Fora do Éden 004 – #SantaIndiginação, Netflix gospel e Batismo do Bolsonaro

 

Mais um episódio do Fora do Éden, seu bolo de treta quinzenal (agora sim!) reunindo o que acontece nesse mundão gospel por ai.

  • Ana Paula Valadão propõe um boicote contra a C&A por causa de um comercial. (Esse boicote vai ter algum efeito? Por que a internet ficou tão irritada com ela?)
  • Igreja Universal lança um serviço de streaming de vídeos. (Vale a pena? O que tem no catálogo? É o único serviço no mercado?)
  • No Amplificador, Abner Melanias comenta os singles que anunciam o novo álbum do Switchfoot.
  • Jair Bolsonaro é batizado no rio Jordão por pastor evangélico – e recebemos Alexandre Stahlhoefer, direto da Alemanha, para explicar o que acontece. (Bolsonaro não era católico? O que isso significa para a política?)

Participantes: Cacau Marques, Rodrigo Bibo de Aquino, Rogério Moreira Jr. e William Erthal.

Convidado: Alexandre Stahlhoefer, do Bibotalk.


Links no episódio.

Ana Paula Valadão propõe um boicote à C&A

Universal lança serviço de streaming gospel

Deputado Bolsonaro é batizado no rio Jordão

Categorias: Fora do Éden,Podcast

Tags: ,,,,,,,,,

  • Welber Martins

    Saudades dos tempos que os evangélicos eram desconfiados, até eu reclama do povo ser assim. Hoje tá louco! O Povo virou massa se manobra cega, poucos analisam quem estão seguindo…

    • Rogério Moreira Júnior

      O lance é: somos desconfiados com que é de fora, mas muito “crentes” com quem se diz crente =/. Gospel deixou de ser segmento de mercado e virou selo de qualidade.

  • Rogério Moreira Júnior

    Olá Cecília. Muito obrigado pelo comentário!

    Então, em primeiro lugar, continuamos pensando sobre esse assunto depois da gravação – e provavelmente vocês vão ouvir mais sobre isso no próximo programa.

    Mas é uma questão complicada. Sim, a bíblia é clara sobre isso – e, veja: não é só sobre as roupas em si (como se fosse importante se mulheres usam calça, ou homens usam cabelo comprido). O ponto é que a bíblia trata o gênero como algo dado por Deus, e acredito que devemos respeitar ele culturalmente, em como os gêneros se expressam em cada povo. Nesse caso, a ideia não seria se usa mulher usa calça ou saia, mas o que isso significa para as pessoas do lugar onde ela vive.

    No caso da C&A, esse movimento está dentro de um debate mundial contra os gêneros – você poder nos links que eu coloquei ali, é algo que já está acontecendo lá fora. Se você olhar para esse quadro geral, vê que ele está indo contra a ideia da bíblia.

    Mas será que a postagem dela abre essa discussão assim? Ou será que o debate acaba sendo raso, duas torcidas brigando entre si? O próprio boicote sai pela culatra nesse caso, já que ela pode incentivar outros grupos a justamente comprarem na C&A. Ao invés de conversarmos, explicarmos, aumentamos a brecha entre “nós” e “eles”.

    É como eu disse: estamos pensando sobre isso ainda. Enquanto isso, é bom te gente como você expandindo a conversa nos comentários para irmos meditando juntos.

    Abraços!

    • Cecília Marcelino

      Temos que refletir sobre isso mesmo, até pq essa ideologia está cada vez mais ganhando espaço e nós precisamos nos posicionar. Eu acredito q mesmo travando essa batalha q divide os que são contra e os que são a favor, a polêmica serviu para trazer à tona um tema que precisa ser pensado e discutido para justamente nos fazer tomar uma decisão. E outro ponto positivo foi o fato de, com a “santa indignação”, a Ana romper com um público Gay que se diz evangélico, e que tanto a idolatra.

  • Rogério Moreira Júnior

    Cara, falha nossa em seguir a onda de todo mundo falando sobre o Univer (é muito fácil chamar a atenção dos portais quando você fala que o Edir Macedo abriu uma netflix). Mas, realmente, temos a gospel play também. Vou dar uma olhada nesses outros.

    Agora, é como você disse: será que vinga? Será que vamos abrir a carteira e pagar por esse conteúdo? É bem visível que os filmes cristãos acabam pecando na qualidade – eles conseguem sustentar uma mensalidade, agora?

