BTCurtas 013 – Somos livres, mas para o quê?

 

Mais um BTCurtas pra nossa meditação bíblica. Nesse episódio Bibo reflete sobre a liberdade cristã a partir do livro de Gálatas. Somos livres, mas para o quê?

Ajude-nos a fazer o #BTCast 50, envia sua parte preferida para podcast@bibotalk.com

Siga-nos no twitter @bibotalk @Mac_Mau @stahlhoefer

curta nossa Fan Page www.facebook.com/bibotalk  

Assine nosso feed http://feeds.feedburner.com/bibocast

Para ouvir os episódios anteriores clique aqui.

Ouça no PLAYER acima ou clique em DOWNLOAD para baixar (clique com o botão direito do mouse e escolha a opção Salvar Destino Como, ou Salvar Link) Arquivo MP3!

Categorias: BTCurtas,Podcast

Tags: ,,,,,,,,

  • Luciano Coelho Alves

    Uhuuuu mais um cast pra edificar e ouvindo.

    Vamos que vamos, baixando..,

  • Juliana Camargo

    Bibo acho que os Cristãos, principalmente os jovens não entendem o significado da palavra Liberdade. Os jovens conciliam a liberdade, muito mais com o espaço físico do a psique. Ou seja, acham que pelo fato de não estarem numa prisão estão livres. Não conseguem perceber que o que os aprisiona está em suas mentes e em seus corações. Eles não vivem nem a liberdade humana, muito menos a cristã. Vivem uma utópica sensação de cumprir as tarefas expostas pela sociedade e por sua comunidade, achando que isto é o suficiente. Outra verdade é que as informações ficaram muito mais fáceis. São poucos os que ainda incentivam a pensar, (para alguns pensar cansa). Por falta de conhecimento, não chegam a viver a plenitude da liberdade. Temem desrespeitar aquilo que não conhecem. Temem ser apontados por serem diferentes. Com tudo isto, podemos notar que o comodismo é a nova palavra desta geração. Se eu não penso, eu não questiono, mas dentro do meu reduto de atitudes, vivo conforme o que ditam, e vivo bem. Alguns morrem pensando ter vivido.

    Parabéns pelo #BTCurtas! Cada dia melhor. Aliás, preciso pagar o salário de vocês e agradecer imensamente! Vocês são parte de uma grande mudança que o ocorreu na minha vida! Grande abraço à toda equipe!

    🙂

  • Depois de ouvir a abordagem que fez, pensei um pouco também sobre o “Livre de quê?!”.
    De forma genérica, dizemos que Cristo nos libertou de nossos pecados. Ok. Tudo certo, não?! Sim. Mas a confissão sobre quais são estes pecados e memória do que de fato Ele me livrou me faz dobrar os joelhos em gratidão.

  • Luciano Coelho Alves

    Depois de ouvir e ler os comentários, resolvi tb escrever mais rsss

    Ser um filho de Deus, estar aos pés da cruz antes de tudo precisa-se ter coragem, precisa ser muito corajoso.
    Mas gente de caráter combina e tem tudo à ver com coragem. E se a gente realmente crer nisso e formos do tipo que busca o Senhor de todo coração – digo “do tipo”, pois até isto se tornou uma raridade! – e não se afastar da cruz, e você continuar com lucidez enxergando e lembrando de onde você veio, onde você está e para onde você vai; creia nisso! busque de coração, seja crítico em relação às coisas que influenciam a vida e naquilo que vem de fora questionando a verdade de Deus. Não creia em Deus como um “salto no escuro”, creia conhecendo, buscando e aprendendo (aqui mesmo através do podCast tem muito conteúdo relevante e saudável pra mente). E vai valer a pena constuir uma vida com Deus que tem fundamento sólido em um Deus que se revelou à nós e tem se revelado através da história.

    A palavra Deus é revelação suficiente para nós tomarmos a decisão acertada.

