedade porém que encobertam praticas levianas. Detém o pressuposto de que são possuidores da verdade e sua estrutura remete a um controle excluso, ocultando por níveis hierárquicos suas verdadeiras motivações.

      Vou colocar um exemplo da minha cidade, que fora gerida por um maçom. O prefeito em questão, grande empresário, luterano e maçom, usou do seu poder no cargo para beneficiar em termos de infraestrutura os membros da maçonaria local, vendendo imóveis e terrenos públicos a associados com valores irrisórios, criando acessos e demais infraestruturas aos empresários da ordem, assim como isenções de impostos. Fora denunciado, mas as denuncias acabaram se perdendo no limbo. Na última eleição, foi uma deputado muito votado, com muito dinheiro colocado em sua campanha, compra de votos e uso da máquina pública, hoje assume uma secretaria do Estado. O poder econômico é excessivo e se vale de enriquecimentos ilícitos e trafego de influencias.

      “Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou será leal a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mâmon.” Mateus 6:24

  • Leonardo Moreira

    Se bem entendi, se é secreto não é aconselhável, é isso?

    • Nanda Maia

      A questao nao é o secreto e sim o motivo pelo qual se deve fazer algo em segredo. Porque a Palavra nos diz de trazer à luz as boas obras, ora o contrario é verdadeiro o que voce esconde nao é boa obra.
      Isso tambem me faz pensar sobre a parabola da cidade iluminada sobre um monte que nao hà como esconde-la e tambem lembre-se ninguem poe uma lamparina debaixo da cama certo? Mas poe em um lugar à mostra para que todos sejam iluminados (para que todos vejam).
      Nao sao 12 as horas do dia? Entao ande na claridade para que nao tropece por que a noite é escuro e no escuro as coisas se escondem sabe? 😉

      • Leonardo Moreira

        se entendi o ponto de vista, sujeito ao pecado pela tentação de estar em oculto.

        • Nanda Maia

          Se eu entendo que sou a luz pro mundo onde chega a luz as trevas vao embora. E o que as trevas escondiam agora esta revelado. Levo isso para todos os contextos da vida.

          Mas se for levar em conta ainda que a questao especifica do tema aqui, uma ‘sociedade secreta’ que em seus proprios textos diz que oculta a verdade (conhecimento) dos proprios membros para preservar só á alguns, que sao tao dualistas a ponto de ter uma versao de si mesma “luz e outra trevas” ou seja uma visivel e outra invisivel isso nao pode ser de maneira nenhuma coerente com uma pratica crista saudavel.
          Sendo mais objetiva a parte visivel faz obras sociais e ate caridade e a parte invisivel é aquela onde ha rituais. Tendo rito havera uma confissao de fé (e veja no primeiro momento nao nega um deus) mas ai vem a questao que deus é esse né?! Quanto mais fundo cavar mais fundo vai chegar. Sao uma bela demostraçao do sepulcro caiado sabe?

          Em suma partindo da seguinte reflexao: porque eu iria ate uma Loja Maçonica e fazer parte daquela sociedade/comunidade? Pela boa açao? Ha muitas acoes sociais ai ate com ongs. Entao é por status? Uma vez que frequentando reunioes como essa terei influencia ou pelo menos vou ter ‘contatos’? Se nao tenho nenhuma dessas motivaçoes pra que ser ou pertencer?
          E ainda sendo cristao -se for o caso- ha muitas obras de missao urbana ativas nas quais podemos ser uteis!

          Só para registrar: o tio avô do meu esposo fazia parte da francomaçonaria e foi enterrado por eles e mantiveram financeiramente por um ano a viuva dele. Mas ele fez coisas terriveis espiritualmente falando a ponto de negar as raizes crista e atestar nos ultimos dias de vida (teve cancer) que se tratava de uma seita mesmo e tudo mais. Assim coisa seria. Que nao cabe tratar aqui.

          Entao é isso se estamos fazendo boas obras isso tem que ser para testemunho de Cristo e para a Gloria de Deus
          😉

  • Saulo

    O argumento de ser secreto não me parece muito válido. A reunião pastoral é secreta, para participar tem que ter um cargo específico, o que é dito lá não pode ser dito a outros, inclusive depende do assunto nem para as esposas. Sugiro um vídeo que pode ser facilmente encontrado no youtube se pesquisar “Augustus Nicodemus maçonaria ” é o primeiro vídeo.
    Não sei é possível compartilhar o link mas segue https://youtu.be/hvvvcbKLr2c

    • Marcos Matias

      Olha, são argumentos bem mais interessantes… É um pato, realmente, rsrs

  • Igor de Oliveira

    Glória,desculpe a colocação, mas você foi rasa demais em abordar um assunto tão sério! A maçonaria é uma seita, ocultista que quanto mais elevado o Grau de instrução e de aprofundamento dentro da instituição, o conhecimento de Deus e o Saber de Deus para os maçons vai se Modificando, não lembro bem certo o grau, mas para os maçons ” mais iluminados” o Nome de Deus e quem ele é será revelado, e este Deus não é Jesus, que para a maçonaria é nada mais que um “GRANDE HOMEM”! E o DEMOLAY nada mais é que um grupo de Jovens Maçons, pois para participar da Maçonaria deve o membro ser maior que 21 anos.

  • Juliana Correia de Souza

    Bom, acredito que não é saudável para o cristão fazer parte de grupos secretos. Afinal se é secreto, que proveito tem para o cristão?
    Agora, concordo com a Glória em um ponto: não há comida melhor que massa(lasanha, macarronada, nhoque, ravióli,etc). E vida longa a Aslam!!!!

  • Cleiton Silva

    Deixo o link, abaixo, onde contém o documento Humanum Genus de 1884 d.C., onde Leão XIII, detalha os motivos do cristão não poder entrar na ordem maçonica:

    http://w2.vatican.va/content/leo-xiii/pt/encyclicals/documents/hf_l-xiii_enc_18840420_humanum-genus.html