Fora do Éden 007 – Censura russa, Dez Mandamentos e Concílio Ortodoxo

 

O quão longe do Éden fica a Rússia? Tem que cruzar algum mar? E qual a chance de encontrarmos descendentes dos cristãos primitivos no caminho? Vamos ficar devendo essas respostas, mas em troca trouxemos um episódio que vai ajudar a entender o que aconteceu do lado de fora do Paraíso nessa quinzena.

  • Vladimir Putin aprova lei que impede o evangelismo na Rússia (por que isso? O que a lei impede? O que nós podemos fazer no Brasil?)
  • Record termina a novela Dez Mandamentos e já começa com Terra Prometida (a novela é boa? Só quem assistiu foram os evangélicos? O que esperar daqui para frente?)
  • Igreja Ortodoxa se reúne em Concílio (O que é a Igreja Ortodoxa? Como eles se relacionam com protestantes e católicos? O que foi decidido nessa reunião?)

Participantes: Cacau Marques, Rodrigo Bibo de Aquino e Rogério Moreira Jr.

Convidados especiais: Silvana Silva, Darlan Vilarino e Padre Gregório Theodoro (Igreja Ortodoxa Antioquina)

Música do fim: “Ordens e Desordens”, Missões e Adoração 2, Igreja Batista do Morumbi

Comunidade no Telegram do Fora do Éden


Links no episódio.

Lei anti-terrorismo censura cristãos na Rússia

  • Matéria no Christianity Today sobre o caso (em inglês)
  • Artigo no site Forum18 sobre a lei (em inglês)

Novela Dez Mandamentos termina sua segunda temporada

Concílio da Igreja Ortodoxa

Categorias: Fora do Éden,Podcast

Tags: ,,,,,,,,,,

  • Matheus Ramos de Avila

    Must listen

    • Rogério Moreira Júnior

      You should!

  • Samuel Vieira

    Muito bom

    • Rogério Moreira Júnior

      Valeu mano! Continue ouvindo e comentando!

  • Marcelo Bittencourt

    tenho um amigo que foi missionário na Rússia (jocum) por mais ou menos 10 anos, se eu não me engano na década de 80 ou 90. O missionário nos contou que já a 3 ou 4 anos é muito difícil abrir uma igreja por lá. Há muita burocracia e o governo não libera alvará para funcionamento. Então, imagino que esse decreto é uma proibição bem mais séria. Ele trouxe um pastor da Rússia, chamado Nicolai, que nos contou um testemunho que a KGB sequestrou a bíblia desse pastor e esse pastor, foi na porta da KGB e ficou gritando até que lhe entregassem a Bíblia dele. Nós perguntamos o que ele achava da perseguição na Rússia. Esse pastor disse que achava que a perseguição era boa, pois depois que a Igreja da Rússia parou de ser perseguida ela ficou muito “molenga”, e ele acreditava que uma nova perseguição poderia trazer um novo avivamento para os cristãos de lá.

    • Rogério Moreira Júnior

      Olá Marcelo, obrigado pelo comentário.

      Hum… Então nos últimos anos já estava sendo difícil abrir igrejas? No caso, ele é protestante?

      Sobre esse lance da perseguição avivar a Igreja, bem, em Jerusalém foi assim, não? O pessoal teve que sair da cidade e acabou espalhando o evangelho pelo império todo. A questão ai é que em alguns lugares a Igreja acabou diante da perseguição.

      Abraços!

      • Marcelo Bittencourt

        Exato. Ele é protestante, frequenta a mesma igreja que eu. Parece grave, mas na verdade é mais grave ainda.

        • Rogério Moreira Júnior

          Cara, será que a gente não conseguia o contato dele para trocar uma ideia? O cara mora aqui no Brasil?

