BTCast 112 – Disciplina Eclesiástica

 

Muito bem (3x), começa mais um #BTCast! Bibo, Mac e Cacau Marques batem um papo sobre disciplina eclesiástica.

Nesse episódio saiba a importância da disciplina eclesiástica, entenda como proceder com o irmão em falha, entregue pecadores a Satanás e celebre o arrependimento!

Links Comentados:

  • @BiboBTcast | @Mac_Mau | @stahlhoefer | @milhoranza | @BelaDecepção
  • facebook.com/bibotalk | twitter.com/bibotalk | instagram.com/bibotalk
  • Assine nosso canal no Youtube, clique aqui!
  • Assine o feed http://feeds.feedburner.com/bibocast
  • Envie seu comentário em áudio para podcast@bibotalk.com, ou no botão “Gravar Efeito BTCast!” no canto inferior direito da sua tela!
  • Categorias: BTCast,Podcast

    Tags: ,,,,,,,,,,

    • David Cortez

      Espero que seja punk!!

    • Wando Rodrigues Dos Santos

      Fala galera…não lembro se comentei aqui alguma vez, só passei para dizer que o episódio está Sensacional(MILHORANZA, Alexandre), estou sempre compartilhando os episódios e fazendo outros tbm viciados em podcast, até minha curti miuto podcast especialmente o de vocês. um abraço e coitada da Sheila…rsrsrsrs

    • Wando Rodrigues Dos Santos

      *minha mãe curti muito

    • O texto de Mateus sobre o dois ou três….vocês novamente fizeram jorrar sangue aqui. Complicado vocês hehehe

      Perguntas:

      Mesmo levando em consideração que o mais velho tende a ser melhor disciplinados do mais jovem do que ao contrário, como lidar com esta questão: Se há uma orientação para conquistar o irmão sozinho, depois com dois, até que a igreja tome uma decisão contra o irmão caso este não se arrependa de algo grave, com conciliar a omissão que temos quando os que devem ser alvo dessa conquista são os líderes? Se é possível a conquista do irmão no primeiro nível, o individual, não deveria servir para todos os irmão independente de hierarquia? Há uma imunidade dos líderes que os impede de serem disciplinados pela comunidade, mesmo que individualmente? Teriam que o ser pelos pastores antigos deles? Se a saúde da comunidade está em risco, porque deveria sair da comunidade quando o erro é da liderança e não sair da comunidade quando é de irmãos fora da liderança? O poder nas mãos da liderança não pressupõe maior impacto destrutivo no corpo em caso de perversão da palavra e manipulação do que os de menores poderes administrativos ou funcionais? Como entender estes conflitos em congregações onde não há um corpo diretivo que discipline pastores ou líderes e a sucessão de líderes ou é familiar ou por amizades?

      Penso que entendo e aceito a questão de hierarquia dentro de uma instituição, já que vejo utilidade enorme, mas até que ponto a hierarquia está sujeita a saúde da igreja e não o contrário? Principalmente para não associar a atitude do irmão ao nome de Cristo.

      • não lembro do que falamos no pod, mano, mas eu penso que na disciplina e na correção do irmão, não tem hierarquia, o texto de Mateus não entra nesse caso, mas ele fala de comunhão entre iguais, e em Cristo, líder e liderado são farinha do mesmo saco.

        • Pode parecer, mas não quero afirmar necessidade de inquisição, igreja contra igreja, ou mesmo um grupo julgando outro. Já houveram muitas morte porque gente idiota agiu como tal. O que me pergunto profundamente é: será que não sacrificamos a saúde da igreja pela “segurança” de fazermos nossos cultos em “paz” e sempre problemas ou conflitos? Digo, não nos tornamos na maioria passivos demais, condescendentes e de certa forma cúmplices, com nossos irmãos quando não desenvolvemos liberdade relacional durante anos para chegar e dizer que algo não está legal e precisa ser mudado para o bem da pessoa e de todos? Não creio mais ser um problema somente histórico de divergência interdenominacionais. Há uma cultura do mal mesmo (contenda, inveja, levar vantagem, fome de poder) de muitos séculos que hoje nesse universo egoísta nosso só está mais claro.

