BTCast 059 – Hamartiologia

 

Muito bem, moçada, o podcast mais pecaminoso do BiboTalk está no ar. Bibo, Mac e Alex se reúnem para discutir hamartiologia, a doutrina do pecado, no último episódio da série Antropos, que será também o primeiro episódio da série SE7VEN.

Nesse episódio descubra a origem do pecado na humanidade, veja se você é pecador porque peca ou peca porque é pecador, entenda a natureza pecaminosa e desvende o mistério do fruto proibido!

Arte da vitrine Junior Peres e Brão Barbosa.

Ouça os demais episódios da série Antropos, clique aqui.

Links comentados no episódio:

  • Artigo do Alex sobre a Bíblia Freestyle, clique aqui.
  • Artigo do Mac sobre a Impecabilidade de Cristo, clique aqui.

Siga-nos no twitter @bibotalk  @Mac_Mau   @stahlhoefer

Curta nossa FanPage www.facebook.com/bibotalk

Assine o feed http://feeds.feedburner.com/bibocast

envie seu comentário em áudio para podcast@bibotalk.com

ARQUIVO ZIPADO, clique aqui!

Ouça no PLAYER abaixo ou clique em DOWNLOAD para baixar (clique com o botão direito do mouse e escolha a opção Salvar Destino Como, ou Salvar Link) Arquivo MP3!

Categorias: BTCast,Podcast,SE7EN

Tags: ,,,,,,,,,,,,,

  • Daniel Souto

    Baixando!!

  • Baixando!

  • oi galera. Acabei de ouvir o btcast e ai pensei em uma questão:
    Posso concluir que, quando nós dormimos, sonhamos e pecamos em sonho, seria uma extensão da nossa mente e onde o “passarinho” voa sobre nós tentando fazer ninho?
    – o que na minha percepção é uma tentativa muito forte por que as imagens em nossa mente quando sonhamos é mais forte ainda – em fim muito bom btcast de hoje!

  • Bibo,Nesse endeusamento que muitos fazem dos “grandes expoentes”??????,kkk,da Esfera Gospel,nós Vivemos na “Carne”e eles em Elysium.kkkkkkkkk.
    Brincadeira aparte,estou passando para parabenizar por mais um pod e dizer que ainda estou ouvindo,mas em breve volto para comentar mais.Graça e Paz!

  • Jhon Wilker

    Bibo cade o Core do panfleto do Superman ?? eu ouvi no post Evangelismo que você iria disponibilizar. fazendo Downlod o/

    • Bibotalk

      o amiguinho, o link tá no post do btcast sobre evangelismo, pensou em procurar lá?

  • Helbert William

    Poxa galera, muito bom, gostei muito da primeira parte sobre os comentários, mostra que vcs estão preocupados com a visão dos ouvintes ^^!!!

    Alex, muiiiito obrigado mano por vc ter esclarecido de uma forma bem profunda e paciente.

    inventei até um trocadilho…

    Alex é pastor e nenhuma dúvida sobrará kkkkk

    vc tb mac e bibo são ótimos um abraço!!

    • Alex @stahlhoefer

      Obrigado Helbert,

      Temos preocupação com a vida dos que ouvem, para que tenha acesso a uma teologia saudável, que produza vida em abundancia, paz com Deus, salvação, mudança de realidade e justiça. Me preocupo não quando não concordam comigo, mas quando esta não concordância descamba em uma queda de braços, demonstração de força teológica e divisão. Por isto dou minha posição, mas quero ouvir a do meu irmão, considerar seus pontos. Me alegrar com ele na salvação em Cristo.
      Abraços cordiais!

  • Leandro Santana

    Ouvindo e compartilhando…! Breaking Bad *-*

  • Olavo Cortez

    Mais uma enxurrada de conhecimento… Parabéns!

  • Quem é o “teólogo do amor” citado no podcast?

  • Acrizio

    Um dos melhores podcasts já feito, um tema tao profundo mas explicado de maneira facil de entender e deixando brecha para se aprofundar e aprender mais sobre o assunto. Piadas muito boas e detelhe: Jô tem o Bira, Danilo tem o Roger, e BTcast tem o Mac. Nao sei se rio mais das piadas ou da risada dele. Deus abençoe voces!!

    • Mac

      Hahaha, gostei da comparação Acrizio, hehe.

