BTCurtas 007 – A Torre de Babel – Parte 1

 

Alex nos conduz aos bastidores do capítulo 11 do livro de Gênesis e faz aplicações importantes para nós, pare 10 minutinhos e deixe-se edificar pela palavra.

Siga-nos no twitter @bibotalk @Mac_Mau @stahlhoefer

curta nossa Fan Page www.facebook.com/bibotalk  com 1000 curtidas rola sorteio!

Assine nosso feeds http://feeds.feedburner.com/bibocast

Para ouvir os episódios anteriores clique aqui.

Ouça no PLAYER acima ou clique em DOWNLOAD para baixar (clique com o botão direito do mouse e escolha a opção Salvar Destino Como, ou Salvar Link) Arquivo MP3!

Categorias: BTCurtas,Podcast

Tags: ,,,,,,

    • Alex

      obrigado Eduardo! Abraço

  • Bibotalk

    Boa sacada mano!

    • Alex

      Valeu brother!
      Abraço

  • Pelo amor de Deus voces estão realmente levando esta historia de forma literal Nãooooooooooooooo é logico que oque aconteceu neste evento foi na verdade que os caldeus conheceram outras nações que de longe viram a gigante construção

  • Alex

    Morcego meu caro,
    Já assistiu o filme “As Aventuras de Pi?” Recomendo!
    A exegese e a hermeneutica da desconstrução histórica nunca produziram vida, apenas remecheram em escombros. Claro que muitas descobertas históricas ajudam-nos a compreender o texto bíblico, mas infelizmente, quando se trata de compreender o cerne da mensagem do texto sagrado, a exegese histórico-critica falha totalmente. Ela só sabe dizer, como Pe. Quevedo “Isto non ecsiste” (sic!)
    Logicamente trabalho nas minhas mensagem com narração, não com reconstrução historiográfica. Você acha que alguém se interessaria em uma mensagem onde o cerne é dizer que entre os anos xx a.C. uns favelados “habirus” (termo aramaico q deu origem ao termo “Hebreu”) viram uma montanha, viram um imperio e desejaram que ele fosse a ruina.
    Aconteceu que isso sucedeu mesmo, então os sacerdotes do sec V a.C. releram um fragmento histórico da antiga tradição javista, que já havia sido retrabalhada pelo eloista e pelo deuteronomista, e reinterpretaram à luz da queda do babilonico, oferecendo esperança para os cativos de judá. Isso aí não tem graça nenhuma, é só uma conjectura histórica, que pode (ou não) ter acontecido.
    Fato é que o texto em sua forma final tem um conteudo precioso: Os projetos humanos megalomaniacos não tem vez diante de Deus. Ele confunde os planos dos que se julgam sábios e traça a história por outro caminho…
    Releia o texto buscando o que ele ensina teologicamente!