BTCast 125 – O Império Contra-ataca

 

Muito bem (3x), começa mais um BTCast especial da Reforma Protestante! Bibo, Milho, Glória e Pe. Alexandre conversam sobre a Reforma Católica. Seria ela uma resposta à Reforma Protestante?

Neste episódio, entenda que nem todos aqueles que chamamos de pré-reformadores apoiariam Lutero em sua causa, viaje pelo mundo com os jesuítas, faça um concílio de muitos anos e livre-se da Inquisição!

(esse episódio tem um bônus de 07min depois do término da música)

Comentado no episódio:

whats

  • @BiboBTcast | @Mac_Mau | @stahlhoefer | @milhoranza | @meunomeehefziba
  • facebook.com/bibotalk | twitter.com/bibotalk | instagram.com/bibotalk
  • Assine nosso canal no Youtube, clique aqui!
  • Assine o feed http://feeds.feedburner.com/bibocast
  • Envie seu comentário em áudio para podcast@bibotalk.com, ou no botão “Gravar Efeito BTCast!” no canto inferior direito da sua tela!
  • Categorias: BTCast,Podcast

    Tags: ,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

    • rafael bitencourt

      aeeee

    • Lourival Gonçalves

      Opa!Cheguei e já baixando.

    • A Glória voltoooooou!!!
      O/

      • Samuel Vieira

        Oh Glória!

      • Nanda Maia

        Oh Gloria! Hahahaha

    • Eduardo Urias

      Epa! Esse vai ser da hora! E era justamente o que eu queria saber! Tratarei logo de baixar!!! rsrsrs

    • César Aguiar

      Galera a cada dia que passa vocês são motivo de alegria. Mais uma vez detonaram. E mais uma vez o Pe Alexandre participou majestosamente. Tenho sempre falado isso, vcs são bençãos de Deus em minha vida. Realmente faltou o Alex. Continuem nessa pegada. Deus os abençoe.

      Abraços

      Pb. César Aguiar

    • Luiz Ricardo Neves

      Cara que título perfeito! HAHA
      Ouvirei e depois atualizarei…

      Atualização

      Excelente! Como sempre aprendi muito!!!
      Muito bom quando vcs nos colocam “fora da caixa”!
      Como protestantes somos condicionados a pensar de certa maneira, e anulamos toda uma história existente!
      Não temos que concordar com todos os pensamentos e modos de ver católicos, mas conhecer o outro lado da moeda é sempre bom!!!

      Parabéns

      • Glória Hefzibá

        Obra do Bibo, haha!

        • Luiz Ricardo Neves

          Simplesmente perfeito
          E melhor que o título só a vírgula sonora mesmo!
          Haha

    • Vocês são demais! Já ouvi e viajei de novo. Que aula de história magnífica. Tenho que agradecer também a vocês por esta abertura a todas as denominações e pensamentos.

      Quanto ao podcast viajei por causa desta história sobre a Contrarreforma (ou seria Reforma Católica, haha). Muito boa e instrutiva a viagem pelos concílios e toda a contribuição teológica, além do bônus, claro. Pelo que ouvi os católicos são arminianos (tá, parei pra discussão não começar kkkkk).

      Bom, finalizando que Deus abençoe a todos vocês e apoio a Glória: abordem as questões teológicas envolvidas. Fiquem na paz!

      • Glória Hefzibá

        São “arminianos” apenas naquelas coisas em que o Agostinianismo e o Arminianismo coincidem (como a graça preveniente). Mas o Arminianismo sem dúvidas não é uma das posições aceitas pela ICAR. Talvez numa outra oportunidade não discutimos a soteriologia no catolicismo? =]

        • Sim, os católicos romanos não se rotulam dessa maneira, mas como você bem disse há uma grande relação com o ensino da graça preveniente agostiniana, que depois foi mais elaborada por Wesley (esperando BTCast sobre ele haha) com o conceito de que o Espírito Santo leva a graça de Deus a todos de maneira salvadora (Jo 12.32; Tt 2.11).

          Quanto a visão soteriológica católica romana dá pra ser tema de um podcast inteirinho, pois as grandes discussões ficam nas linhas protestantes calvinistas e arminianas.

          Que Deus abençoe! 😉

    • Atos Pedro

      Nossa, muito bom como sempre, parabéns por vocês espalharem a palavra de Deus e dessa forma aprendemos mais sobre teologia. Muito Obrigado!!

    • Fernando Veloso

      Atençao para o meu comentário.