      Valeu 🙂

      Abração!

      • Acrizio

        Eu ouvi uma vez o podcast sobre o Milenio na fila para o dentista dentro de um shopping. Acho que vou fazer isso novamente. Obs: seu blog que me trouxe para o Amilenismo :p

  • Matador de Galinhas

    Ótimo podcast, a qualidade da edição está muito boa. Parabéns.
    BTcast já está no topo de linha lista de podcasts.
    Meu nariz virou uma cachoeira!!

  • Olá amigos!
    tenho sido muito abençoado pelos pod’s. Vamos ao que interessa…
    A respeito da natureza pecaminosa.
    – Foi concluído que o pecado não passa por genética.(Pois seria fácil um cientista alterar um gene de uma pessoa para que ela se torna-se santo(a)).
    – Acredito que dessa “maldição hereditária” que herdamos de Adão o conhecimento do bem e do mal e a morte.
    Isso já são conclusões minhas. Minha dúvida é:
    1-Seria Deus tolo ao “fazer” (permitir que o pecado seja hereditário) o homem pecador e cobrar santidade?
    2-Como interpretar Ez.18:20?

  • Fabio Vilas Boas

    Galera, podacst hemorrágico!
    Esclareceu alguns pontos de dúvidas, vcs como sempre estão de Parabéns!!!!!
    Que Deus prossiga a Abençoa-los de forma Abundante!
    Abraços!!!

  • Acho que essa Eva fez alguns pecarem…

  • Mais um podcast pra ouvir mais de uma vez, tem que começar a ter indicativo de nível de dificuldade.

  • Yane

    Ainda não terminei de ouvir o podcast mas já queria parabenizar pelo notebook! Fiquei MUITO feliz por me sentir parte dessa conquista!

    Deus os abençoe e continuem o bom trabalho! =D

  • Bean

    Fala ai galera do BiboTalk, escutei o podcast, e achei muito interessante. Sou um
    grande admirador do trabalho que vcs fazem. Que Deus continuem abençoando toda a equipe!

    Sobre a questão do pecado, gostaria que vcs me respondesse uma dúvida. Ao ler I joão, capítulo 1 a partir do versículo 6:

    “Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade.
    Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.
    Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós.
    Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.
    Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.
    Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.
    E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.”

    Na minha percepção esse trecho demonstra a questão sobre a natureza pecaminosa do homem, e o perdão dos pecados obtido mediante
    a confissão dos mesmos a Deus, isso graças ao sangue de Cristo. Porém mais a frente no capítulo 3, a partir do versículo 4 lemos:

    “Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade.
    E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado .
    QUALQUER QUE PERMANECE NELE NÃO PECA; qualquer que peca não o viu nem o conheceu.
    Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica justiça é justo, assim como ele é justo.
    QUEM COMETE PECADO É DO DIABO; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.
    QUALQUER QUE É NASCIDO DE DEUS NÃO COMETE PECADO; porque a sua semente permanece nele; E NÃO PODE PECAR, porque é nascido de Deus.”

    Essa parte me confunde muito, “QUALQUER QUE É NASCIDO DE DEUS NÃO COMETE PECADO” e “QUALQUER QUE PERMANECE NELE NÃO PECA” e ainda
    “QUEM COMETE PECADO É DO DIABO”. Cara, no começo da carta ele disse que “Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso”, como
    dois caps. para frente ele me diz que quem comete pecado é do diabo? e ainda diz que qualquer que “QUALQUER QUE É NASCIDO DE DEUS NÃO COMETE PECADO”?

    Ficaria muito agradecido se alguem me esclarecesse isso. Um abraço a todos do BTCast, que Deus continue abençoando vocês.

