Áudiopost 05 – Sobre as Manifestações Políticas!

 

Neste áudio post Alex comenta a respeito dos recentes acontecimentos políticos no Brasil. As manifestações estudantis contra ao aumento das passagens de ônibus em São Paulo levaram à uma série de outros protestos país a fora, contando inclusive com apoio internacional.

A Igreja Brasileira está demorando em se posicionar, enquanto isto corre o risco de dar sua contribuição à história do nosso país. Qual é o nosso chamado? Se aquietar e orar é o obvio, mas e o nem tão óbvio assim, isto é, a ação cristã na política, como será?

Ouça, comente e tome sua posição!

Para ouvir mais áudio posts, clique aqui!

Siga-nos no twitter @bibotalk @Mac_Mau   @stahlhoefer

Curta nossa FanPage www.facebook.com/bibotalk

Assine o feed http://feeds.feedburner.com/bibocast

Versão zipada, clique aqui!

Ouça no PLAYER abaixo ou clique em DOWNLOAD para baixar (clique com o botão direito do mouse e escolha a opção Salvar Destino Como, ou Salvar Link) Arquivo MP3!

Categorias: BTCurtas,Podcast

Tags: ,,,,,,,

  • Diogo

    Nada contra o protesto, mas antes do protesto, estamos (como povo de Deus) praticando a justiça que a Bíblia diz?

    Os cristãos não podem jogar toda a responsabilidade nas autoridades. A responsabilidade também é nossa (Mt 25.42-45). Somos 30% da população. Tanta gente orando e ajudando o seu próximo, pode mudar o Brasil radicalmente.

    A respeito das autoridades, nossa mensagem deve ser que o Senhor reine sobre nós. Israel pediu um rei. Deus avisou que isso era errado porque o haviam desprezado. Até o momento, parece que em nada protestamos (pregamos) para que os governantes e o povo volte aos caminhos do Senhor.

    Uma nação verdadeiramente justa só se tornará realidade quando obedecermos a Palavra de Deus.
    A tua justiça é uma justiça eterna, e a tua lei é a verdade. Salmos 119:142

    • Alex

      Diogo,

      Acredito também no poder de transformação do Evangelho. Creio que se realmente cristãos demonstrarem amor e buscarem justiça farão grande diferença, cá e lá podemos ver isto acontecer onde Igrejas, organizações e pessoas cristãs tem feito diferente, inclusive em cargos públicos.

      O que não creio é num pais/estado cristão, numa política cristã, e em leis cristãs. Isto pq a fé cristã muda vidas, transforma pessoas, e através delas o sistema. Esta transformação é operada pelo Espírito de Deus, quando e onde ele quiser. Quando pegamos a essencia do Evangelho e transformamos em sistema (lei/estado) estamos tentando dizer como e onde Deus deve e pode agir, o que é um absurdo. Portanto, um estado se constrói alí onde os cristãos agem como tal, são respeitados por causa da justiça superior que demontram (as vezes tb serão perseguidos por isto!), e contribuem juntamente com os não-cristãos na formulação de leis e políticas públicas e tb na formatação de um estado justo e bom para todos. Isto é, garante a qualquer pessoa sua liberdade, regula contra o crime e a maldade, permite a crença e a ideologia individual, promove o bem estar de toda a população.

      Mais sobre o assunto escrevi num artigo acadêmico aqui: http://www.ceeduc.org/pdf/6_revista_fevereiro_2012_alexander_de_bona.pdf

  • Edenildo Alex da Silva

    Boa xará…

    Excelente posição.
    Copa da confederações= assuntos menos importantes e irrelevantes.

  • Denys Cruz

    Olá moçada Bt Cast. Aqui, mais um ouvinte desse que é o melhor podcast cristão do Brasil. Alex sempre muito ponderado no ambiente que está rolando aqui no Brasil. Quanto a observação sobre a imprensa, de fato é de assustar esse posicionamento dela. Receio que essas mudanças de ideia fazem dessa imprensa um verdadeiro galho fino para alianças com o próprio governo ou até mesmo os militares, com vista a manutenção de seus bens. Dias negros do “bem”. Dias de Luther King.

    • Alex

      É tenso mesmo Denys, aqui na Alemanha é muito dificil receber informações sobre a realidade dos fatos, os jornais são parciais e só mesmo pelas redes sociais dá pra ter uma noção do que acontece. Claro que alí tb rola muito fake dizendo besteira, mas confio nos amigos reais q tenho e que estão envolvidos nas manifestações.

    • Alex

      Obrigado João! tb estou feliz com a união do povo e pela luta deflagrada! Sigamos em frente…

    • Alex

      são propostas justas e coerentes, acredito que na base da pressão popular é possivel forçar o congresso a analisar medidas deste tipo.
      Além do exposto, sou favorável a uma reforma no sistema eleitoral que privilegia os candidatos poderosos em partidos poderosos e não dá qualquer chance para quem não entra no esquema.

