Fora do Éden 001 – Manifestos, terrorismo, gays e orações

 

Bastaram poucos passos para além do Éden e seus querubins com espadas de fogo. Logo, o pecado começou a bagunçar a ordem. Assassinatos, traições, mortes – nascimentos, casamentos, fundação de cidades. Isso continua até hoje. Só o que mudou é que hoje é mais fácil saber o que os filhos de Adão e Eva fazem pelo mundo a fora.

O Fora do Éden é um podcast que tenta ser mais uma voz no meio dessa enxurrada de informações. Uma voz que ajuda a selecionar aquilo que é de mais importante nas notícias que envolvem a Igreja, e traz isso para você engarrafado num programa quinzenal.

Nesse podcast de notícias, a turma do Fora do Éden discute sobre os manifestos contra a corrupção, terrorismo no Paquistão, cristãos gays e orações vendidas.

  • Cuidado: contém opiniões. Alguns organismos podem ser intolerantes a isso.
  • Participantes: Rodrigo Bibo de Aquino, Cacau Marques, Alexandre Milhoranza e Rogério Moreira Jr.

Matérias comentadas no programa:

  • Assembleia de Igreja Batista em Maceió decide aceitar membros gays:
  • Atentado do Talibã mata 79 pessoas durante celebração da páscoa em Lahore:
    • Notícia do El País (28/3)
    • Portas Abertas comenta sobre Asia Bibi, cristã presa desde 2010 por crime de blasfêmia
    • Em 2011, o governador da Punjab (província onde fica Lahore) foi morto. Suspeita-se que o motivo tenha sido sua oposição à Lei de Blasfêmia do Paquistão. Este artigo da Anajure comenta sobre a execução de seu assassino
  • Site que vendia orações é fechado nos Estados Unidos:
  • Grupos de evangélicos se manifestam diante da crise política:

Categorias: Fora do Éden,Podcast

Tags: ,,,,,,,,,,,,,

  • Anderson Galdino

    Muito válido esta nova empreitada do Bibotalk, como sempre vocês inovando em conteúdos e com certeza um formato de podcast que faltava na “podsfera”. Parabéns pela iniciativa.

  • Welber Martins

    Me preocupa muito como a igreja lida com grupos como homossexuais e outras minorias..

  • Welber Martins

    Tanto pessoas de direita quanto esquerda me disseram q é impossível ser politicamente de centro. Concordo em partes! Mas acho q deveria ter um esforço máximo, dos cristãos para dar exemplo. Já tivemos um manifesto contra nossas brigas internas (Calvinismo vs Arminianismo), Deveríamos dar exemplo e abandonar nossas ideologias em prol de uma unidade, e de uma sensatez política também.

    • Embora eu tenda um pouco para um lado, sou de centro. Isso (e o evangelho) me permite enxergar tanto problemas como virtudes dos dois lados. Nossa sociedade é que, de tão extremista, não consegue sequer conceber a ideia do posicionamento equilibrado.

      • Giancarlo Marx

        Tô com vocês nessa. Diria ainda que tanto a caridade (bandeira da esquerda) quanto a retidão (bandeira da direita) têm origem no evangelho. Seria muito bom se ambos (direita e esquerda) levassem suas bandeiras mais a sério, se praticassem seus próprios princípios ao invés de gastar seu tempo criticando a ausência deles em seu rival político.

  • Welber Martins

    Gosto de um vídeo que o Franklin Ferreira postou o problema de quando o Governo é Grande e o estado pequeno, e treta do porta dos fundos em boa pauta para próximo programa.

  • Victor Alexandre

    Ótima inciativa! Gosto de pensar que isso é fazer da teologia que aprendemos uma coisa PRÁTICA! Quando ela passa a ser relevante no nosso dia-a-dia !