  • Alex @stahlhoefer

    bean,

    Obrigado pelo texto, de fato ele é muito simples, inclusive na gramática. Não há formulações complexas. Quando ele fala em “não peca” literalmente lemos ali um presente ativo: “não peca”. Façamos então um exercício de interpretação:
    O texto diz: todo aquele que permanece nele não peca.
    Inverta o sentido agora: todo aquele que que permanece em Jesus peca.
    Perceba que se invertermos o sentido então temos um problema de lógica no texto.
    O fundamento é: estar em Cristo.
    A consequencia disto é: não pecar
    Se a consequencia de estar em Cristo fosse pecar (como na inversão que fiz acima) então o texto estaria todo errado na lógica, pois vários versiculos no capitulo anterior e neste afirmam que a consequencia de estar em Cristo é não pecar.
    Porém, a carta começa com uma instrução para confessar os pecado. Interessante em 1Pe 1.9 é que ele afirma literalmente: “se (continuamente) dissermos que não temos (possuímos) pecado, a nós mesmos nos enganamos e a verdade não está em nós.”
    Logo, dizer que por causa de estarmos em Cristo estamos capacitados a não cometemos pecado então o primeiro capitulo da carta pode ser rasgado fora. O que não é caso.
    Então precisamos ler o versículo 3.8, parte final: Para isto se manifesto o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo.
    Que obra é essa? Desde o principio o diabo peca! (verbo no presente falando de uma coisa no passado longínquo!! Consequencia lógica: peca e continua pecando!).
    Ou seja, o texto define aquilo que Paulo tb define em Rm 6, que em Cristo há uma mudança de Senhorio, do pecado (e do diabo) para Cristo e a liberdade do pecado. Não quer dizer que não venhamos a cometer pecados (que devem ser confessados para o perdão), mas que somos livres da obediência ao pecado.
    O que é fascinante pra mim é a linguagem de João e seu gosto por verbos forte na cultura hebraica como “fazer” (poieo em grego / iassar = hebraico). Ter fé era uma questão de fazer a vontade de Deus e não de ter conhecimento intelectual ou fé no coração, essa coisa intimista que não muda vida de ninguém. Aliás, em hebraico nem sequer existe a palavra fé, ter fé ou crer. Só existe a forma nominal “fidelidade” (emunah). Mesmo Abrão que “creu” (Gn 15.6) usa a forma verbal “heemin” que é mais perto de confiou ou considerou verdadeiro o Senhor. Só por curiosidade amém vem dessa raíz ‘amina e significa “é verdade!”. Por isso Jesus dizia “amem amem lego” = em(de) verdade, em(de) verdade, eu digo:…
    abraço mano!

  • bah gurizada, muito bom btcast manteve o ótimo padrão dos outros ´podcasts! hemorragia nassal full
    esperando o proximo /

  • Alexandre Nascimento

    Paz a todos, se for possível!

    Confesso que fiquei triste pela superficialidade(ao meu ver) a qual vocês trataram esse assunto.

    Então, até “boas” atitudes estão envoltas de pecados? Me provem que os frutos do Espírito(Gl 5:22-25)praticados pelos que andam no Espírito estão maculados pelo pecado? O que vocês afirmaram se choca com a verdade de estarmos enxertados em Cristo(Videira Verdadeira) e isso, por si só, desfaz todo sofisma. Não somos a árvore, somos os ramos(galhos). Assim, o cerne que nos alimenta é puro. Dizer que até nossos melhores frutos são pecaminosos é o mesmo que afirmar para alguém absolvido de suas acusações que ele ainda é culpado. Ou ser livre é estar livre, ou então, vocês estão certos: tudo deve ser relativizado…(Deus liberta, perdoa, santifica, salva, irmãos, mas não é bem assim não! rsrs…)

    Os santos anjos pecaram porque eram pecadores? Adão e Eva pecaram porque eram pecadores? Não! O pecado é a transgressão da lei(escrita ou oral) de Deus (1 Jo 3:4).

    Para apologistas como vocês fica feio ser anti-ético como foi o infeliz comentário de que Finney em sua T.S. disse que já estava a tanto tempo sem pecar, blá,blá,blá… mostre-me a pág. em que ele disse isso e não fiquem dizendo q

    • Alexandre Nascimento

      continuando -> mostre-me a pág. em que ele disse isso e não fiquem dizendo que um amigo disse…, e etc. Já lí tal T.S. e não vi nada parecido em nenhum capítulo.

    • Bibotalk

      Alexandre, pedimos desculpas pelo nosso nível e por ter decepcionado você. Recomendamos que procure outro podcast, esse é o máximo que conseguimos. Lembre-se, nunca bancamos de donos da verdade. A ideia do BTCast é um bate papo entre amigos sobre um assunto da teologia. Não estamos em concílio decidindo o futuro da ortodoxia cristã.

      abraços
      bibo

    • Foi exatamente o que eu quis dizer! só que em poucas palavras….