          Resumindo, iguais em tudo não somos, pois há funções e responsabilidades, mas como deixar que a diferença funcional entre irmão não ultrapasse a essencial. Uns são mais irmãos do que outros até quando?

    • Fellipe Mello

      Ate q enfim consegui acompanhar um BTcast no mesmo dia em q foi lançado…..heeee….parabens, vcs sao bons

      Fellipe Mello/ Ananindeua/PA

    • Nidia Lysney

      Disciplina é algo complicado, pelo que tenho observado e conversado com irmãos de outras denominações, quase não existe nas Igrejas mais né? Principalmente se for músico ou gente do dízimo alto. E raramente é feita da forma correta, uma Disciplina feita corretamente é uma benção, um irmão me disse que uma sofrida por ele no começo de sua caminhada com Jesus foi uma das melhores coisas que poderiam ter acontecido para ele. Mas dependendo do que fizerem pode ser algo desastroso, sei de casos em que numa Igreja Pentecostal fizeram uma daquelas reuniões de disciplina, as pessoas envolvidas saíram na briga, teve gente até pegando cadeira para bater no outro e depois quem estava presente ainda saiu contando o que aconteceu pela cidade. Faz pouco tempo foi comentado comigo sobre disciplinar uma pessoa sem nem conversar com antes com ela ou apurar os acontecimentos direito.

    • FelipeLemos

      Muito bom, algumas coisas eu não concordei, mas vou avaliar.
      Quando o Bibo falou da época onde se colocava em “disciplina” quem usasse bermuda, cortasse cabelo, etc, lembrou muito a cidade onde nasci, Goiana em Pernambuco, que na minha época (já fui da Assembléia) imposições sobre isso eram muito comuns. E pelo que soube, até algumas imposições são comuns na minha cidade (mesmo que TV deixou de ser pecado, aparentemente, pois a própria AD tem uma canal em Pernambuco).
      Mas não vamos falar dessas coisas, sempre acho complicado como é feita em prática a disciplina na maioria dos lugares, sendo que algumas “correções” são nada mais e nada menos que humilhação pública como um caso que ocorreu na minha antiga igreja em Recife, onde pessoas tiveram que ir em púlpito revelar que tinham feito sexo antes do casamento. Já em outra igreja, um amigo foi “disciplinado” por ter ideias controversas (que eram bíblicas, olha só) e o pastor proibiu que seus amigos falassem com ele, foram aconselhados a não ter contato algum com o “disciplinado” e outro que foi disciplinado por ser publicamente contra a marcha para Jesus (ou no caso de alguns, Marcha para Je$us).
      Quanto a questão de um irmão pecar tenho uma história um pouco complicada, há alguns anos me falaram de um dos “líderes” de uma congregação estava envolvido com questões de adultério, chegando a dar em cima de garotas daquela igreja, não teria dado valor, porém me mostraram provas bem concretas. Eu só conhecia o citado de vista, entretanto fiquei bastante preocupado com as consequências dos atos dele se isso tornasse público, me questionando o que seria de sua esposa, que mesmo como vítima, sofreria as consequências dos atos do marido e no final das contas seria a mais marginalizada (pelo que conheço da congregação). Tentei convencer meus amigos a falarmos, de forma cautelosa, com um pastor confiável e sábio que conhecíamos, claro que mostraríamos as provas, ele conhecia o envolvido pessoalmente e poderia tomar uma atitude mais adequada e discreta. Todavia, meus amigos acabaram andando para trás. Minha angustia que aquilo gerasse mais problemas e pessoas chegassem a se afastar da comunhão devido a um escândalo me perturbaram.
      Em relação a ceia, não concordo com controle de quais irmãos tomarão ou não ela, sempre participei de lugares onde a questão da decisão de participar era algo pessoal. É desta forma que vejo, como ápice de comunhão, onde a igualdade é exaltada, pois sentamos no mesmo lugar, comemos do mesmo pão, se fazemos iguais, pois todos somos um em Cristo.
      Enfim, vou ter que escutar novamente para pegar mais detalhes, mas inicialmente são esses meus comentários sobre o episódio.

