BTCast 023 – Deus mandou matar?

 

Muito bem moçada, mais um podcast na área e esse cheio de sangue. Bibo, Mac e Alex se juntam mais uma vez para conversar sobre as guerras no AT, principalmente o genocídio cananeu.

Nesse podcast saiba porque Deus mandou matar (isso se Ele mandou mesmo), descubra o propósito divino e ouça a luta entre Davi e Golias numa super produção auditiva!

curta nossa Fan Page www.facebook.com/bibotalk  com 500 curtidas rola sorteio de um livro

Assine novo feed http://feeds.feedburner.com/bibocast

Se quiser ler a Monografia do Alex, baixe aqui.

Categorias: BTCast,Podcast

Tags: ,,,,,,,

  • Alex

    baixando o/

  • Da hora!!!

  • Downloading !!!

  • legal hoje é o dia de podcasts hoje sai :
    Bt Cast
    Afogados no Sofa :http://afogadosnosofa.com/afogados-no-sofa-09-espiritos

    Matando Robos Gigantes:http://matandorobosgigantes.com/podcasts/cinema/mrg-153-cinema-lambreta-do-capeta-2

    e (relaxa agente tem) 99 vidas http://99vidas.com.

  • Samuel

    Baixando….

  • Samuel

    Show de bola esse podcast….

    Liguem os fatos:
    1-Podcast sobre guerra(um povo executando a justiça de Deus sobre pagãos);
    2-O Bibo(cananeu) malhando o malavéia(ungido);
    3-“Não toque no ungido”;
    4-Assembléia de Deus Vitória em Cristo chegando em Joinville;

    Acho que o povo escolhido tá vindo pra te pegar Bibo…a justiça tarda mas não falha…é melhor correr…

  • Tobias

    Ficou massa a produção mesmo! Estava me sentindo num filme! Essa voz aí ficou bem mais crocodiliana hehehe
    Vou ter que escutar mais uma vez pra prestar atenção no conteúdo, porque na primeira fiquei me entretendo com a produção sonora hehehe
    Abraço!

    • Bibotalk

      Valeu pela participação mano!

  • isaque lima

    Muito bom o assunto ele é polemico mas temos que entender que Deus é soberano, assim como ele da a vida, ele a tira tambem,sobrou ate pro silas hahaha…

  • Samuel

    Assim como milhares de cristãos, tenho muita dificuldade em entender a relação entre o Deus do velho testamento e o Deus revelado em Cristo.

    Alguns argumentos que só pioram o entendimento são:

    – Deus é soberano e não deve satisfação de seus atos.
    – Deus mudou ao longo do tempo.
    – Deus trabalhava desta forma na velha aliança, utilizva o método da guerra e matança porque era a maneira como os conflitos eram tratados naquele tempo.

    Em II Reis 6(se não me engano), há uma narrativa que, ao meu ver, se encaixa perfeitamente na maneira de Deus, revelado em Jesus, resolver conflitos. O profeta Eliseu está cercado pelo exército sírio, então ora a Deus para cegá-los. Eliseu guia o exército de cegos até o meio do exército israelita. O rei pede para acabar com eles mas Eliseu impede e ainda manda o rei alimentá-los e despedí-los para sua terra. Segundo o texto, os sírios não entraram mais em Israel. Haveria melhor oportunidade para destruir o exército inimigo? Que barbada seria. Mas ao contrário, Deus ensinou uma boa lição aos sírios e aos israelitas. A violência que se esperaria para a época não era a melhor forma para resolver aquela situação.

    Eu prefiro acreditar que, apesar das escrituras serem inspiradas por Deus, não foram psicografadas. O contexto histórico e pessoal/partidário do autor influenciaram na escrita do texto. Deus não ordenou a morte de mulheres e crianças, Jesus não ordenou. Sei que este argumento pode ser interpretado como liberalismo teológico e talvez até marcionita, porém é dessa forma que consigo digerir a questão.

    • Alex

      Concordo contigo Samuel!
      Se leio Isaias e as recomendações mosaicas, e depois volto pra ler estes confrontos bélicos só consigo ver que Deus foi muito misericordioso e prioritariamente anti bélico. O Senhor dos Exércitos não permite que Israel destrua impiedosamente quem quer que seja.
      Abraços
      Alex.