    • Olavo Cortez

      Como já foi dito, por trás de toda crítica construtiva, há o desejo incontrolável de dizer que o outro está errado…

      Prezado Alexandre, se você já tiver ouvido outros BTCast’s verá que a proposta nunca foi exaurir temas, mas despertar em nós ouvintes a sede pela busca de mais conhecimento bíblico a respeito dos temas apresentados.

      Nas acepções mais bíblicas possíveis dos termos, o BTCast nada mais é que “sal e luz”, porque nos deixa “sedentos” por mais conhecimento a respeito de Deus e das coisas de Seu Reino, ao mesmo tempo que “ilumina” o caminho a ser percorrido nessa jornada, com muito humor, mas sempre de forma comprometida e fiel às Escrituras…

      Fica com Deus e um grande abraço! =)

  • Yane

    Olá =)

    Agora que ouvi o podcast posso ter uma conclusão: terei de ouvir novamente os 3 podcasts HEUHEUEHUE. Cara, muita coisa boa aprendida, mas não são assuntos de fácil absorção, pelo menos não pra mim uheuheuheuhe

    Como to ouvindo os podcasts do começo até agora, certamente que ouvirei novamente essa série e captarei muito mais coisas que captei agora!

    Valeu e continuem o bom trabalho! =D

  • Sangue jorrando pra todo lado aqui, confesso que já ouvi mais de três vezes cada pod dessa mini serie assim dito pelo Bibo, e cara minha cabeça ta explodindo de tanta informação, peço ao bom Deus que me ajude a adsorver o máximo de tudo que vocês falaram hehehe
    Abraços

  • A piadinha “O velho homem sabe nadar” provavelmente é de seminário mesmo e não do Lutero, pois até onde sabemos, Lutero era contra os imersionistas.

  • Olha o “tapa na cara” da centelha divina.
    “pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus,Romanos 3:23”
    Ou seja, não há nada, nem mesmo uma centelhinha divina em nós.

  • Podcast com muito conteúdo, só ouvindo várias vezes para pegar tudo, é uma hemorragia enorme!

  • Marcos Filipe

    Muito bom mesmo o podcast! Indiquei até para meus adolescentes/jovens ouvirem como complementação da aula de T.S. deles! Mas uma dúvida… como ver a Gn 1-3 de uma perspectiva não literal e fundamentalista e encaixar com os aspectos da hamartiologia como: A entrada da morte no mundo antes do pecado? a ordem a Adão e Eva enganada?sempre tive essa dúvida na mente, pois só consigo argumentar dentro desta visão, por favor, me ajude!

    Abraços

  • Fala ai galera,

    Passei para da uma atualizada e percebi que ainda tentam justificar aquele lance de parcialidade e imparcialidade. Risos! To virando o pentelho do BT cast.

    Mas véio, ta dificil de ver uma participação de um canela de fogo. Só da reformado calvinista ai cara.

    Já indiquei o Esdras Bentho mestrando em filosofia na PUC-RJ e nada. E o cara já deu aula ai na Redifim.

    Tem também o José Gonsalves, o Marcelo de Oliveira. Mas parece que só os teólogos reformados calvi… que prestam.

    Me parece que o próximo livro do Esdras é o Hermeneutica Teologica.

    Fica a dica.

    Paz rapaziada!

  • David e Teresa

    Fala irmãos!
    Paz!

    Mais uma vez venho agradecer a Deus pelo trabalho de vocês e dizer que tem sido benção na vida do povo, bom pelo menos a mim e a minha esposa, não sentimos mais nossas narinas!rsrs

    Obrigado por dedicarem seus tempos a esse trabalho excepcional, Bibo, Mac e Alex!
    Valeu mesmo!

    Gosto bastante da forma como vocês abordam os assuntos, de uma forma agradável, distraída e séria ao mesmo tempo.

    E esse pod foi muito esclarecedor, os outros também, mas, esse retrata bem a duvida imposta!

    Abraço!
    Que o senho os abençoe mais e mais!

    Valéu!

    Rio de Janeiro/RJ

    • Deivid

      Alex escrevendo para uma revista pentecostal! Kkkkkkkkkk

  • Glória Hefzibá

    Pessoal,

    Ouvi pelo menos duas vezes esse episódio para vez se entendia como vocês explicam essa “transferência”, ou propagação do pecado original nos seres nascidos depois.