    • Abraão Lynconl Torquato

      Gente, eu confirmo isso que o Bibo falou da Assembléia de Deus no minuto 11:50. Eu não vivi na década de 80, nem nada. Mas me converti muito cedo (criança mesmo), no interior de Pernambuco. Lá na Assembléia que eu congregava tinha muitos usos e costumes. Os cultos de oração, na terça-feira eram realmente fechados e o pastor disciplinava muito os membros por neles. Eu nunca vi, pq era muito pequeno e não ouvia rádio, mas meu pai sempre falava de irmãos que tinham sido disciplinados pelo programa de rádio da igreja. De certa forma e até certo ponto, concordo com essa medida pq nos ensina a encarar o nosso erro, mas já vi muitos abusos acontecerem, antes de ir para a Batista.

    • Ronaldo

      galera, ja que o bibo precisa de uma grana pra seu sustento, porque nao posta o audio dos btcast no you tube pra ganhar um monetario, poe uma imagem de fundo e manda audio no pessoal…vai ajudar ainda que pouco, poe no btvolg mesmo….valeu fuiiii

    • Daniel Nogueira

      Pessoal, gostaria de sugerir um podcast sobre ceia. Já vi igrejas rígidas como a assembléia de antigamente, outras q levam a decisão de criar mais para o indivíduo, igrejas em q todos ceiam inclusive visitantes e outras q a ceia é com bisnaguinha (pão) é dividida entre cada família. É um assunto interessante até pra dizer q na igreja primitiva rolava vinho com álcool! 😀

    • Daniel Nogueira

      Já vi jovens (inclusive meu irmão) q saíram da igreja por causa de disciplina indevida ou mal feita. É importante fazê-la com amor e com o propósito correto.

    • Lourival Gonçalves

      Uma pergunta pairou em minha cabeça em todo podcast.Essa aí na Vitrine é a Sheila?kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Marco Antonio

      Coitada da Sheila

    • Daniel Cazé

      O link pro texto citado nos 51 minutos, “jonatham ….” foi incluindo em algum lugar?

    • Valdir Araujo Junior

      Ae me Veio uma Pergunta por meio uma situação… Quando um Irmão da Igreja namora uma menina que é não da Igreja (pensado que vai converte-la) Nesse meio tempo, ele Engravida ela!!!(iii azedou) Bom ele já foi aconselhado, mas não obedece. Em um Caso assim a Pessoal Claro vai para Disciplina e deve ser Entregue e Satanás? Outra coisa que é dificil nas igrejas, são as familias tradicionais;vai de filho de pastor até de familia que tem o tradição e por causa disso ou aquilo; a Igreja não trata o pecado de maneira correta, mas como a pessoal e filho pastor ou da familia tal, a pessoa que está na pratica do pecado não é disciplinada e nem corrigida.

    • Leandro Rezende Torres

      Neste BTCast, o Mac usa em 49:44 dizendo que Satanás veio pra roubar matar e destruir, me parece que este texto se refere ao religiosos do contexto em que Jesus está. Estou errado? Se sim, porque?
      Podem me ajudar com essa? Obrigado =)

      • Leandro, você não percebeu, mas nessa mesma fala eu fiz uma ressalva, dizendo saber que o texto bíblico em questão não faz menção direta a Satanás.

    • Muito bom, amigos!

      Houve uma questão de um casal de jovens engravidarem (eram ativos, e de família destacada na igreja, vcs sabem como é…rs), o pastor (que já não está mais pastoreando a igreja onde congrego) disse que não havia problema se eles casassem e a única coisa que ele não aceitaria seria que a menina casasse de véu.

      Cara foi uma loucura na igreja, os mais tradicionais não queriam que eles casasem na igreja, que ela casasse de vestido branco, e a questão do véu era novidade pra eles…rs

      Foi bem turbulenta essa situação.