    Fiquei feliz em saber a posição de vocês sobre as declarações de grupos evangélicos a respeito do momento político. Foi muito comum nesses dias, ver pessoas que pelo simples fato de terem grupos evangélicos pensando diferente, usarem palavras como “não cristãos” ; “acéfalos” e por ai vai…
    Como vi num meme: “Jesus é muito bom, quem ferra tudo são os seguidores dele!”

  • Matheus Ramos de Avila

    Gostei da pegada do programa. Eu me lembro da semana que saíram essas declarações e o lado cristão da Web praticamente explodiu.
    E sobre essa declaração do Marcos Botelho: FENOMENAL!
    Fora do Éden promete muito

  • Daniel Nogueira

    Pessoal, achei excelente o podcast. Sentia falta mesmo de uma análise crítica cristã mais teológica dos acontecimentos. O fato de termos várias opiniões tb contribui para não deixar a discussão cair no senso comum simplista, ou numa análise superficial.

    Cacau e Milho deram contribuições significativas, muito boa a participação deles. Tb foi legal o fato de q a caixinha de promessas não foi muito rápido, permitiu alguma análise razoável.

    Show de bola tb a trilha sonora.

  • “Adoçando a podosfera, Cacau Marques”
    “Ele que você, você curte, você gosta, Alexandre Milhoranza”
    O Bibo ta on fire nas apresentações. 🙂

    • “Ele que você conhece, você curte…

  • D Borba

    Parabéns por mais um excelente produto da firma! Gostei de tudo.
    Creio que a preocupação inicial do Bibo sobre uma possível extemporaneidade dos assuntos não se confirmou. Acho que mesmo quem escute depois, vai aproveitar tudo.
    Parabéns também ao Abner pelo Amplificador!

  • Marko Kapor

    Parabéns pela iniciativa Bibotalk!
    Achei o programa muito bom, conteúdos relevantes e não ficaram somente falando sobre o “fuxico” gospel.
    Agora estou na expectativa para os próximos!!
    Parabéns seus monstros! hahaha

  • Pecado é!
    Nós devemos tratar o pecado em sua particularidade?

    Hoje as igrejas não estão preparadas para alguns pecadores, só estão preparadas para os pecadores como: Ladrão, Mentiroso, Assassinos etc.

    E ai?

    Parabéns pelo novo quadro

  • Fui surpreendida! Imaginava que seria uma forma diferente e nem tava empolgada com a ideia. 🙂

  • Pessoal, gostei muito deste novo projeto. Resolvi passar para comentar diversos pontos aqui.

    “Extra, extra” logo no início do podcast ficou sensacional! A edição no geral está ótima. ~ Finalmente a trilha sonora está se valendo de músicas sagradas e deixando de lado as profanas. Só pecaram na música de encerramento. ~

    Fiquei ouvindo o breve papo sobre os gays e me perguntando se talvez alguém se chocaria e deixaria de ouvir vocês. Mas a bem da verdade esse tema daria muito mais pano pra manga.

    Em relação à questão da possível perseguição religiosa no Brasil, acredito que o mais sensato é ver o que a Portas Abertas tem a dizer: “No Brasil, nossa missão é divulgar essa dura realidade vivida por cristãos, ao redor do mundo, que são perseguidos por causa de Jesus, encorajando os brasileiros a orar, contribuir e se mobilizar no serviço e socorro à Igreja Perseguida. Como os cidadãos brasileiros têm liberdade para praticar qualquer religião, não existem projetos de campo da Portas Abertas por aqui.” Perseguição é quando você é realmente prejudicado sem que tenha cometido um erro que causasse isso. “Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de CALÚNIA contra vocês.” (Mateus 5:11) Ou seja: se os perseguirem falando verdades sobre vocês, então vocês que deram motivo. Isso é o que ocorre por aqui.

