Fora do Éden 16 – Russel Shedd, Igreja em Cuba, e Lei Carioca

 
E vamos dando nossos últimos passos do ano – mas, entre dois velórios, testamos entender melhor o mundo, e aumentar nossa fé. Enquanto somos animados pelo exemplo de um veterano pastor aqui no Brasil, a morte de um governante volta nossos olhos para uma ilha e sua igreja. Enquanto isso, no Rio de Janeiro, o Ministério Público discute os limites das religiões.
  • Russel Shedd morre aos 87 anos (Qual a importância para a teologia brasileira? Como o exemplo dele pode nos animar?)
  • Fidel Castro é enterrado em Cuba (Como está a Igreja no país? Como é ser um cristão protestante numa nação com um passado tão ligado ao comunismo? E como está a situação na Venezuela?)
  • Papa autoriza padres a perdoarem aborto (O que isso significa na prática?)
  • Lei carioca trata de objeção de consciência e causa polêmica (porque o Ministério Público está questionando essa lei? Pessoas religiosas podem deixar de cumprir obrigações por causa de suas crenças?)

Participantes: Erlan Tostes, Marcelo Edreira, Rodrigo Bibo de Aquino, Rogério Moreira Jr., William Erthal.

Convidados: Padre Alexandre e Gustavo Dresch e Pastor Felipe.

Agradecimentos: Silvana Oliveira Silva, pelo apoio na transcrição da entrevista do pastor cubano.

Comunidade no Telegram e grupo no Facebook do Fora do Éden


Links no episódio.

Russel Shedd morre aos 87 anos

Fidel Castro é enterrado em Cuba

  • Site do Ministério A Fim de Proclamar

Lei carioca trata de objeção de consciência e causa polêmica

Categorias: Fora do Éden,Podcast

Tags: ,,,,,,,,,,,,

  • Silvana Oliveira E Silva

    Sou a primeira a comentar?
    Quero prêmio hahahah

    É ótimo ouvir o nosso amado padre de novo.
    Sobre a matéria da Lei carioca que chove no molhado, isso me pareceu uma copia piorada de uma lei semelhante, lá do estado do Mike Pence nos EUA. Só que a constituição brasileira é bem mais “completinha” que a americana né (emoji com olhinhos para cima…)
    Aliás, até onde eu sei, essa questão de decisões difíceis e defesa das convicções já está bem definida em nossa legislação. Sobre o caso do médico, há o limite do respeito aos pressupostos Bioéticos, de autonomia, benevolência e não maleficência. Então, nenhum médico é obrigado a fazer qualquer procedimento que contrarie suas convicções pessoais ou até mesmo opinião médica. Mas…. respeitando a autonomia do paciente e a não maleficência, não sendo risco iminente de morte, ele é OBRIGADO a encaminhar o paciente a um médico competente e apto para fazer o que ele se nega. Aí entra o conflito ético. No caso do aborto por estupro, p ex, o médico pode se negar a fazer, mas não pode impedir que seja feito, inclusive providenciando o colega que o faça. Aí está a treta. Essa nova lei não muda isso pelo jeito, mesmo que seja constitucional. No caso comentado de mãe com sangramento grave, numa gestação esse caso implica em fim de gravidez, se o sangramento não for contido, o aborto natural já aconteceu e nesse caso salva-se a mãe, regra seguida na maioria dos casos.
    Agora…. o terror bioético do médico. O testemunha de Jeová. O famoso “se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”. Seja em adultos ou crianças, há implicações e jurisprudência contra o médico na história jurídica para qualquer caminho tomado. Médicos respeitaram a opção do TJ ou a contradizeram e foram condenados do mesmo jeito. O melhor é o médico desmaiar se não puder sair correndo kkkkk
    Na prática, nos casos que já conheci, solicitou-se que a família contactasse o salão e pedisse ajuda para um risco de transfusão. Os TJ trazem médicos próprios que assumem a conduta, e fazem os procedimentos. O médico assumindo a conduta resolve o problema.
    Já soube de gente que transfundiu o TJ. Só que eles se sentem e atribuem a pessoa como imundas devido a isso. Já teve criança abandonada no hospital, rejeitada pelos pais. E o médico? Vai levar pra casa? Daí a Bioética orientar a transfundir só em risco iminente e com consentimento. Hoje em dia está mais raro o conflito.
    Pra mim foi o melhor episódio até agora. Parabéns.

  • Alexandre Ferreira Santos

    “Mais amado”. Ha ha ha. Pô Marcelo, rolou um #JotalhãoFeelings agora.

    Abraço a todos.

    • Rogério Moreira Júnior

      Abraço mano! Saudades de te ouvir por aqui!

  • vanessa gaspar de lima

    Sobre a lei carioca: Complementando o comentário do colega especialista em direito. Embora vinda de um ateu pirracento que so quer implicar com os cristãos, a lei é. Inconstitucional por que. 1o. A competencia para esse tipo de lei é federal. 2o. A constituição ja prevê isso rm seu artigo 5o. Por ultimo. O medico pode se negar a fazer esse procedimento desde que indique outro profissional para faze-lo. Essa parte esta no código de ética médica.

    • Rogério Moreira Júnior

      Interessante, Vanessa. Obrigado pela ajuda!

  • Eliseu Miguel da Veiga

    Manos série fora do éden não estão sendo atuaatada no app de podcast, só o contra ponto, e bibotalk(os outros pods), só pra terem uma noção fora do éden só tem os 2 primeiros eps, e pra ajudar toda vez que tenta se copiar o link para baixar aparece uma tela dizendo que “não existe link para baixar” e quando eu faço cltr c cltr v, pra colocar no app este não consegue baixar.
    Meu celular é o LK8 android 6.0 então não acho que seja problemas com o modelo de celular ou sistema amdroid

  • Welber Martins

    Ótimo programa!
    O Shedd nunca se meteu em problemas.
    Mas tentaram matar o nome dele, só porque ele é favor da pena capital. Interessante como funciona a igreja em Cuba , e como as privações que eles passam não sao empecilho para eles.
    Realmente esse Presbiteriano preso na Venezuela deve ser falcatrua, porquê ate aonde eu sei tem igrejas reformadas na Venezuela, mas não uma presbiteriana.
    Interessante ver uma visão diferente do país, das da qual os missionários que conheci me passaram.

  • Welber Martins

    Obs:
    Certamente pagar impostos como nos Brasileiros pagamos vai contra os meus princípios kkkkkkkkkk

  • Rogério Moreira Júnior

    Que bom mano!