BTCast 182 – KENOSIS

 

Muito bem (3x), o seu podcast semanal de teologia está no ar. Bibo, Mac, Alex, Milho e Will se juntam para conversarem sobre o hino cristológico de Filipenses 2.5-11.

Qual é o propósito da carta aos Filipenses? Qual o contexto dessa passagem bíblica? Qual a mensagem desse texto? O que é KENOSIS? Qual a importância da encarnação? Essas e outras reflexões nessa análise exegética.

O podcast cristão do Bibotalk tem a missão de ensinar teologia em áudio para ver o crescimento bíblico-teológico da igreja brasileira. Com esse episódio pretende celebrar o Natal e a salvação que chegou até nós por meio de Jesus Cristo.

Arte da capa: Guilherme Match (conheça o trabalho dele aqui!).

LINKS COMENTADOS

Exegese pelo Alex

Seja um Mantenedor do Bibotalk!

nosso email: podcast@bibotalk.com

mosaicoBaixe agora mesmo gratuitamente em nossa loja o ebook do Mosaico Teológico e leia em seu e-Reader favorito ou no seu computador. Para isto basta clicar aqui: http://bibotalk.com/produto/livros/mosaico-teologico/ 
Em seguida clique em comprar. Preencha seus dados e no final utilize o código promocional N4T4LBTX

  • @BiboBTcast | @Mac_Mau | @stahlhoefer | @milhoranza | @meunomeehefziba
  • facebook.com/bibotalk | twitter.com/bibotalk | instagram.com/bibotalk
  • Assine nosso canal no Youtube, clique aqui!

  • Assine o feed http://bibotalk.com/categoria/podcast/feed/
  • Envie seu comentário em áudio para podcast@bibotalk.com, ou no botão “Gravar Efeito BTCast!” no canto inferior direito da sua tela!
  • Categorias: BTCast,Podcast

    Tags: ,,,,,,,,,,,,,,,,

    • Matheus Ramos de Avila

      Baixando.
      E que arte….

    • Leandro

      Partiu ouvir o especial de natal!

    • Lourival Gonçalves

      Eita que esse podcast deve tá bom de mais.

    • Cláudio Caetano

      Podcast muito bom! Vocês poderiam continuar fazendo outros nesse mesmo estilo no próximo ano, pegando trechos das escrituras. Feliz natal e até próximo ano!

    • Lourival Gonçalves

      @bibotalk:disqus ,tomar o cálice no Jardim é a representação perfeita da separação e do seu esvaziamento e não, em sua limitação como homem, o temor da morte?

    • Lourival Gonçalves

      @bibotalk:disqus ,vc agradeceu o pessoal da arte,quando vai rolar a participação deles em um podcast sobre Teologia Visual?

      • Rogério Moreira Júnior

        Não rola – a fé é a certeza do que não se vê.

        =P

        • Lourival Gonçalves

          kkk

    • Lourival Gonçalves

      @bibotalk:disqus cadê o link do texto do Alex?

    • Lourival Gonçalves

      Faltou só Glória pra finalizar o último podcast do ano.

    • Estênio

      Parabéns Bibo e a todos que estão com você neste ministério. Foi um presente de Deus em 2016 pra mim ter conhecido o BIBOTALK. Só pra complementar o assunto “alguns argumentam que há dois tipos de atributos na divindade de Cristo: atributos internos( o amor, alegria) e atributos externos( onipotência,onipresença). O Filho eterno “deixou de lado” os atributos externos e revelou os internos.” Enciclopédia Histórico-Teológica da igreja cristâ, edições vida nova, vol II, pag. 398.

      • ele não deixou a onisciência, certo? Como fica isso no esquema.

        • Estênio

          Estou feliz pela indagação do próprio Bibo,rsrsrs. A onisciência também está incluída, acredito eu, opinião minha, concordo que os atributos externos não seriam suportados de maneira integral num corpo tão limitado como o nosso. Há passagens que mostram claramente que Jesus sabia o que se passava na mente de outros, mas não como um “Dr. Xavier”, penso que a mente humana não suporta, não pelo fato da divindade de Cristo mas a própria limitação do corpo humano.

          • Se considerarmos os três grupos: Virtualizações (Querer e Dever), Atualizações (Saber e Poder) e Realizações (Ser e Fazer), e separarmos pelas características de origens internas (endógenas) e externas (exógenas) teremos:

            Internas: Querer, Saber e Ser
            Externas: Dever, Poder e Fazer

            Vejo assim: O Filho abriu mão de todas suas características de origem que lhe eram próprias desde sempre menos uma, o Ser Deus já que ele É, e nunda deixará de Ser, tudo com o objetivo de ser o homem para cumprir a Lei e sermos aceitou com ele pelo Pai.