    ~ Leonardo Gonçalves assumirá o posto de vocalista deixado pelo Marcos Almeida na banda Sabático. ~

    Sobre a nossa fé e a política, já comentei em outro local e repito aqui… Num momento que vejo, por exemplo, pessoas “inflamadas” condenando igrejas e teologias por causa de posicionamento político… Não nego que cada um de nós tem direito a opinião política, independente de estarmos certos ou errados/enganados. Mas será que não estamos de alguma forma permitindo que ela acabe atrapalhando pessoas de se chegarem a Cristo? Vale a pena sermos incisivos nos posicionamentos políticos? Sermos representantes de algo maior do que isso deve nos impelir ao protesto “partidário” aberto ou nos afastar dele? O Reino está sendo mesmo prejudicado? Isso tem valido a pena? Que Deus nos dê sabedoria. Eu confesso que preciso muito dela.

    Já ansioso pelo próximo episódio. Abraço.

    • Rogério Moreira Júnior

      Comentário gigante! Como é que dá para fazer uma tréplica à altura?

      “Extra, extra” (além de ser uma das poucas intersecções entre cristianismo e jornalismo), vale só pelo fato de trazer de volta o Katsbarnea – os caras são muito bons! O próximo da lista é Rebanhão!

      Poisé, esperamos mais gente chocada, mas até agora não recebemos nenhuma moção de repúdio. Ou pegamos leve, ou pouca gente está ouvindo mesmo = P.

      E no lance da política… Poisé, será que isso não causa rachaduras entre nós e as pessoas a quem podemos falar de Cristo?

      Abraços!

      • Giancarlo Marx

        Concordo com o Cristiano. Acho até que este tema sobre os gays poderia ser melhor explorado. De repente quando rolar alguma notícia a respeito de união homoafetiva ou ideologia de gênero. Sei que já abordaram o tema no BTCast #107, mas naquele caso era mais uma entrevista, né? Aqui poderia rolar na forma de opinião mesmo.

        • Rogério Moreira Júnior

          Sim, sim, aqui é um lugar bom para esse tipo de tema mais atual assim. Espere pelos próximos programas!

  • Legal o formato. Mais legal ainda é ver essa diversificação no Bibotalk.

  • Lourival Gonçalves

    Falando perseguição faça o DIP,(Domingo da Igreja Perseguida)Site portas Abertas, na sua igreja galera.@alexandremilhoranza:disqus, aqui no Brasil existe a perseguição institucional?Ou seja,Leis que vão contra aquilo que cremos?Por exemplo,criar leis que obrigue a igrejas façam casamentos homoafetivo em suas instituições.

    • Rogério Moreira Júnior

      O DIP é uma coisa boa mesmo, cara – e o Portas Abertas, um dos ministérios muito precioso. Nossa ideia é aproveitar o material deles para ir, pelas semanas, trazendo algumas notícias para ir mostrando pro pessoal pessoal como vão as coisas lá fora.

      • Lourival Gonçalves

        faço todo ano em minha igreja.Parabéns pelo podcast cara.

  • Lourival Gonçalves

    Sobre essa “divisão da igreja” gostaria de deixar um trecho do hino da Banda Comapssion Grito por amor:

    Repare os muros no congresso, sujeira, falta de vontade

    Política insana, falsa, desumana

    Repare os muros nas igrejas, pregando cada uma a sua verdade

    O que nos separa são nossos interesses.

  • Anderson Lima

    Corrige o texto… Portas Abertas comenta sobre Asia Bibi

    Atentado do Talibã mata 79 pessoas durante celebração da páscoa em Lahore:

    Notícia do El País (28/3)

    Postas Abertas comenta sobre Asia Bibi, cristã presa desde 2010 por crime de blasfêmia

    Em 2011, o governador da Punjab (província onde fica Lahore) foi morto. Suspeita-se que o motivo tenha sido sua oposição à Lei de Blasfêmia do Paquistão. Este artigo da Anajure comenta sobre a execução de seu assassino

    • Rogério Moreira Júnior

      Valeu pelo toque cara. Logo arrumamos ali!

  • Giancarlo Marx

    Tá polêmico, isso aqui, hein, Bibo? E o mais legal é que só tem fera no elenco. Cacau, Milho, Rogério, você e o Abner. Não tinha como dar errado!