    • Leonardo Oliveira

      Vai depender do tempo, marketing e investimento mais do que o público, porque público tem. A Gospel Play sendo do Malafaia já tem a CPAD por trás com seus pastores, congressistas e teólogos, para fazer series de cursos on-line vai ser mole. Malafaia já falou que tem todos as principais pregações estrangeiras para por lá (todos esses que as “tias da igreja” tem em DVD).
      E o público será justamente esse, não será os jovens como na Netflix, porque como na Netflix o forte não são os filmes, são as series, o forte desses gospel são: as pregações paras as tias da igreja, os desenhos paras as crianças (que não se importam em ver repetidamente a mesma coisa o dia inteiro), e de certa forma o jovem que gosta de ver aqueles DVDs musicais.
      No fim tudo se resume as tias da igreja que vão assistir e pagar para seus jovens e crianças assistirem.
      E como divulgar isso? Divulgando a principio nas Assembleias de Deus e no Programa de Tv do Silas, como ele vem fazendo ultimamente.
      Agora, é preciso investimento mensal em conteúdo, e tem coisa mais barata que por 3 câmeras e gravar uma pregação? ou fazer uma vídeo-aula?

      Fiz essa analise vendo minha sogra pagando a mensalidade do EduK por conta da plataforma de cursos que tem lá e a minha mãe que passa o dia na Netflix com a minha irmãzinha, uma no celular e outra no tablet.

      • Rogério Moreira Júnior

        Mas, cara, será que essas tias vão ter o manejo tecnológico para assinar um serviço desses? É fácil ver a rapaziada acessando pelo celular, computador, smartv… Mas as tias também (como todo o respeito)?

        Até a própria opção de cartão de crédito pode ser uma barreira.

        O que acho que ainda está faltando é oferecer este conteúdo gratuitamente – com anúncios.

        • Leonardo Oliveira

          Gratuitamente não resolve o problema tecnológico.

          Vou minimizar o assunto com 2 casos:
          1º Anteontem na fila do mercado ao meu lado:
          Menina (8 anos): Olha mãe! cartão da Netflix.
          Mãe (40 anos): Mas a gente não esta usando mais.
          Menina: Não estão porque acabou os créditos, é só por mais.
          Mãe: Tem de quanto?
          Menina: R$30, R$70 e R$150

          2º Minha mãe me liga toda vez que o Netflix desloga do Tablet e minha irmã não resolve.

          Essa pessoas que não usam internet são as mais lucrativas porque não tem concorrente. O que o Malafaia, o pastor da igreja ou o comercial bacaninha disser para fazer elas vão fazer, e se mesmo com a explicação deles não conseguir vão pedir para um filho, neto…
          Não é como agente que descobre uma tecnologia na internet e precisa de 3 meses grátis no Deezer, Spotify e Apple Music, para testar os 3 ou ler os reviewers para escolher o melhor (Spotify).
          É muito imprevisível o resultado dessas empresas de Stream porque eles tem que fazer chegar nas pessoas de forma física. E como fazer isso passa por muitas barreiras. (nenhuma intransponível)

          • Rogério Moreira Júnior

            Hum… Boa comparação, cara. Realmente são públicos diferentes do da netflix e streaming de musica. Se rolar uma boa educação para saber como usar, esse pessoal deve acabar aderindo mesmo – principalmente dentro dos grupos (universais com a univers, assembleianos com a gospelplay). A dúvida é como o pessoal de fora vai se comportar.

  • Charles Bamam

    Rapaz!!! Esse lance da Ana Paula é perda de tempo dedicar-se a discutir isso. Porque ela já fez coisa pior, como rastejar como leão, mas não voar como águia. jamais seremos vistos como discípulos de Jesus se não estivermos dispostos a amar os LGBTs…e quem quer que seja ai no mundão. Posturas como esta só nos diferencia de Jesus, cara.

    • Rogério Moreira Júnior

      Olá Charles, valeu pelo comentário.

      Poisé cara, temos mesmo que ter este amor – mas como falei abaixo, ficamos pensando por aqui depois da gravação. Até que ponto a mensagem do evangelho não é, em sua versão crua, uma ofensa o suficiente? Quer dizer, até que ponto as críticas são apenas aos jeito como ela falou, e não ao conteúdo da mensagem?

  • Rogério Moreira Júnior

    Poisé Samira, por isso a nossa proposta, aqui no Fora do Éden, é discutir com calma algumas coisas que estão acontecendo por aqui. Ai fica mais fácil evitar o erro de curtir e compartilhar sem pensar no quadro maior.

