FdÉ 35 – Garotinho preso, Queermuseu, Batismo de Índios

 

A Arca volta de uma viagem por culturas em conflito. Em Porto Alegre, conservadores e progressistas debatem o limite da arte e do protesto. Tailandeses e Indonésios proíbem a venda de um jogo de computador que coloca divindades para brigar – e o Brasil parou por alguns segundos diante da imagem do pastor batizando Índios e se perguntou: estamos diante da morte de uma cultura?

Participantes: Rogério Moreira
Convidados: Rodrigo Chaves (SaladaCult e Ensaios Suicidas), Erlan Tostes e Braulia Ribeiro.

Notícias no programa

  • Exposição Queermuseu, em Porto Alegre, é cancelada pela organização depois de protestos (Havana Connection que debate isso)
  • Pastor é denunciado ao Ministério Público por batismo de Índios no Mato Grosso (Post no Facebook, Matéria da BBC sobre o assunto)

E no Caixinha de Promessas…

  • Fight of Gods, jogo de luta com divindades. (SheepMaster, jogo cristão brasileiro (Android), e That Dragon, Cancer (PC, Mac, Android e iOS))
  • Anthony Garotinho é preso no Rio de Janeiro, acusado de fraude eleitoral.

Fale com a gente:

Assina nosso feed: http://bibotalk.com/categoria/podcast/fora-do-eden/feed/

Categorias: Fora do Éden,Podcast

Tags: ,,,,,,,,,,,,

  • Lucas Freitas

    o link do Havana Connection está escrito “Manhatan connection”. Tá certo isso mesmo?

    • Rogério Moreira Júnior

      Erro meu valeu. Valeu por indicar.

  • Celso Rosa

    Sobre o boicote, ouvi relatos (não sei se confere) de que o MBL estava “importunando” os visitantes da exposição, impedindo que eles vissem as obras. Se foi isso mesmo, aí não vejo legitimidade no boicote.

    Sobre o público, o Santander, quando lançou a exposição, pensou no público de arte, que geralmente é engajado nessas causas progressistas. O público conservador geralmente não vai nessas exposições. O MBL protestou de chato mesmo.

    • Rogério Moreira Júnior

      Mas ai já sai do campo do boicote, né? Ai os caras estão protestando, no mínimo. E no caso do Santander, claro que agradaram um público – mas desagradaram outro, e no fim desagradaram os dois. Vacilo. =P

      • Celso Rosa

        Como se fosse a primeira vez que uma fundação cultural ligada a um banco patrocinasse uma exposição de arte um pouco mais “ousada”. E a maioria da clientela do banco, formada por conseradores, ficou alheia à exposição. Nem ficou sabendo. Só deu alarde agora por causa dos chatos do MBL.

  • Celso Rosa

    Mas tem que dar um underpower mesmo em Jesus. Se fosse “for real”, ia ser muito apelão. Não precisa nem mandar magia, baste ele ser que já ganhou! rs

  • Welber Martins

    Muito bom debate sobre a exposição do Santander. Tinha até me esquecido que já tinha “virado” sheepmaster.

    • Rogério Moreira Júnior

      Poisé, o Erlan e o Rodrigo mandaram muito bem.

      Abraços, mano!

  • Vinicius Sirvinskas Ferreira

    Que entrevista sensacional. Que pessoa incrível a Braulia Ribeiro. Estamos lendo aqui em casa Cultura e Evangelho do Justus Gonzales e o livro e a entrevista conversam entre si que é uma beleza. Valeu.

    • Rogério Moreira Júnior

      Hum… tenho que ler este livro. Quero ler a história dele ainda.

      E, sim,baita entrevista, cara. Vale a pena ouvir mais dela.

      • Vinicius Sirvinskas Ferreira

        Com certeza! Vou procurar… Recomenda alguma fonte?
        E o livro, leia com certeza! Muito bom.

        • Rogério Moreira Júnior

          Tem o “Chamado Radical” dela, que ela conta o testemunho.

  • juliana

    Será que o que houve no MAM é pra desviar o foco do Santander?

    • Rogério Moreira Júnior

      Acho que foi coincidência de acontecer na semana seguinte mesmo…

  • THIAGO MENILLO

    quando entronizamos a cultura acima da vida humana, vamos chegar ao ponto de aceitar o antissemitismo e ideias da mesma natureza

  • THIAGO MENILLO

    Em algumas tribos, crianças que nascem com deficiência física, doente,
    filhos de mães solteiras, consideradas amaldiçoadas ou gêmeas
    podem ser mortas por seus próprios familiares ou comunidade. Se aceitarmos essa cultura por que o nativo deve ser respeitado, vamos chegar ao ponto de justificar o antissemitismo e outras ideias afins.

    • Rogério Moreira Júnior

      Poisé, é bem o conflito que ela coloca ali no programa, né?

  • carlos henrique

    MUITO LEGAL O DEBATE, E TEMOS QUE ORAR PELO NOSSO PAÍS..