  • Bom ver as manifestações e a participação para buscar o que é a tarefa de cidadão e do cristão comprometido com o Evangelho e com a cidadania. Diálogo, compartilhar e a intercessão pode conceder o discernimento do que é bom e certo a ser preservado. Que o pecado seja denunciado! Que mudanças e transformações sejam incorporadas. Abraços!

    • Alex

      Isso ai mano! Tamo junto

  • Bryan

    Muito boa a relação q vc fez entre pecados de ordem sociais e sexuais à idolatria. Creio q o cristão deva ter uma voz profética, ocupar cargos e rege-los conforme as sagradas letras, agora fazer parte de uma manifestação geral mesmo q tal causa seja louvável, não sei se isso é expressivo para um cristão.

    Mas o cristão pode ajudar pessoas, por exemplo q foram feridas ou q necessitarem de ajuda, o q fatalmente ocorre nestas chamadas “manifestações pacificas”, e com a oração q foi falada pelo Alex.

    Dar a César o q é de César me vem na mente em questões como estas.

    • Alex

      legal Bryan, obrigado mano! abraço

  • Rose

    O grande perigo nestas manifestações, ao meu ver, são os muitos focos envolvidos, muitas bandeiradas erguidas sendo que algumas são totalmente contrárias aos propósitos de Deus para a humanidade; o exemplo de Josué foi perfeito, porém todos estavam marchando em prol de um único objetivo, conquistar Jericó. Enquanto o MPL era a causa do movimento sabíamos o motivo da reivindicação: revogação do aumento da passagem. Agora são muitos os motivos, inclusive a causa GLBTS,aí acho capcioso a Igreja se juntar a isto. Vamos lutar contra a PEC 37? Vamos organizar um movimento para lutar por isso; vamos lutar pelo fim da corrupção? Vamos! Lutar para mudança no código penal? Vamos; por melhor qualidade na Educação, Saúde e Segurança? Vamos! Mas todos juntos… Inclusive as frases de ordem, cheias de palavras de baixo calão e os cristãos juntos cantando, recitando, divulgando no facebook, me perdoe se eu estiver errada, não é legal… Exerço minha cidadania quando voto, quando promovo diálogos e discussões saudáveis sobre política, quando participo de um movimento pacífico e com um propósito específico. Agora o que eu vejo é uma Igreja tão preocupada em participar de um ato histórico (nem sabemos o fim disto) e calada diante do desafio de pregar o evangelho, morosa em fazer discípulos e tolerando muitos falsos pregadores denegrindo a imagem do cristão. Já pensou que bom seria se as placas e denominações caíssem e saíssemos às ruas, não somente na Marcha pra Jesus, mas em eventos de cunho sócio-político também? Muitos irmãos se reuniram em Brasília em plena quarta-feira para defenderem a família segundo o paradigma de Deus e muitos nem souberam disto! A Igreja pode e deve sim fazer isto, mas com um propósito específico e não se misturando ou sendo conivente com coisas fora do padrão delegado por Deus. Poderíamos fazer isso num grande grupo de irmãos, mas é mais fácil de aceitar a ideia de se juntar aos ímpios do que de derrubar os limites denominacionais entre cristãos. Esta é minha humilde opinião. Deus abençoe esta nação chamada Brasil!

    • Alex

      Ser conivente com o pecado seria não denunciá-lo, estar ao lado de gays, descrentes ou até satanistas pra dizer que não suporta mais a injustiça social não é ser conivente. Aliás, o movimento não é uniforme, e isto causa medo nos cristãos. Porém o movimento é de todos, assim como a rua é de todos, então se os gays querem uma coisa e nós outra, vamos protestar pelo que julgamos correto, naquilo que pensamos igual no unimos, no que temos opiniões diferentes nos distanciamos. Mas não precisamos manifestação “crente” pra fazer isto.

  • Rodrigo Davi

    Alex, Primeiro parabéns!
    excelente posicionamento, o brasileiro, e principalmente o cristão brasileiro não pode ficar calado e suportar mais a opressão. Li outros posicionamentos, o que me colocou a refletir sobre esse assunto. No entanto o que realmente me entristece é que muitos cristãos vomitam um conteúdo distorcido, o que influencia o pensamento de muitos. É evidente que somos vigiados pelos olhos do mundo e isso faz com que muitos não se posicionem com medo de serem mal interpretados. Admiro sua pessoa e suas palavras me edificam. Deus te abençoe.

    • Alex

      Legal Rodrigo, fiquei feliz q vc buscou ler vários posicionamento. Isto é importante tb no que diz respeito aos meios de comunicação, ler vários jornais e revistas contraditórios é bom pra formar opinião com mais firmeza.
      Abraço!