    Em certo momento vocês comentaram sobre representação, o que eu entenderia, pois em Romanos há um trecho que se detém justamente nesse assunto: o contraste entre a representação de Adão (ofensa -> juízo -> condenação) e a de Cristo (ato de justiça -> graça -> justificação de vida). Caso a explicação para a transferência seja essa ideia de representação de uma coletividade, não precisam se alongar muito na hora de me responder =P

    Mas ainda assim ficou parecendo que vocês não se limitaram a essa explicação representativa (que é verdade, mas talvez não explique toda a verdade), e por isso gostaria que vocês me ajudassem aqui.

    É bem óbvio que a transferência não é genética (e, inclusive, isso explica o nascimento imaculado de Cristo, como o Alex explicou no episódio sobre Encarnação – um dos meus favoritos!), e ela também não é meramente social, como o Pelágio parecia afirmar. Como ela acontece, então?

    • Alex @stahlhoefer

      Olá Glória,

      Além da representação, há o que para mim é mais fundamental, que é a qualidade da relação entre ser humano e Deus.
      Se você fizer uma análise do campo semantico do termo “conhecer”, em hebraico ‘yadah, vai perceber que ele está ligado a relacionalidade, seja entre pessoas, seja com Deus, e não tanto ao conhecer objetivo-científico como compreendemos hoje. Perceba, por exemplo, que Abrãao conheceu Sara (teve relações sexuais com ela/casou-se com ela).
      Agora quando você retorna a Gn 3 tendo o conceito de “conhecimento” um pouco mais claro, você percebe que Adão e Eva conheciam a Deus (se relacionavam) com ele sem mediações e sem pré-conceitos.
      A partir do cohecimento do bem e do mal (aqui o “conhecimento” parece ter um sentido mais objetivo) há uma mudança na relação ser humano-Deus: surge o reconhecimento de que se está nú, e a vergonha como consequencia. Seria essa nudez primordial símbolo de uma inocência? (pra pensar!) Deus questiona o ser humano não quanto a transgressão de uma lei moral/legal, mas quanto a sua traição! Sim, o ser humano traiu a confiança de Deus e se deixou levar por outras vozes contrarias. O pecado não é portanto uma falha moral, mas uma falha relacional. O ser humano não manteve sua honra primordial (Sl 8), sua inocência, mas ao aceitar se relacionar justamente com aquilo que Deus advertiu ser ruim o ser humano altera a sua qualidade da relação com Deus. Perceba que a mudança não parte de Deus, mas do ser humano. São eles que percebem estarem nús, não é Deus quem aponta e diz “vocês estão nus!”. Esta relação será mais tarde denominada por Paulo como inimizade (Rm 5.10 / Col 1.21).
      Então eu somo as duas teses (representação + relação) e entendo o seguinte: em Adão todos herdamos a inimizade com Deus. Não é uma transmissão genétia, nem social, mas teológica, isto é, já na nascemos numa relação de inimizade. Não é possivel nascermos humanamente amigos de Deus/inocentes, pois como João afirma, não somos feitos filhos de Deus por sangue/carne, mas somente pelo Espírito de Deus, então não dá pra dizer que nascemos puros ou neutros e depois nos tornamos pecadores. Aí sim estariamos falando de uma transmissão social e de uma possibilidade de não pecar naturalmente.
      Bom, fui escrevendo assim bem livre conforme me vinha na cabeça, se algo não ficou claro e precisa ser questionado, vai perguntando aí…
      abraço
      Alex.

  • Guilherme

    Maneiro o podcast, mas como vocês conseguem fazer uma leitura de “satanás” no AT sendo que não o encontramos no AT?

  • Jonas Rosas

    Galera, boa noite!
    Bibo (ou Alex, ou Mac, ou alguém) poderia explicar melhor a questão da criança “estar salva” (ou não).
    Minha vida inteira eu aprendi que criança já ta no céu pq são crianças, mas isso nunca me satisfez teologicamente… ta complicado de equilibrar esse raciocínio.
    Como vc deu uma pincelada no assunto, talvez possa melhorar a pintura explicando um pouco mais.

    PodSer?

  • Wélica

    Ótima discussão, mas pera aí que eu tenho que ouvir de novo! :O