      Fico muito feliz em administrar um dos grupos no whatsapp (Tretólogos). A espanção do BiboTalk.com está muito bacana, conheci o site tem mais ou menos 1 ano e 6 meses…e de lá pra cá, a vontade de aprender Teologia e História do Cristianismo cresceu e muito em mim.

      No grupo (Tretólogos), conheci pessoas bem bacanas, sou batista, mas conversar com Presbíterianos, Luteranos e Pentecostais está sendo divertido, já que ”Teologia é nosso esporte”. Espero que o Ministério venha á aumentar (não, não é teologia da prosperidade haha). Mac, sou seu fã, Bibo obrigado por representar os teólogos vesgos do Brasil. Milho, Alex e Glória…cuidado, eu fico stalkeando vocês também.

      Desde já, obrigado por terem essa página maravilhosa.

    • Welber Martins

      Queria saber qual foram os incircuncisos que chamaram vocês de liberais?! provavelmente algum calvinista chato e desconhecido?…

      • Alexander Stahlhoefer

        não foi calvinista…. só digo isso.

      • foi a turma das imersão, só digo isso

    • Luiz Renato Oliveira Périco

      DE quem é a versão de “Castelo Forte” que toca no final do podcast?

    • Beijo pra qm editou o podcast e usou montes de músicas do game Bastion! Amei!

    • Cleiton Silva

      Bom dia, gostaria de de parabenizar toda a equipe pelo cuidado ao expor o tema. A presença do pe. Alexandre foi muito importante para transmitir o real pensamento católico sobre Trento e seus artigos. Acho que se ele estivesse no btcast sobre Tradição, muitas perguntas que foram lançadas pelo Bibo, no ar, teriam sido respondidas, por ser um tema bem direcionado ao catolicismo. Queria dizer que a Glória, é sensacional, suas explicações e conhecimento….

      Achei muito interessante, e aprendi nesta edição que a reforma já estava acontecendo de forma interna na Igreja, e fui pesquisar mais e realmente é um fato, a indignação era geral com a simonia das coisas sagradas, as investiduras de cargos eclesiásticos, e busca por riqueza, luxuria e total vida desregrada de muitos bispos e papas do séc. XV e XVI…

      Queria citar outros nomes dessa reforma interna, além de Inácio de Loyola, no séc XV temos: Tereza Dávila, que reformou toda espiritualidade dos Carmelos femininos; João da Cruz, que fez o mesmo com os carmelos masculinos; Camilo de Lelis que formou os Camilianos, que cuidam dos doentes em hospitais; Antonio Maria Zacaria, que promotor da Eucaritstia e da adoração das 40 horas diante deste sacramento, prática existente até os dias de hoje, etc….

      Cabe deixar frisado que a reforma por esses membros de ordens religiosas, como também foi Lutero, dos agostinianos, era uma limpeza de toda corrupção, luxuria, tibieza, frieza espiritual do interior da Igreja, começando com os graus hierárquicos, consagrados para chegar no povo.

      O concílio de Trento, veio para afirmar as doutrinas e sacramentos, que já são afirmados por cristãos de séculos e séculos, em concílios anteriores, nos escritos dos Santos doutores e Pais da Igreja.

      Uma prova disso é o concílio Vaticano I, no século XIX, que veio ratificar toda doutrina e sacramentos, o magistério sagrado e a Infalibilidade papal em matérias de fé e moral, este tema que levou em outra divisão, formando os Velhos Católicos. o Vat I. também veio condenar as doutrinas do Jansenismo e do Galicanismo, que nasceu na França.

      Já o vaticanos II, foi mais um Concílio Pastoral, apesar de papas anteriores a ele, já tivessem em seus documentos condenado, o modernismo, o liberalismo, o racionalismo e o comunismo e suas idéias na sociedade e na teologia católica. Esse concílio, veio com um espírito pastoral atualizar a Igreja para uma perspectiva do homem moderno, era uma reforma na música, na lex orante, no envolvimento e participação do leigo na Igreja.

      Agora não houve mudança, tanto no houve mudanças tanto no Vat I ou II, relativo a doutrina de sempre, aquela que é transmitida pelo Magistério de todos os séculos, afirmada pelos Pais da Igreja, todos os sacramentos, os dogmas e doutrinas defendidas em Trento, foram afirmadas e até mais bem explicadas nos documentos atuais.

      Gostaria de deixar uma sugestão caso venham fazer o bdcast, sobre Inquisição.