    Primeiro a carteirada: Tenho 36 anos, sou teólogo, publicitário e jornalista. Por cinco anos fui colunista de política e por pelo menos 2 anos atuei como assessor parlamentar, inclusive na Câmara de Deputados, em Brasília, de um certo deputado assembleiano cassado no escândalo da Máfia das Ambulâncias. Trabalhei para políticos do PTB e do PSDB. Hoje atuo apenas com marcas de varejo.

    Seguindo o que propôs o mestre Milho, eu fui um daqueles que assinou tanto o manifesto do Missão na Íntegra quanto o da Vida Nova. Aliás, concordo 100% com o que o Cacau falou: As vozes contrárias a um ou a outro manifesto estão muito influenciadas pelo momento político e, por conta desse momento, tudo o que dissermos vai automaticamente nos rotular como direita, ou esquerda, coxinha ou petralha.

    Penso que há alguns erros graves aí.

    O primeiro grande erro é confundir qualquer sombra de verdade presente numa ideologia com a própria verdade. Apesar de seus discursos, a esquerda não está genuinamente preocupada com a caridade, e nem a direita está genuinamente preocupada com a moralidade. O único objetivo desses discursos é a obtenção de apoio popular com vistas ao PODER. É pra isso que os partidos existem, e não para melhorar a vida das pessoas.

    No contexto cristão eu diria que as ideologias (direita e esquerda) são nossas “folhas de figueira”. Elas estão aí para ocultar nossos pecados. E daí deriva outro erro.

    O segundo grande erro, na minha opinião, é a Igreja projetar em partidos políticos aquilo que ela se omite. Estamos terceirizando nossa missão. Nós somos sal da terra e luz do mundo. Cabe a nós alcançar o necessitado e o imoral, e mudar sua realidade a partir da verdade do evangelho.

    Confiar a caridade ao Estado é a proposta da esquerda. Confiar a moral ao Estado é a proposta da direita. Mas como cristão devo ser responsável pelo pacto que fiz com Deus. Sem intermediários.

    O terceiro erro é mais uma consequência dessa terceirização: temos tolerado o chamado “discurso de ódio”. Tenho visto irmãos meus, de um lado e de outro, se ofenderem pessoalmente. Como reflexo disso, vejo crianças pedirem a morte do Lula, por exemplo, e serem elogiadas por seus pais.

    Com que cara você diz pro seu filho ser educado e ordeiro enquanto ele te assiste gritar palavras de ódio e morte para os governantes? E isso não é uma exclusividade do MBL, ou da direita. Estou vendo o mesmo com irmãos mais à esquerda, atacando o juiz Moro e a advogada Janaina. Como se a conjuntura permitisse esse tipo de ofensa.

    “Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus”. Mateus 5:9

    Sou imensamente grato a Deus por ministérios como o Bibo Talk que, antes de ideológico, se propõe a ser teológico. Que o Senhor abençoe o ministério de vocês e que conceda longa vida ao Fora do Éden.

    Forte abraço a todos.

    • Rogério Moreira Júnior

      Cara, baita comentário! Obrigado por ter ouvido, e por vir aqui continuar o papo com a gente.

      Concordo com essa ideia – um cristianismo que se ergue sem se apoiar em nenhuma ideologia externa. Não que a gente não possa aproveitar algo das discussões do mundo, mas trazendo elas para dentro da doutrina, e não nos submetendo a elas.

      (Aliás, nessa ideia, um dos pais da Igreja dizia que, em relação aos pensadores de fora, temos que ser como os israelitas que despojaram o Egito na ocasião do Êxodo. Se há verdade em Mises ou Marx, ela veio de Deus – então é nossa também).

      Abraços!

      • Giancarlo Marx

        Exatamente, Rogério. Acho que o Milho chegou a tocar neste ponto quando afirmou que ao invés de cortar a própria carne, os cristãos acabam cortando das escrituras aquilo que não compactua com a sua ideologia. Acabamos usando o filtro da ideologia para selecionar trechos do evangelho. Quando na verdade, como cristãos, deveríamos fazer o contrário: submeter toda ideologia, antes de tudo, às escrituras e ao Evangelho do Reino.

