Justiça e Misericórdia – Alexander Stahlhoefer

Vamos meditar juntos agora na segunda pregação que aconteceu no congresso. Nosso editor Alex falou sobre Justiça e Misericórdia. Leia a reflexão, depois baixe o áudio. Compartilhe se for edificado!

Você já foi impactado por uma cena dura como de um acidente automobilístico com vítima? Eu já! É triste ver que se reúne uma multidão de fanáticos por sangue ao redor, batendo fotos, aglomerando, mas sempre são uns poucos que se dispõem a ajudar. Por que isto acontece?

A Parábola do Bom Samaritano, registrada em Lucas 10.25-37 trata da história de um homem que foi vítima de um brutal assalto. Três pessoas distintas passam pela mesma estrada e se deparam com a cena do homem moribundo. Só uma presta ajuda, as demais estão muito ocupadas com sua vida para darem um pouco de si ao homem ensanguentado. O que levou este último à prestar auxílio foi o relacionamento que se criou entre e o auxiliador e a pessoa a ser auxiliada. A cena clamou por ajuda, o rosto machucando gritou por um amigo. E o samaritano acolhe o desconhecido como se fosse um velho amigo. Seu apoio é tão grande que dispende do seu tempo e dos seus bens para ajudar aquele que não fizera nada por merecer.

O Bom Samaritano é como o nosso Senhor Jesus Cristo, que sente no íntimo misericórdia de nós, que tem piedade deste povo que não fez nada para merecer tamanha ajuda. Porém a calamidade em que vive a humanidade clama a Deus por socorro. E Cristo não fica alheio ao sofrimento humano, ele se identifica com quem sofre e vem em auxílio. O amor invisível de Deus, se manifesta de forma visível em Jesus Cristo.

Cristo manifesta assim a justiça de Deus pois se mantém fiel ao relacionamento que Deus deu início desde o jardim do Éden. Justiça não tem a ver com dar a cada um o que é devido, mas em manter-se fiel a um relacionamento. Ser justo é ser fiel a alguém. Deus é justo, pois se mantém fiel a humanidade, mesmo que a reciproca não seja verdadeira. Em Cristo Deus manifesta a sua justiça em misericórdia.

A misericórdia tem importância salvífica, pois é fruto que marca a existência daquele que foi por Cristo tornado justo. Ou o cristão se ocupa com coisas que tem validade eterna, como a justiça, a misericórdia e o amor, ou está gastando seu tempo com coisas eternamente inúteis. Como disse o filosófo cristão SörenKierkegaard, “sofrer, é só uma vez; vencer, é para a eternidade”.

Então fica a dica: Se você crê que foi salvo por Jesus e quer receber a vida eterna, então seja terno, viva o amor, demonstre misericórdia!

@stahlhoefer

———————-

Para ouvir a primeira pregação, clique aqui.

Para baixar clique DOWNLOAD com o botão direito e Salvar Link Como. Para ouvir, clique no play!

Categorias: Podcast,Pregações

Tags: ,,,,,,,