      Na minha visão, situações de disciplina é sempre complicado porque os membros não tem proximidade, se dizem irmãos, mas não são tão próximos para falar ao irmão pecador como falamos com nossos irmãos de sangue: “Olha, isso que vc está fazendo está errado, se o pai descobrir vc vai apanhar”. O distanciamento faz um ato de amor (disciplina) se tornar um tribunal, um simples julgamento.

      Valeu gente…abraço!

      • Victor

        Poxa, totalmente verdade. Tem tudo a ver com a intimidade de irmãos, que quase não existe. Lembrei daquela música, que não tenho a coragem de cantar: “Somos corpo, e assim bem ajustado, totalmente ligados, unidos, vivendo em amor. Uma família sem qualquer falsidade….” Eita, para por aí…é demais! Quando ouço essa música dá vontade de chorar. Não existe (ou quase não existe) igreja que cante essa música sem ser hipócrita. Mas, enfim, ajudaria muito na disciplina com amor, essa maneira de viver igreja.

    • César Aguiar

      Mais um excelente episódio! Penso que pecados públicos devem ser tratado publicamente, os de caráter particular assim devem ser tratado, já que a questão, ao meu ver são duas coisa: pureza na igreja e tratar o irmão em amor para arrependimento. Já vi e ouvi absurdo, desde cortar cabelos, cumprimentos de saias, ir a shows, usar cinta modeladora, pintar cabelos, esmaltes, enfim. Mais uma vez estão de parabéns por trazerem conteúdos abençoadores! Senti muita faltas dos pastores Alex e Milho e da irmã Glória. Abraços. Pb. César

    • Victor Nascimento

      Parabéns galera do BT Cast… muito bom o papo! Sobre Mateus 18:15-17 eu particularmente interpreto da seguinte forma: se um irmão pecar contra ti, vai lá e repreende-o em amor; se não der certo, leve um ou dois com você; se não o escutar, diz pra igreja e trata-o como um gentio. Tratar como um gentio, na minha interpretação, não significa excluir do convívio da igreja, mas tratar como alguém que assim como os gentios, ainda precisa conhecer o amor de Deus!

      Valew!!!

    • Ai que meda…… Fala galera! Muito bom e esclarecedor este episódio que vei trazer luz e enriquecer o que havia sido dito no episódio BT Church. Grande abraço

      Luis Vulcanis
      http://www.esconderijounderground.com

      • Alexander Stahlhoefer

        Valeu Luis! Obrigado pela presença constante aqui nos comentários! Abraços

    • Felipe Ricardo Voigt

      Muito bom esse Johnny Cash de fundo, me distraiu as vezes, mas muito bom.

    • cara, muito bom esse bt, e o mais bacana é que agente se identifica pois são coisas que acontece nas igrejas em geral, e as vezes a liderança nem disciplina formalmente apenas vai deixando de lado a pessoa que eles acham que estão errado isso sem base bíblica alguma, frequentava uma igreja que o bordão do pastor era: se seu pastor não faz ou não vai em determinado lugar pq vc vai? isso para dizer que entre aspas que as pessoas que faziam tudo que ele não achava legal era errado pois não estavam sob uma autoridade. mas valeu pelo bt é bom saber que tem pessoas pelo Brasil que pesam igual agente. um abraço.

    • BinoMaia

      Cara! Vcs são fera! Ceis são tipo OmeleTV com Jovem Nerd! Parabéns pela qualidade!

      Mto bom! Principalmente a parte do 2 ou 3, quando vcs contextualizaram.
      Deus continue abençoando vcs para continuarem trazendo luz para internet! =)

    • Rodrigo

      O episódio foi maravilhoso, cerca de 2 meses encontrei este podcast e estou em meio maratona, estou gostando muito, mas devo confessar que fique meio decepcionado com o Bibo, quando criticou os assembleianos, dizendo que não falava deste jeito antes porque era funcionário. Mas que Deus continue os abençoando muito.