      Em 1998, trinta renomados PhDs em história (de várias nacionalidades) convidados por João Paulo II, para o Simpósio Internacional sobre a Inquisição, que ocorreu em 1998, onde foi aberto todos os arquivos do Vaticano, para que pudessem transmitir uma história atual de tudo o que de fato aconteceu neste período, tanto na Inquisição Católica quanto Protestante, estando essa pesquisa livre da influência do pensamento de historiadores materialista e racionalista de iluministas e posteriormente historiadores comunistas ateus, que buscam perseguir o cristianismo como um todo.

      A partir das pesquisas deste simpósio, foi lançado o livro L’INQUISIZIONE, pela editora Vaticano.
      Assim, João Paulo II, no ano 2000 veio pedir perdão a humanidade pelos erros e pecados dos filhos da Igreja!

      Foram editados no brasil, dois livros pela editora Cleofas, que se baseou nesta pesquisa e nos trabalhos acadêmicos destes historiadores:

      – Para entender a Inquisição;

      – Uma História que não é contada;

      Autor: Felipe de Aquino
      Editora Cleofas

      http://loja.cleofas.com.br/livros/historia-da-igreja.html

      • Glória Hefzibá

        Eu tinha uma listinha de nomes importantes também, Cleiton. Mas é difícil comentar sobre tudo, e o importante é despertar nos ouvintes o desejo de seguir estudando o tema.

        Sobre o episódio de Tradição, a própria palavra tem vários significados (e eu até tentei corrigir a nossa fala ao longa da conversa para não acabarmos confundindo as coisas, o que é tão fácil), então só esse tema já daria vários episódios, rs.

        Obrigada pelas sugestões!

        • Cleiton Silva

          Ok!

    • Victor

      Caras….não ponham a trilha sonora de Star Wars como música de fundo. Teve horas que tive que voltar porque tava ouvindo a música de fundo e não tava prestando atenção na discussão. kkkkkkkkkk….Sério!

      Excelente Cast e bem vinda participação do Padre Alexandre. Ele e a Glória sabem muito sobre essas partes da história da igreja.

    • Rapaz, de quem é na versão de “Castelo Forte” que tocou no final? Pirei quando ouvi!

    • IGO

      Programa de ótima qualidade!

    • LuisCarlosLinkTech

      Btcast agora é um podcast ecumênico. Até que ponto pode chegar o liberalismo teológico? Queria saber se muitos desses entrevistados compartilha da mesma fé que vocês propagam? Penso que não. Outra coisa. Milhoranza não é Batista? Porque ele disse que é protestante. O verdadeiro Batista nunca foi e nunca será protestante. Porque vocês insistem com essa reforma. Que proveito essa reforma trouxe para cristianismo? E as perseguições de Calvino e Lutero contra os batistas? Nenhum comentário de vocês até hoje sobre esse assunto. Caras vocês são bons. Não quera inchar como muitas igrejas incharam. Não quera ser bonzinho para satisfazer a maioria. Não perca o proposito….. Faça teologia pra Deus e não pra homens. Amo vocês mais aceitar esse liberalismo barato assim não dar. Fique com Deus.

      • Alexander Stahlhoefer

        Estimado Luis Carlos,

        Primeiramente obrigado pela audiência e por expor uma situação que lhe trás incomodo.
        Creio que não é correto dizer que viramos um podcast ecumênico, pois um podcast nascido de um pentecostal que se graduou em teologia numa faculdade luterana, que mais tarde agregou outro pentecostal amante da teologia reformada, e na sua caminhada ainda tem um luterano, e dois batistas (um calvinista e outra arminiana) é um podcast ecumênico por excelência. Se ecumenismo é o mesmo que liberalismo, aí eu creio que já seja um erro de sua parte. Nem todo ecumênico é liberal, mas via de regra todo liberal é ecumênico. E citando Augustus Nicodemus no prefacio do nosso livro Mosaico Teológico, não há liberalismo no Bibotalk. Isso não quer dizer que não vamos discutir ideias liberais, que não vamos até nos apropriar de interpretações de liberais, quando estas forem biblicamente corretas e boas. Vamos negar seus pressupostos e seus erros, mas vamos ficar com o que é bom e de acordo com as Escrituras. Ora, assim agimos com todos os nosso convidados por aqui. Não chamamos o padre Alexandre, ou qualquer outro convidado, para “agradar” alguém, mas porque cremos que estes convidados tem uma contribuição a dar para a Igreja Cristã como um todo. Sim, creio que temos o que aprender com católicos e até com ateus, se não tivéssemos, que Deus nos livre de sermos arrogantes e achar-mo-nos os donos da verdade.
        Quanto a relação entre batistas e protestantes, há que se estudar esta questão mais a fundo. Nem tudo é assim tão simples como você afirma, afinal entre Karlstadt , Müntzer, Menno Simons, Lutero e Calvino, há semelhanças, mas há um fosso de diferenças. Essa é a riqueza da igreja evangélica, que por vezes visões sectárias querem estragar. Como disse Guilherme de Carvalho há algum tempo, o que nos falta hoje como Igreja Evangélica é catolicidade!
        Fique na Paz!
        Abraços