            E como exemplo de ser humano perfeito, mas agora humano:

            Internamente:
            Tinha agora um Querer de homem, mas precisava estar alinhadado com o Querer do Pai.

            Tinha agora um Saber de homem, limitado, mas que precisava ser suprido pela Sabedoria e Oniciência do Pai.

            Tinha agora um Ser de homem, que precisava ser suprido pelo Ser do Pai (não vejo a necessidade de Jesus orar como uma forma de manter a unidade do Filho com o Pai, pois são um, mas uma forma de unir sua parte homem com o Pai, nos servindo de exemplo)

            Externamente:
            Tinha agora um Dever de homem, mas precisava estar alinhado a Lei de Deus e sua Justiça.
            (incluindo a necessidade física como Dever-ser, em que o corpo por instinto move à sobrevivência e demais instintos)

            Tinha agora um Poder de homem, era mortal e limitado, porém com a inteligência de um homem, capaz de falar varios idiomas, fazer ferramentas etc. Contudo era necessário a partir dali “Depender”, e como um ser humano perfeito sua dependência foi de Deus o Pai, mesmo quando bebê aos cuidados de humanos, o Pai o protegeu e proporcionou tudo.

            Tinha agora um Fazer de homem, capaz de fazer grandes coisas, boas e ruins, mas como homem perfeito este Fazer seria guiado pelo que o Pai e teria que refletir a Deus.

            Tomo cuidado para não ser erético nesses pensamentos, mas creio por enquanto que se aliam bem ás escrituras quando diz que o “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade”.

            • Alexandre Milhoranza

              Vou ter que guardar também este comentário como eu fiz com o o padre Alexandre.

              Muito bom Riba !

    • Lucas A. Clemente

      cade o link da 28 versão, alex? cola pra gente!

    • De quem é a ilustração desse podcast? Muito boa!

    • Alexandre Ferreira Santos

      Quando o BTCast me leva a rezar:

      A En-Carnação de Deus (Jesus que assume a carne humana) é também sua Des-Mistificação (Jesus que deixa o Mistério da Trindade).

      Jesus esvazia-se de sua condição divina e aquelas concepções antigas de Deus já não são mais inequívocas. Não basta mais dizer, Deus está acima, Deus é onipotente. O Deus verdadeiro não se deixa aprisionar.

      E como se isso não bastasse, Ele também esvazia-se de qualquer status humano. Nasce longe dos poderosos, entre as camadas sociais mais baixas. Libertando-nos assim de nossas concepções do que seria o ideal de vida. Bem-estar é vivo-estar.

      Jesus não só esvazia-se com também escancara-se. Seu nascimento não é evento que se põe bilheteria, não é espetáculo. Se dá no inusitado, onde ninguém está olhando. E ainda hoje muitos não conseguem ver o milagre porque é demasiado simples. Só por isso.

      Senhor, que neste Natal eu entenda ainda mais que seu “estar conosco” é serviço, o Senhor desceu para nos elevar. Que em mim renasça, neste novo ano, o empenho de ser suporte aos irmãos, com humildade, com sinceridade, sem mistério.

      Amém.

      Boas Festas a todos.

      • Alexandre Milhoranza

        Terei que guardar este comentário para futuras referências mano.

        Sensacional ! Como sempre abrilhantando o pós gravação.

      • Rogério Moreira Júnior

        Nosso querido Padre bem abrilhantando nossos comentários!

        Abraços, mano!

    • Gabriel Marinho

      Ótimo fechar o ano com todos vocês juntos. Muito bom o conteúdo. Obrigado mesmo por nos proporcionar teologia personalizada, mas ortodoxa (às vezes nem tanto rs) semanalmente.

    • Ocupada 🙂

    • muito bom

    • Xogaiath

      Conheci o Bibotalk pelo Geolê, conheci o Geolê pelo Dois Dedos de Teologia, conheci o Dois Dedos de Teologia pelo Sou Igreja Sou Luz, conheci o Sou Igreja Sou Luz pelo Porta Estreita, conheci o Porta Estreita assistindo vídeos de Minecraft no Youtube.. Deus realmente transforma maldição em benção.

    • Victor

      Que sacada hein Bibo, de pensar o Natal do ponto de vista do Pai. Nunca tinha pensado nisso. E agora que sou Pai, realmente…é profundo!