BTCast 178 – O cristão na universidade

 

Muito bem (3x), o seu podcast semanal de teologia está no ar. Bibo e Will recebem o pastor e escritor Valmir Nascimento para juntos pensarem sobre a fé em contexto universitário.

Quando as universidades abandonaram a cosmovisão cristã? O que leva um estudante a perder a fé em Jesus Cristo? Qual o papel da igreja nesse cenário? A apologética é o caminho? O que fazer para se manter firme? Essas e outras perguntas discutidas nesse podcast!

O podcast cristão do Bibotalk tem a missão de ensinar teologia em áudio para ver o crescimento bíblico-teológico da igreja brasileira. Com esse programa pretende encorajar os jovens cristãos a pensarem a sua vivência cristã em contexto universitário.

Arte da capa: Guilherme Match (conheça o trabalho dele aqui!).

LINKS COMENTADOS

Seja um Mantenedor do Bibotalk!

nosso email: podcast@bibotalk.com

  • @BiboBTcast | @Mac_Mau | @stahlhoefer | @milhoranza | @meunomeehefziba
  • facebook.com/bibotalk | twitter.com/bibotalk | instagram.com/bibotalk
  • Assine nosso canal no Youtube, clique aqui!

  • Assine o feed http://bibotalk.com/categoria/podcast/feed/
  • Envie seu comentário em áudio para podcast@bibotalk.com, ou no botão “Gravar Efeito BTCast!” no canto inferior direito da sua tela!
  • Categorias: BTCast,Podcast

    Tags: ,,,,,,,,,,,,,,

    • Estênio

      Fiz faculdade de Enfermagem, pós graduação, e em nenhum momento me senti ameaçado com alguma ideologia pra me fazer desviar da fé. Acredito que seja por causas secundárias, tipo emprego, amizades, etc.

    • Luisa Rapozo

      Oi Bibo, segura que lá vem textão. Rsrs. Me chamo Luisa, tenho 21 anos e sou de Teresópolis, Rio de Janeiro. Faço faculdade de medicina na Universidad Nacional de Rosario, na Argentina. Um ano antes de me mudar e começar o curso, que por muitos é considerado um teste para fé, fiquei muito preocupada com essa possibilidade da apostasia e por isso orei muito a Deus para que eu amadurecesse na fé e para que eu encontrasse algum cristão que caminhasse comigo. Deus tem sido misericordioso e enviou vários. Quando comecei a cursar admito que algumas vezes eu fiquei com muitas dúvidas, mas conforme ia conversando com meus pais e amigos cristãos fui sendo norteada. Aprendi a ver no meu estudo a mão de Deus no corpo humano e como Sua criação é maravilhosa.
      Na minha congregação tem muitos estudantes, e de muitos cursos, e vemos em nossas faculdades uma sede muito grande por Deus. É um campo que, pela minha experiência e por incrível que pareça, está aberto a escutar novas ideias. Começamos um grupo de evangelismo e nossas ações têm sido muito básicas e é o essencial : juntarmos com nossos companheiros não cristãos e falar-lhes de Jesus, mostrar que há algo mais que todo o conhecimento do mundo. Ao mesmo tempo, os integrantes desse grupo têm se juntado uma vez por semana para estudar a Palavra. Por tudo o que tenho vivido, penso que a presença do cristão na faculdade é essencial. Muitos dos estudantes não pensam em ir em uma igreja então devemos levá-la até eles. Se esses jovem se dedicassem a uma vida com Cristo da mesma maneira que se empenham no estudo imagino um contexto universitário muito diferente.

      Enfim, gostaria de compartilhar minha experiência com vocês e colocá-la nos comentários para que outras pessoas vissem que o meio universitário pode ser um combustível para a fé ( se é que alguém chegou até aqui, rsrs) .