        Lidero a equipe de música aqui na minha congregação e tenho tido bastante trabalho no sentido de colocar o filtro certo no teor das canções, por exemplo. Na atual conjuntura, e com o filtro mental das pessoas ajustado para este momento, tenho selecionado músicas que tratam especificamente do governo de Cristo e de seu reino eterno. Outra ênfase importante tem sido o papel do cristão como sal da terra e luz do mundo.

        Gosto muito de observar o pouco que sabemos sobre o perfil dos 12 discípulos selecionados por Jesus. Haviam pessoas ali de alinhamentos políticos diametralmente opostos.

        De um lado o zelote Simão Pedro, um revolucionário que andava armado e aparentemente manejava bem a espada ao ponto de cortar a orelha de um soldado treinado. De outro o publicano Mateus, um traidor dos hebreus, que cobrava impostos de seus irmãos para entregar ao império romano.

        No entanto ambos se assentavam aos pés de Jesus para ouvir e aprender sobre seu Reino vindouro. Penso que isso deveria nos dizer muito sobre as prioridades da Igreja e seu papel neste mundo. Basta ler o discurso de Pedro, tempos depois, lá no dia de Pentecostes para verificar que a lente usada após esta vivência já não era mais meramente ideológica, mas sim cristocêntrica. É isso que o Espírito Santo produz em nós: uma consciência de eternidade.

        Por conta de minha vivência na área tenho sido bastante questionado sobre o tema, e teria muito mais a falar, mas acho que o comentário já tá grande demais, né? Abraço!

        • Giancarlo Marx

          Ouvindo agora o BTCast 146, vi que o Milho cita essa questão política entre Simão e Mateus 🙂

          • Rogério Moreira Júnior

            Poxa, vou te falar que não ouvi esse ainda. Vou lá dar uma olhada!

      • Giancarlo Marx

        Certa vez, explicando Graça Comum, eu mostrei pra minha de 10 anos esse versículo: “Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação”. Tiago 1:17. A partir daí ela passou a orar agradecendo a Deus pelo seus desenhos favoritos na TV (Hora de Aventura e Apenas um Show).

        Creio que o mesmo se aplica aqui: Se existe algo de bom em qualquer ideologia, isso acontece porque Deus é bom, e não porque a ideologia é boa.

        • Rogério Moreira Júnior

          Huahuahuahua… Poxa, um bom exemplo, mas com certeza é a primeira vez que eu vejo alguém agradecendo a Deus por estes desenhos! Mas é isso: se há algo de bom, isto veio de Deus!

    • Victor

      Que comentário hem! Parabéns!

  • Jesse Dutra

    Parabéns!!

    podemos chamar de NbiboW ou Xadrez Gospel (zuera amigos)

    Mais uma ótima opção para entender o caldeirão de fogo e enxofre em que se encontra nossa sociedade.

    • Glória Hefzibá

      Não tivemos esses podcasts (NBW e Xadrez Verbal) como inspiração, mas obrigada pelo elogio!

    • Rogério Moreira Júnior

      Poisé, cara… Estávamos sentindo falta de um lugar para discutir aquilo que a gente vê na TV (ou na timeline do facebook).

      Abraços!

  • César Aguiar

    Parabéns pelo novo cast! Ficou muito bom. Temas atuais, pessoas gabaritadas. Parabéns galera!!

    • Rogério Moreira Júnior

      Valeu pelo feedback, mano! Abraços!

  • Bruno Bardon

    Muito bom! Esperando os próximos episódios!

  • Lourival Gonçalves

    Seria legal noticiar dicas de Bandas desconhecidas,ou músicos. kk.Só uma dica.notícia boa também vale.kk

    • Rogério Moreira Júnior

      Cara, tem alguma na manga ai? Cola umas sugestões pra gente!

