Contraponto 013 – O que é Cultura?

 

O que é cultura? Existe uma cultura global? Quais as relações do cristão e cultura?

Abner Melanias convida Rodrigo Bibo e Cacau Marques (No Barquinho, Juntos em 1) para tentarmos responder estas e outras questões.

CLUBE DO CONTRA: https://goo.gl/HSAk1S

Arte por Marcelo Nakasse

Assine o feed do CONTRAPONTO: novo podcast da família Bibotalk, clique aqui!


Categorias: Contraponto,Podcast

Tags: ,,,,

  • Marcelo Bittencourt

    Vc deve imaginar o quanto foi libertador quando eu parei de separar música de Deus e música do Mundo, conteúdo de Deus e conteúdo do Mundo… Fui criado numa família que ouvir som de guitarra com overdrive ou assistir Serginho Malandro (A hora do Capeta!) gerava castigos e talz. Eu passei a classificar música e conteúdo em geral como bom e mau, e aí pude colocar algumas músicas do mundo gospel no “mau” e muita coisa do “mundo” no setor bom – claro que to simplificando aqui. Bom podcast!

    • Poutz @disqus_oOyPEUn8Vy:disqus fico sempre triste com esses relatos, afinal, me vejo neles tb.
      O legal é que, de alguma forma, formos libertos disso… de alguma forma a Arte nos ajuda nesse lance…

      Que bom que curtiu…

  • O tema rendeu uma conversa muito boa. Vou me atrever a deixar minha opinião baseada em um profundo estudo científico com universidades renomadas de Barbacena.

    Não acredito que haja uma cultura realmente universal. Há sim culturas que tentam ser universais e algumas conseguem um alcance de expressividade enorme, talvez quase mundial, tendo variações conforme o tempo e as eras da nossa história. Mas uma que efetivamente atinja a todos os seres humanos, não. Características de comportamento e sentimentos divididas entre todos os seres humanos existem, mas não possuem ligação à cultura, a uma formação sociológica. Estas estão relacionadas a questões biológicas e instintivas, pois, além de racionais, somos também animais. Podemos todos ter semelhantes reações instintivas com relação à morte, sendo que temos distintas reações e interpretações culturais quanto a ela. Se tomarmos como exemplo o comportamento de cães de distintos locais e tempos, essas diferenças de interpretações culturais não existem, já que eles não possuem a característica cultural que possuímos. Sendo que esses cães terão todos em comum diversos comportamentos causados pela biologia e instinto.

    Só fiquei com uma grande dúvida depois de ouvir esse episódio, gostaria que me esclarecessem: crente pode ouvir XCalypso? Hahaha!

    Ansioso pela próxima temporada.

    PS.: o Amplificador no Fora do Éden é tão bem feito que merecia virar algo maior também. Só dando um palpite aqui…

    • Fala @CristianoAlm:disqus …

      Primeiro, muito boa a sua perspectiva sobre a questão de uma “cultura universal”.
      E sim, crente pode ouvir XCalypso, agora… respira fundo e aguenta a crítica. AHUAHUAHUAH

      E sobre o Amplificador: se eu tivesse mais tempo investiria nessa ideia.
      Obrigado pelo comentário e torcida!!!

  • Victor

    Uoww….esse vai render!! Excelente tema!

  • Encerrando a primeira temporada muito bem. Curti o papo e foi bom pensar sobre as visões apresentadas sobre a cultura.

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

    • Obrigado @eddiethedrummer:disqus por estar com a gente, comentando e torcendo!rs

  • Alexandre Ferreira Santos

    Salve rapaziada. Tenho a tendência de começar a pensar a Cultura como 2ª natureza. Aí, refletindo sobre o episódio, lembrei do prólogo do evangelho de João – O verbo se fez carne – e da importância da palavra para a fé cristã… Ora, a palavra, ou as palavras, ou a linguagem, são elementos da cultura, não? Para além da problemática de como entender a palavra “Logos”, para mim é inconcebível crer à despeito da cultura.

    “A 2ª Natureza se fez 1ª Natureza”, a Trindade é o Deus entranhado: Deus Pai de um Povo, Deus-Homem nascido em uma determinada época e localidade e Deus Espírito que supera barreiras culturais… Se o cristianismo pode ser transcultural é justamente porque fecunda tudo o que é humano.

    Enfim, continuemos encontrando Deus na “Cultura Pop”: na novela (Jonas), na música (salmos) e nos puzzles (parábolas). Obrigado Abner pelo conteúdo e pelo canal aberto, engrosso o coro para que você opine mais na 2ª temporada. XD

    Abraço a todos.

    • Seu último parágrafo lembrou-me de Eugene Peterson em “Espiritualidade Subversiva”….
      E obrigado pela torcida e ter estado com a gente durante esta 1ª temp.

      Ah… sobre a questão do “logos”: não à toa, esse tema constituiu boa parte da filosofia helenística, mas que influenciou, praticamente, todas as escolas que viriam e, claro, o cristianismo.
      E, o Heidegger foi o cara que mais entendeu (creio) esse ponto ao dimensionar uma tensão que é a da convergencia e da divergência dos contrários… e isso pode ser relacionado com sua hipótese: se o cristianismo pode ser transcultural é justamente porque fecunda tudo o que é humano.

      Obrigado por isso!

  • Leonardo Oliveira

    @abnermelanias:disqus O Contra Ponto precisa ter uma reverberação maior. Você devia ir para o Youtube, ampliar a discursão, os temas culturas, a sua opinião.
    Ainda que seja em doses homeopáticas mensais.
    #pensenisso

    • mas aí @leo_hard:disqus irão perceber que sou só um rostinho bonito. GHAUHAUHAUHAUHAUHHUA

  • Victor

    Ótimo término de temporada. Fiquei triste que só vai ter ano que vem. Fiquei impressionado por ter vlogs dizendo o que um cristão deve ou não ouvir. Tenso como a própria igreja não quer se ver amadurecida nesse ponto.
    Abner, não sei se você já tem planejado os episódios do outro ano, mas poderia falar sobre pós modernismo (questão da verdade objetiva e absoluta), ou algo de filosofia, que dá bastante debate interessante; sobre política, questões de direita ou esquerda; alguma profissão que enseje debate como um advogado ou alguém que tenha passado um tempo no Médico sem fronteiras….acho que são temas interessantes que podem ser abordados. Abração!

    • Muito bom vc ter deixado esses temas… certamente estarão no meu radar para a próxima temporada.