        • HENRIQUE REBELLO

          Salve a BTCHURCH. RS. Obrigado por vocês existirem, em nome de todos o que amam e toleram em paz aqueles que divergem da forma que “pensamos”.

        • Obrigado Alex! esse é o nosso Espírito!

    • HENRIQUE REBELLO

      Olha, que espetáculo para a Glória de Deus o que vocês estão fazendo. Creio que no futuro, se Deus permitir, vocês serão lembrados pelo rompimento de barreiras de intolerância teológica e fraternal, bem como, assim espero, por serem uma espécie de embrião, do que vislumbro um dia acontecer, que é um renovo teológico cristão, um acentuamento no processo da Reforma, que promoverá uma união da “cristandade” pelo Amor de Nosso Senhor Jesus, e assim de maneira pura e linda sermos um imenso farol da Luz de Cristo, experimentanto intensamente o Reino de Deus, no aguardo do retorno de Nosso Senhor. Nossa nem sei de onde veio isso. Só digo amém.

    • Vitor

      Excelente (1000x)!!!!

    • Alexandre Ferreira Santos

      Olha, que bom participar deste episódio. Graças ao esforço de pesquisar e por poder partilhar com os Btcasters sobre a contrarreforma pude clarear várias coisas da minha fé. Somos fruto de uma história, não podemos negá-la, mas também não podemos simplesmente “passar um pano” para os nossos antepassados e arrastar animosidades para o presente. Com certeza sinto mais empatia pelo Bibotalk do que por Alexandre VI. He he he

      Deixe-me auto-guilhotinar: Quis falar Sorbona ao me referir a universidade de Paris e falei Lovaina. Que burro. rs rs rs.

      Bem, mas eu queria partilhar outra coisa com vocês. E achei muito interessante porque fiquei sabendo naquela semana do episódio.

      Tenho um professor, Paul Mueller, jesuíta, que pesquisa sobre conceitos filosóficos que influenciam na ciência,

      ele disse que é preciso uma pesquisa mais profunda sobre a influência do “Sola Scriptura” para o desenvolvimento científico.

      Porquê esta nova maneira de se relacionar com a Bíblia não tem à ver só com uma postura doutrinal, mas também com uma questão editorial. Antes da Reforma o comum era as páginas das Sagradas Escrituras virem cheias de comentários das mais diversas ciências. Por exemplo, se em uma página do Evangelho estava escrito Camelo, ali se encontrava todo um verbete de zoologia sobre o animal Camelo. Enfim, a Bíblia não era só o registro da Palavra de Deus, mas também de tudo que a Palavra de Deus regia de alguma forma, pois todos os campos do saber deveriam fazer referência à Palavra, ou ao menos ter o cuidado de não contradizê-la.

      Um caso bem conhecido de divergência entre conceitos medievais e modernos é o dos sistemas planetários – Copernicano e Ptolomaico – o primeiro tem o Sol como centro do sistema planetário, o segundo tem a terra e por muito tempo foi aceito como o certo porque era mais conforme com o que a bíblia “dizia”. Segundo o prof. Mueller é bem provável que o “Sola Scriptura” não tenha emancipado somente a Palavra de Deus, mas também os outros campos do saber que começaram a ser compilados em outros livros.

      Deixo aqui uma imagem de como era uma página da bíblia medieval:

      http://ki.ill.in.ua/a/675×0/24065591.jpg

      Fica aí a dica de aprofundamento do tema: Consequências da Reforma.

      Abraços, paz e bem.

    • Para eu que estudo e trabalho numa instituição jesuíta, a Unisinos, é interessantíssimo ouvir essa leitura da história por vocês! Muito obrigado!

    • Anderson da Paola

      Mergulhando na história!!! Demais esse podcast! E aos mal avisados de plantão! Leiam o livro Grandes Teólogos, lá apresenta dois grandes teólogos católicos muito importantes!

      A teologia não é uma caixinha fechada onde não pode ser abordados vários pontos para crescimento!

      Fiquei indignado em chamar os caras de liberais!

      #indignação