  • Silvana Oliveira E Silva

    O milke shake de NBW e Xadrez Verbal (com direito a podcaster na Europa), com uma pitada de elaboração responsável, envolvida na boa teologia cristã.
    Parabéns. Vocês acertaram em cheio. O que faltava.

  • Evandro Augusto

    Acho que vocês não entenderam o que realmente está acontecendo. Não é julgamento de Deus sobre a igreja também, muito pelo contrário. A Igreja de Cristo, aquela que acredita na pregação do evangelho, ao invés da chamada “justiça social”, que é contra casamento gay, aborto, ideologia de gênero, entre outras heresias, já estava orando a Deus para destruir os pilares de corrupção que sustentam o PT há muito tempo. Deus atendeu a esse povo, que são 99% dos evangélicos desse país.

    O nosso Deus agora está trazendo a luz esses grupos, como a missão integral, que diziam pregar o “verdadeiro evangelho de Cristo”, que no fundo era socialismo marxista disfarçado, para que todos vejam realmente a quem eles seguem. As pessoas contaminadas por essa ideologia socialista têm dificuldade de explicar porque a missão integral apoia o PT, outas já estão vendo que tudo não passava de palavras bonitas, porque na prática, eles saíram em defesa de um partido extremamente corrupto que defende muitas coisas que Deus condena, como casamento gay, aborto, entre outras heresias.

    É óbvio que alguém vai perder alguma coisa com à saída do PT. Muitas ONGs e movimentos sociais, que estão mamando grana, a nossa grana, tem medo de ver a torneira de dinheiro secar.

    Evangélico que é evangélico, não segue a direita, ou a esquerda, mas sim a Bíblia, que a palavra de Deus e nossa guia de regra e fé.

    Louvado seja o nosso Deus!

    • Giancarlo Marx

      Fala meu querido. Vamos por partes. Então, pra você, a igreja de Cristo é aquela que obriga os não-crentes a seguir os preceitos bíblicos? Forte abraço, meu irmão. E que Deus nos ensine a contar os nossos dias.

    • Rogério Moreira Júnior

      Olá Evandro! Obrigado por ouvir e vir aqui dividir seu comentário com a gente.

      Então, você fala no fim do seu comentário que o evangélico segue a bíblia ao invés de uma ideologia – e, sim, concordamos com isso, como deixamos claro no episódio (principalmente mais para o fim do programa). Acontece que, no meu caso, o que acredito é que esta Igreja “ortodoxa”, embora mais correta em sua doutrina (pelo menos no nosso ponto de vista), se manteve mais calada do que deveria – e, veja, quem admitiu isso foi justamente o documento da Vida Nova, criado e assinado no meio de teólogos reformados e mais conservadores.

      O nosso problema, nesse caso, seria uma boa doutrina seguida de uma má ação, uma má proclamação, e a falta do ministério profético de denunciar os pecados da nação.

      Sobre a missão integral, pessoalmente não concordo com algumas posições do grupo – entretanto tenho certeza de que há muitos irmãos sinceros que estão no meio da Missão Integral, servindo a Deus. Colocar um grande rótulo de “hereges” ou “marxistas culturais” é simplificar um movimento complexo.

      Abraços!

    • Evandro, nem tudo nessa vida é 8 ou 80. Temos que ter o cuidado de não colocar todos de um determinado grupo no mesmo pacote, quando criticamos.

      Abraço.

  • Alexandre Ferreira Santos

    É isso aí! Show de bola.

    Minhas considerações:

    1ª – Achei que as notícias rápidas demorou muito. rs
    Acho que mais notícias e comentários mais rápidos sobre cada uma diferenciaria mais do “dois gumes”.

    2ª – Notícias sobre cristãos perseguidos eu vejo aqui: https://twitter.com/FundacaoAIS fica aí uma dica de fonte. Acho imprescindível falar sobre isso. Porque não ouvimos nada na grande mídia.