    Continue comentando! Abraços!

  • Andreia Lima

    Valeu pelo podcast galera! Muito bom!
    A comparação da Ana Paula do boicote da C&A com o das redes de lojas Target chega a ser ridículo. Eu moro nos Estados Unidos e a razão pela qual a maioria das pessoas resolveu aderir ao boicote foi pq a loja decidiu que independente do gênero, as pessoas podem usar os banheiros que quiserem. Então muita gente se revoltou pq isto pode afetar a segurança, principalmente das mulheres e crianças, caso alguem entre nos mesmos com más intenções. Participo de vários grupos, de pessoas não cristãs, que não problemas com a escolha sexual de ninguem mas não apoiam o que a Target propôs. Obrigada pelo bom senso e qualidade em cada programa de vcs! Abraços

    • Rogério Moreira Júnior

      Poisé, pareceram dois pesos para duas medidas mesmo. Mas você acompanhou esse caso por aí? Foi uma ação que partiu das igrejas?

  • Pensei que Jesus tinha mandado abençoar que os nos amaldiçoam pensando na misericórdia e bondade de Deus para com a pessoa, não para que a pessoa ficasse sabendo que nós estamos o abençoando…

    • Rogério Moreira Júnior

      Poisé, somos inimigos, mas oramos para que eles deixem de ser nossos inimigos e conheçam a Cristo. Ele não falou na cruz para perdoar odes pecados dos agressores apenas para mostrar o quanto era crente.

  • Rogério Moreira Júnior

    Olá Silvana, obrigado por (mais um) comentário.

    Poisé, eu ainda acho que o bolsonaro está longe de tentar não ser radical. Vejo nele alguma coisa do Trump, o sentido de angariar votos justamente por ser duro – ser a pessoa que tem “coragem para falar o que os outros não dizem”. Acho que esse é o diferencial dele. Se ele perder isso, vai virar o que? Vai ficar como os candidatos nanicos cristãos, que não tem nada além de um sorriso de plástico nos poucos segundos de programa?

  • Rogério Moreira Júnior

    NÃO ESQUECE “DO DEPOIS DO BTCAST”!!!

    =P.

    Abraços, mano!

  • Rogério Moreira Júnior

    Hum… Então a ideia deles foi um terceiro banheiro (mais opção)? Não era bem o exemplo que a Ana Paula queria usar, já que, até onde sei, essas roupas unissex serão uma parte da coleção da C&A.

  • Sidinei Mateus Schmidt

    Gente, muito legal o Fora do Éden! Já que estamos sempre falando de política, eu voto que as vírgulas sonoras sejam com o Bibo cantando junto. Bibo, você já foi ministro de louvor? Me arrepiei com o Bibo fazendo cover do Steven Tyler.

    • Rogério Moreira Júnior

      A proposta inicial era que o Bibo gravasse todas as vinhetas – mas não temos orçamento para pagar o cachê dele.

      Se rolar o patreon do FdE talvez a gente consegue isso!

  • Rogério Moreira Júnior

    Hum… Gostam do Bolso e odeiam o Malafaia? Por que motivo? Algum sentimento libertarianista? Ou aquele preconceito contra os evangélicos?

    Eu sinceramente acho que essa história do batismo vai acabar desparecendo depois – ninguém vai dar muita bola para isso daqui a algum tempo.

  • Anderson Oliveira

    Muito bom este Fora do Edem, assim como os outros episodios. Gostaria de dar uma sugestao. Será que poderia ter uma parte onde vcs podem dar uma “boa noticia”? Por favor, nao me levem a mal. Acho que é muito bom denunciar, criticar e analisar o que ocorre nos diversos cenarios. Mas gostaria de saber tambem se tem algo de “bom” acontencendo por aí e que mereça ser divulgado. Um pouquinho de “boas novas” cairia bem!

    • Rogério Moreira Júnior

      Anderson, seria excelente mesmo – o ruim é achar alguma assim! Já chamamos o Abner pro Amplificador para ver se conseguimos alguma seção sem falar mal de ninguém… Mas pode deixar que no próximo vai ter uma notícia boa (ou quase isso)

  • Rogério Moreira Júnior

    Perai – seria, no seu caso seria o terceiro batismo (depois do das águas e o de fogo)?

    Abraços, @Lourival Gonçalves:disqus!

    • Lourival Gonçalves

      kkkkkkkkk