  • Alexandre Ferreira Santos

    Salve Galera,
    Vejo na política russa uma tentativa de proteção de identidade nacional. Afinal, como vimos com o Padre Gregório, no oriente esta identificação entre igreja e “cidade” é algo muito engendrado. Por outro lado, ao olhar as outras religiões do livro algumas perguntas surgem: Os Filhos de Israel são mais uma nação ou uma religião? O que seria dos descendentes de Ismael sem o movimento sacro/nacionalista do século VII? A decisão radical da Rússia ressoa com o extremismo pregado por Trump e até com a “limpeza étnica” promovida pelo ISIS, onde as religiões são vistas como pretextos, não em seus valores autênticos. Tempos loucos esses quando devemos considerar sermos perseguidos enquanto matamos o perseguidor em nós…

    @rogriomoreirajnior:disqus , parabéns pela condução dos temas: Dez Mandamentos e Concílio Ortodoxo. Parabéns também ao Bibo que com generosidade vai deixando você ser a voz do FdE. Deu pra depurar bem minha visão sobre as igrejas ortodoxas. Obrigado!

    Abraço a todos.

    P.S.: Pô meu, faltou falar da Turma do Gueto na teledramaturgia recordiana, eu gostava, confesso. rs rs rs

    • Rogério Moreira Júnior

      Poisé cara, é uma coisa que tenho começado a perceber: uma das raízes desse conflito é o jeito como os ortodoxos veem a relação entre Igreja e Estado. Para nós protestantes, por exemplo, parece ser mais claro nos últimos tempos ver que o estado e a religião tem que ser diferentes (até os extremos da total alienação política, por exemplo). Já para os ortodoxos, até por causa da herança bizantina, as fronteiras parecem menos tênues, onde até a própria democracia parece um valor meio estranho.

      Por outro lado, já os judeus, em Israel, tem mais dessa diferença, não? Pelo menos ali eu vejo a cultura judaica mais forte em alguns casos do que a religião em si. Levando para a política, parece mais fácil achar gente que quer impor a religião fora do governo do que dentro – ou estou enganado?

      Bom, de qualquer modo, obrigado pelos comentários, Alex. Fico lisonjeado com os elogios (embora reconheça que a maioria do mérito é dos entrevistados mesmo), e animado para podermos tocar o projeto em frente.

      Abraços!

      • Alexandre Ferreira Santos

        Sei não mano, eu acho que a tensão é grande e a tentação também. rs

        abç!

  • Rogério Moreira Júnior

    Já mandei!

  • Rogério Moreira Júnior

    Poisé cara, fiquei muito animado com a entrevista do ortodoxo também – cara, até achar material em português sobre eles foi difícil na internet. Foi um papo que com certeza deixou um gosto de quero mais. Numa dessas, a gente consegue chamar o cara para um BTCast uma hora dessas, entrando mais na teologia deles mesmo.

    Abração cara, e valeu pelo comentário!

    • Willian Rochadel

      Claro, Rogério
      Seria ótimo! Até outras linhas pouco conhecidas.
      Sempre há os remanescentes, no Brasil deve ter muitos das mais diversas linhas, porém desconhecidas no meio pentecostal/tradicional (nem sei como dividir).

  • Muito bacana o episódio, pessoal. Realmente chega a ser leviano chamar o que vivemos no Brasil de perseguição religiosa. Acho que cabe ressaltar que seríamos bem aventurados quando fossemos perseguidos por amor do nome Dele. A nossa recompensa está em Deus, no por vir. Nossa esperança tem que estar firmada no Senhor. Que Deus tenha misericórdia daqueles irmãos russos, e que o Espírito Santo os guie e direcione para aprenderem manifestar o Reino em meio ao ambiente hostil.

    Rodrigo Oliveira – Resistência Podcast

    • Rogério Moreira Júnior

      Poisé mano, há uma bem-aventurança na perseguição – mas na boa perseguição, em viver próximo de Cristo de tal forma que a luz dele brilhe em nós e incomode o mundo. Em que nossas boas obras nos condenem, e não as más.

      PS: JABÁ DETECTED!!!!

  • Rogério Moreira Júnior

    Eu vi essa também. Agora é torcer para sobrar um espaço na agenda do Bibotalk para falarmos mais sobre o tema ali.

    Abraços, e valeu pelo comentário!