      Termino com um caso que um professor, ateu, me contou: numa prova final que é oral, os professores pediram para uma aluna brasileira falar sobre as 5 principais teorias da evolução e ela disse que acreditava em Gênesis, falou de Adão e Eva e tal. Só sei que no final ela foi tão zoada pelos alunos da faculdade que voltou pro Brasil.

    • Thiago Strutz

      O nome técnico é Pega Mão de Teto! 🙂

    • Segundo a parábola do semeador contada por Jesus, nenhuma das sementes se perdeu por “ter passado no vestibular”. O que quero dizer é que dentro dessa mesma parábola encontraremos os possíveis motivos para um cristão abandonar a fé durante a faculdade, logo, não há novidades aqui.

      Realmente somos induzidos a enxergar as coisas pelo pior prisma possível, muitas vezes sem ter a informação completa. Por isso gostei bastante de ouvir sobre o estudo dos jovens que sem fazer uma faculdade também abandonam a fé. Gostaria de mais informação sobre isso.

      Fiz um ensino médio numa escola federal e o clima era idêntico ao de uma faculdade. Já a faculdade fiz à distância, não tive uma vivência presencial com colegas de turma. Nos dois casos não me senti propenso a mudar meus conceitos cristãos, ao contrário, conheci outros jovens que fortaleceram minha fé. No entanto passei por um momento de crise de fé na minha juventude, não motivada pelo ambiente estudantil, mas por estudar a Bíblia mais a fundo e encontrar incoerências na vida cristã da comunidade que frequentava. Ainda assim foi resultado da soma de fatores como a revisão de conceitos, mais estudos, e uma fase de grandes mudanças, justamente na juventude. Por isso vejo coerência em dizer que a nossa fé comumente seja reavaliada nessa idade, sendo que então uns terão as raízes mais fortemente fincadas e outros as terão arrancadas.

      Mais um episódio inspirador. Deus abençoe este trabalho.

    • Lourival Gonçalves

      Quem nunca comeu melado quando como se lambuza.A igreja visa tando interesses secundários e deixe o que prioritário de lado.Quando levantamos a bandeira da EBD,dos cursos e semanas teológicas não é à toa.Ai quando jovem entra ciclos sociais que diferem totalmente da igreja ou a própria família,com opiniões diferentes os jovens piram.Toda e qualquer contradição será tida como pessoal.

    • Paulo Cesar

      Como de costume um ótimo episódio!
      Agradeço a Deus pelo ministério de vocês.

      Concordo plenamente com a posição do Will quando trata da postura de alguns cientistas que fazem afirmações que invadem os campos da teologia e filosofia.
      Existe um grande abismo quando o biólogo Richard Dawkins (Uma pequena correção ao Will, ele é biólogo e não físico) ou o físico Stephen Hawking tratam de filosofia ou teologia. Todo o respeito e autoridade que eles conquistaram em suas áreas de estudo são validos dentro de seus respectivos campos. Quando Dawkins ou Hawking fazem afirmações filosófica temos que tomar essas afirmações como vindo de leigos e não de especialistas na área. Entendendo que a biologia ou a fisica em si mesmas não fazem, e nem se interessam, por tais afirmações.

      • E.B.B

        Concordo com vc Paulo, sou ex-graduando em Física(embora queira voltar) e atualmente sou graduando em Biologia, e o que vc falou é realmente o que acontece. É de grande valia seu comentário.
        🙂

        • Paulo Cesar

          Obrigado, Elioenai.
          Tbm estou em um curso de ciências em uma universidade do RJ.
          Seu comentário ficou 10, mano! acrescentou muito.

    • Lourival Gonçalves

      Sempre gostei de trazer o diálogo pra dentro da igreja.Normalmente procuro ficar nas áreas estratégicas como EBD e Juventude.No último Talk Free ,inspirado no BIBOTALK,kkk, falamos sobre o Racismo e o Cristão e esse podcast será um dos assuntos que será pautado no bate papo ano que vem.Sempre sorteamos um livro ligados ao tema e com certeza será sorteado.Parabéns pelo podcast.