    E sobre isso tudo tem a questão da insegurança que nos visita ou até mesmo está arraigada e o tema Deus muitas vezes pode deixar você inseguro e uma forma de fugir da insegurança é que a gente acaba por retornar às nossas antigas seguranças e é por isso mesmo que a tradição e a nossa história são um refúgio recorrente. A história e o nosso passado tem sua importância, sua relevãncia, nos ajudam a saber onde caminhar e por onde não-caminhar também.
    A história tem lições positivas e negativas, mas a história não é, não pode ser, e nem estabelecer um critério normativo, a história é dinâmica – ela não tem que se repetir – ela anda, caminha, ela não é uma fotografia, é como um filme em andamento, por isso lembre-se “as pessoas mudam”, as “coisas mudam, “nós mudamos” e não há como congelar estas coisas.

    Excelente podCast Bibo, parabéns!!!

  • Patricia de Oliveira

    Muito bom como sempre.
    Já ta no topo da fila pra compartilhar com a galera para que outros também parem e pensem um pouco sobre sua liberdade e o que estão fazendo com ela.

    Parabéns 🙂

  • Bibotalk

    Muito bacana os complementos de vcs moçada, valeu!

  • João Henrique

    Que maravilhoso redentor nós temos, que mesmo quando nós pecamos, nos corrige imediatamente e nos faz lembrar de tão grande redenção. Bem disse Agostinho: “Bendita seja a queda que nos proporcionou tão grande Redentor”

  • Felipe Augusto

    Poxa que Pod legal! concordo com a Juliana camargo ( oi Juh XD ) em alguns aspectos!
    Ontem estava conversando exatamente isso com meu líder, sobre a questão do amor ao próximo e a atitude de se doar por ele, as vezes nos achamos tão “bons” por estarmos fazendo nosso trabalho eclesiástico mas parei pra pensar, fora da igreja o que eu faço para Cristo? Qual trabalho social que estou envolvido? Quantos perdidos eu alcanço com minha vida civil? tenho sido uma “carta escrita” como disse Paulo? Com certeza estas coisas são realmente necessárias, trabalhar na igreja, ajudar as ovelhas de seu próprio aprisco, ser útil dentro da sua igreja e etc, porem o ponto em que quero chegar não é diminuir de modo algum estas atitudes, mas sim que lembremos de seus complementos! O que faço fora da igreja? como cidadão, como Cristão e como ser humano?
    Lembremos que na parábola do bom samaritano, este bondoso homem não estava executando sua bondade como líder eclesiástico ou com holofotes apontando para si mesmo, na parábola eram apenas, Ele, Deus e o necessitado!

    Abraços Bibo e parabéns a todos comentários relevantes!

  • Muito bom o BTCurtas

    Olha, tenho baixado estes pod’s o e compartilhado com a galera da igreja via bluetooth. Pelo fato do pod ser mais curto, objetivo, fácil de entender (Sem hemorragia nasal) e de uso no cotidiano cria a possibilidade de iniciar o efeito BTCast. Vocês tem abençoado a vida de muita gente.

    Abraço

  • Fiquei pensando no texto de 1 Coríntios 7:22 “Porque o que é chamado pelo Senhor, sendo servo, é liberto do Senhor; e da mesma maneira também o que é chamado sendo livre, servo é de Cristo.”.

  • Estevão Souto

    Paz do Senhor Bibo,

    Concordo plenamente contigo neste podcast!
    Quando adolescente, quando recebi o batismo no Espírito Santo, compreendi bem esta passagem aos Gálatas. Pois somos Livres para Experimentar Deus e também servir a Deus! Antes desta liberdade estas duas atitudes eram impossíveis e totalmente ignoradas, afinal estávamos aprisionados a podridão do pecado!

    Deus abençoe que nossa juventude desperte para os benefícios gloriosos da Liberdade que Cristo nos proporcionou!

    Um abração Bibo estou começando a conhecer e admirar o teu serviço no Reino.