  • Luciene Pimentel

    Galera, ficou muito legal esse BT Cast. Os efeitos sonoros ficaram demais!!

    O Golias me lembrou o Darth Vader!! rsrsrs

    Só pra interagir, gostaria de saber a opinião de vcs sobre aquela passagem em que se narra uma guerra entre a tribo de Benjamim e as demais tribos, relatada em Juízes 20, onde, no versículo 23, o Senhor, quando consultado, manda que os israelitas ataquem seus irmãos benjamitas.

    Abraço em Cristo.

    • Alex

      Luciene, obrigado pelos comentários!

      O texto é intrigante! Mas vamos observar algumas questões.
      Houve um caso de violencia que deveria ser punido com morte – violencia sexual + assassinato da concubina do levita (v.5).
      A cidade de Gibea e a tribo correspondente de Benjamim deveria executar o juízo contra o indivíduo agressor, mas negaram fazê-lo (v.13).
      Israel (enquanto liga tribal) solicitou que fosse feito justiça, mas esta foi negada, e o pior, Benjamim preparou ataque contra Israel (v.14).
      Até aqui a legislação sobre guerra estava sendo seguida: meios pacificos primeiro!
      Depois Israel sitiou Gibeá e lutou apenas pela defesa do cerco. Somente após tres batalhas Israel teve vitória, de forma a humilhar Benjamim.
      No cap. seguinte lemos que Israel se arrependeu do que fizera pois uma tribo teria sido cortada de Israel. Então eles clamam a Deus e procuram meios de reparar o genocidio Benjaminita.
      Interessante é a observação no final do cap 21- naquela época não havia rei e cada um fazia como achava certo. Ou seja, por falta de uma liderança mais firme, muitos erros foram cometidos, e possivelmente nem tudo aquilo que Israel julgou como vontade do Senhor, efetivamente era.
      Esta história só ressalta que o pecado humano, se reflete na história de Israel e provoca morte alí tb. Por um lado Deus “peleja” por Israel para humilhar Benjamim, por outro lado providencia uma salvação para Benjamim, para que não seja destruída enquanto tribo.
      Fique com Deus mana!
      Abs, Alex.

  • Rogério Moreira Jr

    Senhor dos anéis como trilha. Excelente escolha para um tema bélico.

  • Filipe Ernesto

    Trilha sonora de skyrim, ou é impressão minha?

  • Bruna

    O narrador mandou muito bem no BTcast 😛
    Parabéns pelo trabalho!

    • Luciene Pimentel

      Valeu, Alex, pelo auxílio luxuoso…
      Meninos, o BT Cast está cada dia melhor…
      Ah, Mac, já vejo pela fé as camisetas: “Teologia é o nosso esporte”
      Fiquem na paz.

      • haha, boa idéia Luciene 🙂

      • Alex

        De nada mana!! #tamojunto
        Gostei da ideia da camiseta, amém Bibo??

        • Bibotalk

          Meu, dá hora mesmo, na próxima gravação vamos lançar aí ideia, perguntar se algum ouvinte pode bolar uma arte legal e tals…
          é uma boa ideia sem dúvida!

  • “betequesti” deve tar escrito na camisa

  • Parabéns, Bibo e cia., muito edificante o podcast de vcs.
    Vcs podiam fazer um programa sobre os 5 solas.
    abraços. Graça e Paz.

    • Bibotalk

      Valeu Luiz pelo carinho!

      mano, no podcast sobre Lutero e sua teologia, os 4 solas aparecem, e no de Calvino, o quinto é explanado também. dê um confere e veja se é isso que tu esperava…
      forte abraço!

  • Já vi o do Lutero, legal.

    • Bibotalk

      continue firme Luiz!

  • Kico Brueckheimer

    Cara, ficou massa a produção mesmo! Estava me sentindo no meio da cena! Parabéns pelo trabalho galera, muito bom mesmo!
    É sempre bom ouvir vocês, me lembrei muito das aulas de História de Israel na FLT.
    Abração!

    • Bibotalk

      méritos artísticos do nosso editor Mac e do narrador Tobias. Valeu Kico! Indique a gente para a galera!

