A Indiferença

As coisas Inúteis que a humanidade insiste em NÃO abandonar –
A INDIFERENÇA
Já nos alertou o poeta Mário Quintana: “A indiferença é a maneira mais polida de desprezar alguém.”
Abaixo, algumas notas soltas sobre a INDIFERENÇA.[1]
A indiferença é interesseira. Seletiva. Ela me rodeia de pessoas interessantes. Interessantes talvez não seja a palavra, mas quem sabe úteis se encaixa melhor. Faz meu olhar altivo enxergar só quem me é útil e de alguma forma me trás algum benéfico.
A indiferença é a mãe do descaso. Consigo dar de ombros as situações a minha volta e ignorar pessoas com muita facilidade. Ser indiferente é ser antipático!
A cura para a indiferença é a empatia/simpatia. Quando falo em empatia, tenho que me lembrar do ato mais simpático da história da humanidade: A Encarnação.
“Graças a Deus que nós temos um Deus que se fez fraco. O Deus Todo-Poderoso se humilhou, se fez gente de carne e de osso para estar ao nosso lado. Ele é ‘simpático’ (sym-pathos) com as nossas fraquesas. Simpatia significa que o Senhor sofre junto, que Ele compartilha dos sofrimentos humanos, não estando alheio a estes sofrimentos. Deus sofre conosco.”[2]
O mundo deve abandonar a Indiferença, porque ela não condiz com o status daquele que foi fruto da simpatia divina. Aprendemos com Deus a nos envolver com as pessoas, com a criação e termos uma existência relevante para outro.
É a partir desse arquétipo que o cristão age, ou deveria agir. A Bíblia diz: “Nisto conhecemos o amor, em que  Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos!” 1Jo 3.16.
ps – para ler mais textos dessa série de coisas inúteis que devíamos abandonar, confira a hastag #AsCoisasInuteis e o twitter dos @crentassos.

[1] Escrever algumas notas soltas é o mesmo que dizer: não tive tempo de organizar as ideias.
[2] WESTPHAL, Euler R. Brincando no paraíso perdido: as estruturas religiosas da ciência. São Bento do Sul: União Cristã, 2006. p. 94.

Categorias: Reflexões,Textos

Tags: ,,,

  • Willian Rochadel

    Gostei desta campanha.
    Adepto total!