    3ª – A semana do “Fora do Éden” vai alternar com a semana do “Contraponto”, né? Isso ajudaria à manter o feed zerado. rs

    Força aí galera, muito bom ver a família Bibotalk crescendo, abraços.

    • Rogério Moreira Júnior

      1ª – O brinquedo está novo ainda… Aos poucos vamos afinando mais as seções – mas também, tinha alguns assuntos ali que não tinha como passar rápido.

      2ª – Cara, valeu pela indicação. Vou colocar no meu feed aqui para acompanhar o que eles falam.

      3ª – Poisé, acabou saindo na mesma semana – mas já estamos resolvendo isso.

      Abraços!

  • Gercicley Oliveira Carvalho

    Excelente cast!
    É muito bom ouvir opniões diversas a respeito de assunto x ou y.
    Somos mto diferentes uns dos outros e isso se reflete em nossos posicionamentos, discussões saudáveis e que de algum modo nos faz crescer são sempre bem vindas!
    Parabéns a toda equipe!

    Ps: qual o nome dessa música do final do cast? : )

    • Rogério Moreira Júnior

      Cara, vou te falar que eu aprendi a discutir depois de ouvir mais podcasts cara – ver pessoas que discordam mas continuam amigas.

      Abraços!

  • Muito bom o papo, galera!
    Pra falar a verdade eu estava pensando em fazer algo parecido no meu podcast kkkkk mas vocês saíram na frente kkk Sucesso.
    Quanto ao conteúdo, me chamou atenção a surpresa do Bibo quando ao site que vendia orações… “Nossos” Macedos, Valdomiros e Malafaias não fazem o mesmo? O que diferencia é que eles, ainda, não usam um site especificamente pra isso. Mas a venda de “bençãos” financeiras e milagres rola solta.
    No mais, gostei muito dos temas abordados e da forma com a qual conduziram o programa. Parabéns.

    Rodrigo Oliveira – Resistência Podcast

    • Rogério Moreira Júnior

      É, a rapaziada do site pelo menos pensou em um jeito de usar o facebook para ganahr o dinheiro (e sem precisar construir o templo de salomão para isso).

      Abraços, mano!

  • Lucas Maia

    Muito bom o novo projeto do Bibotalk! Que Deus abençoe pra que vocês continuem com todos esses projetos sem comprometer a qualidade de cada um.

    Quanto as notícias rápidas, acho que vocês levaram um bom tempo discutindo sobre a matéria da igreja que aceitou membros gays e não foi algo, digamos, “muito enriquecedor”. Sei que se pronunciar publicamente a respeito desse tema pode ser um pouco inconveniente, mas podia ser tratado de uma forma mais profunda, mesmo com pouco tempo. Se vocês voltarem a tratar de algo semelhante, recomendo ALTAMENTE que leiam o livro “A Operação do Erro”, do Joe Dallas. O próprio autor já viveu ativamente como homossexual por um tempo, e era reconhecido por defender ser possível a pessoa viver como cristão piedoso e ter relacionamentos homossexuais. Alguns anos mais tarde, entretanto, ele percebeu que estava crendo em uma mentira, deleitando-se com a injustiça, sendo levado à “operação do erro” (2 Ts 2:11-12).

    Recomendo o livro por ser bem completo. Joe Dallas fala do seu testemunho pessoal, argumenta muito bem que homossexualismo é pecado, combatendo todo contra-argumento, analisa historicamente o crescimento do Movimento “Gay Cristão” (com foco nos Estados Unidos, mas que implica em muita coisa no nosso País também), incentiva os leitores a tratar do assunto em suas igrejas, dando dicas bem práticas de como fazer isso, entre outras coisas.

    • Rogério Moreira Júnior

      Hum… Pode ser uma boa mesmo. Vamos ver quando o assunto pinta novamente.