  • Gloria

    O Bibo mencionou as músicas pentecostais que pegam emprestado a linguagem do AT. Mas agora elas também estão se valendo dos textos do Apocalipse, hein! Um exemplo é a canção “Apocalipse”, que ao nos informar que a bomba nuclear é feita de plutônio, praticamente nos dá todos os detalhes da fabricação! =P

    Sem falar que o tema da vingança está assustadoramente comum nas músicas ultimamente. “Quem te viu passar na prova e não te ajudou, quando vir você na bênção vai se arrepender, vai estar entre a plateia e você no palco…”, para citar talvez a mais famosa entre elas. Mas já ouvi piores.

    Eu concordo com o Mac na questão da santidade de Israel. A perversidade dos povos com que Israel guerreou é umas das explicações que eu também uso para entender porque mesmo crianças eram mortas algumas vezes. Parece que a intenção era garantir que o povo de Israel não se “contaminasse” por essas influências – pois trazendo os cativos para dentro da sua nação, eles sempre podiam correr o risco de apreender hábitos estranhos e, até mesmo, adorar outros deuses. Porque, convenhamos, morte de criança é algo punk.

    Bibo, quando você fala da escrita dos livros históricos ser romanceada, você quer dizer que os autores deram foco àqueles fatos históricos que mais iriam acabar enaltecendo a nação, ou que eles adicionaram elementos que não existiram na realidade? Fiquei sem entender.

    PS.: Já que o assunto foi tocado, por que não gravar um btcast sobre pena de morte e a sua validade (ou não) nos dias de hoje (sem perder de vista Rm 13, como já citado)? Seria legal! E polêêêêmico. Há muito a ser dito sobre esse tema.

    PPS.: Que áudio-drama foi esse?! Fantástico! Sem falar que a edição do episódio como um todo ficou ótima também! A trilha do início, depois a apresentação de vocês e a transição imperceptível para a vinheta padrão do btcast… Muito boa a edição do Mac!

    PPPS.: Sou 100% a favor de um podcast sobre a burrice de Salomão. E outro sobre a burrice de Sansão, que foi outro mané que fez tudinho que tinha sido proibido de fazer! Hahaha

    PPPPS.: O Mac é o Davi O.O E o Davi é o filho do Mac… Quer dizer que o filho do Mac é o Mac? MIND-BLOWING Hahaha

    • Olá Glória,

      Obrigado pelos elogios quanto a edição… Lembro que na época de um trabalho daqueles, hehe.

      Esse assunto da pena de morte é possível que retomemos num futuro BTCast… Vamos ver como andarão as coisas 🙂

      Abraço.

      • Glória

        Obrigada pela resposta, Mac! Foi ficar na espera =]

  • Nanda Maia

    A pedra saindo do outro lado da cabeça com sangue e massa encefalica parece pior que uma hemorragia nasal hein? Hahaha
    Muito legal essa dramatizaçao da historia voces nao fazem mais essas radionovelas? Seria uma alternativa melhor ao dez mandamentos o que acham? Hahahahaha

  • Nanda Maia

    Sobre os relatos ‘romanceados’ um detalhe na epoca de Davi e Saul por exemplo os contos das mulheres apos as guerras eram super estimadas “Saul mata seus milhares e Davi seus 10 milhares”… Ora as mulheres nem iam pra guerra gente! Era uma forma de homenagem de honra sabe? Nao é literal. Ninguem foi la contar corpo por corpo pra saber que Davi realmente matava 10x mais de Saul entende? Acredito que ao falar sobre os feitos do seu povo e principalmente ao seu Deus eles vao falar de uma maneira que reforce a ideia de força, poder etc
    Entao acredito que um povo pequeno que em parte da historia nao tinha uma terra e em outras vezes foi escravo ou subjulgado tinha uma necessidade de ‘provar algo’. Deixar a historia mais gloriosa faz bem sentido.

    E se houvesse toda essas mortes os homens de Israel eram necrofilos porque ohw povo pra gostar de prostituta cultual ne? Pelo que parece elas nao estavam mortas ao contrario bem vivas hahaha

    Nao sei o quanto de besteira tem aqui no coments mas é isso ai!!