      Ainda sobre esse tema, recomendo dois livros que também falam do assunto: o “O que a Bíblia diz sobre a homossexualidade”, to Kevin De Young (livro pequeno, mas bem objetivo) e o “Desejo e Engano”, do Albert Mohler Jr., que fala sobre o panorama da sexualidade contemporânea de um ponto de vista cristão. Esse último pode ser baixado na faixa no site da Fiel (http://www.ministeriofiel.com.br/ebooks/detalhes/67/Desejo_e_Engano)

      Abraços, cara!

      • Lucas Maia

        No “Caixinha de Promessas”, mesmo que não dê para se aprofundar muito, vocês podem dar dicas de como o ouvinte pode estudar melhor o assunto, citando um livro, um vídeo, um artigo. Enfim, só uma sugestão. 😉

        • Rogério Moreira Júnior

          Sim, sim, era uma boa mesmo – na edição que saiu hoje, aliás, colocamos alguns links que podem ajudar em alguns assuntos.

  • Victor

    Gostei muito desse novo formato do Bibotalk. Tem vários assuntos que poderiam ser comentados de uma perspectiva cristã e acabam ficando de fora pelo conteúdo não eminentemente teológico….e agora vocês acharam uma forma de transbordar isso. Sensacional!

    • Rogério Moreira Júnior

      Obrigado Victor! Espero que esteja gostando dos próximos que lançamos também.

      Abraços!

  • Letícia Arnold

    Tava há dias esperando o site voltar ao ar para poder comentar! 😀
    Bom, como sempre, a qualidade do trabalho de vocês é incrível. Não posso deixar de dar os parabéns e incentivá-los a continuar a comentar sobre a vida fora do Éden!

    Sobre os temas tratados: muito obrigada por falar de questões políticas, tanto neste primeiro episódio quanto no segundo. Confesso que não é um tema que me atrai, mas ao assistir aquele nosso congresso votando no Impeachment, cara… Meio que me senti culpada por não ter dado ainda muita atenção e talvez até ter votado de forma inconsciente nas últimas eleições. Poder ter acesso a uma visão crítica e cristã que não coloca ideologias e partidos em primeiro plano clareou algumas questões para mim e até me impulsionou a ler mais sobre o assunto. Valeu aí pela ajuda… Agradeço se continuarem nessa pegada!

    E agora, sobre a questão dos gays…
    Eu sei o que a Bíblia diz sobre a homossexualidade. Não precisam responder meu comentário me falando das referências com o assunto; tô ligada em todas elas, tanto no AT quanto NT. Porém, devo confessar que toda vez que ouço alguém dizendo para amarmos os gays (já que somos todos ordenados por Cristo a amarmos o próximo), porém condicionando esse amor a uma mudança (seja para uma vida heterossexual ou celibato)… Bah, eu fico com os dois pés atrás. Acho que esse tipo de postura só macula ainda mais a imagem que a sociedade tem de nós, cristãos. Creio que devemos amar INCONDICIONALMENTE. Eu não posso julgar meu irmão que não consegue abandonar a homossexualidade, visto que eu mesma tenho inúmeros vícios e pecados nos quais tropeço todos os dias. Mesmo assim, tão falha, sei que sou amada pelos que estão ao meu redor e claro, por Deus.

    E agora tô aqui já me preparando pra levar pedrada! hahahaha

    Enfim… Sei que é um assunto delicado e que causa muita divisão por aí. Parabéns pela coragem de tocar no tema. Sigam em frente nesse trabalho top!

    • Rogério Moreira Júnior

      Olá Letícia. Desculpe pelo atraso em responder o texto.

      Então, sobre o caso dos gays: acho que a questão que tem que ser analisada é de quem estamos falando. Sim, temos que amar os nossos irmãos que estão dentro da disciplina, que estão lutando contra o pecado (mesmo que apanhando nessa luta).

      Agora, outra questão é falar que temos que aceitar a prática homossexual como se ela fosse neutra, ou se não fizesse diferença dentro da igreja. A bíblia é clara em apontar que é um pecado, assim como apontar para Cristo como o salvador deste pecado.

      Abraços!