    • Lourival Gonçalves

      E sobre o analfabetismo bíblico gostaria de deixar essa dica que gosto muito e logo lembrei ao ouvir o podcast:
      https://www.youtube.com/watch?v=3cL9vcqLDKQ

    • E.B.B

      Olá pessoal do BTCast, me chamo Elioenai, tenho 19 anos e de certa forma acompanho o ministério a bastante tempo,confesso que não consegui escutar todos os episódios ,mas espero por isso.É a primeira vez que comento,então peço desculpas se apresentar ideias e conceitos rasteiros ou superficiais.
      Sou ex-estudante de Física,não consegui continuar na graduação por motivos como a distância de casa,gastos e outros diversos fatores pessoais, econômicos e familiares.Por isso optei por voltar para a cidade onde morava antes, onde atualmente estou cursando Biologia. Deveras os cursos que passei são áreas de ciências naturais, que juntamente com alguns outros cursos de áreas mais distintas(Filosofia,Psicologia,etc…) acabam muitas vezes formando uma rede de opiniões que em certos aspectos ferem ou tentam atacar a fé cristã, ressalto que isso não acontece sempre e existem uma série de variáveis que corroboram para que isso aconteça. E no meio acadêmico isso é um pouco mais intenso,por motivo da grande variedade de linhas sociais. E o Cristão(englobo aqui todas as faixas etárias) que esta inserido nesse meio,acaba por ter sua fé danificada muitas vezes por motivo de esta estar pouco solidificada em muitos pontos. Isso ocorre por uma série de fatores,como vcs colocaram durante o programa. Mas acredito que um dos pontos que muito colabora pra isso é de certa forma a perca do foco que é Cristo.
      Desde criança, sempre estimei muito de aprender,com enfase no conhecimento cientifico e de como o mundo funciona, acredito que fui temperado com bem mais que uma pitada de curiosidade,então sempre questionei as coisas,até mesmo minhas afirmações. Em certos momentos isso muito me atrapalhou(provavelmente situações em que estava “distante” de Deus,e do principal),porem em outros foi realmente uma benção por Deus instituída,porque isso me ajudou e ajuda muito a me aprofundar nas questões que vi e vejo como abertas. Nos últimos anos isso se intensificou, e vejo assim a extrema necessidade do cristão em viver um relacionamento intimo com Deus,buscando-Ô,lendo a bíblia,estudando-a e “fazendo oração”. Noto que preciso muito mais disso hoje do que no passado,então peço orações a esse respeito.
      Quando entrei na universidade eu tinha uma prévia ideia do que poderia encontrar, mas,durante o tempo que estive a atualmente estou no novo curso, não posso afirmar que tive “problemas”, no sentido direto, mas “atrapalhos” no quesito indireto,por motivo que serem áreas que possuem cruzas com diversas linhas de raciocínio e conceitos científicos e filosóficos. Dentro do contexto da Biologia, vejo por exemplo:
      – Algumas pessoas que professam o naturalismo absolutista filosófico mascarado dentro do evolucionismo científico,usando bases de um cientificismo por totalidade,desmerecendo áreas que não conseguem compreender(a religião por exemplo);
      – Outros que são adeptos de um evolucionismo criacionista;
      – Outros adeptos ao Design Inteligente(geralmente muita guerra é travada entre este time e o time “evolução”, mas que muitos conhecem como a partida entre “Evolucionismo VS Criacionismo” o que é um engano de interpretação bastante bárbaro);
      – Outros são adeptos ao Criacionismo Fixista (alguns cruzam esta vertente ao DI)
      – Outros ainda no Criacionismo em um contexto geral (algo bastante delicado a se fazer), montando de acordo com a sua presente interpretação,uma ideia da origem da vida
      – ETC.
      Então é tudo amplo e delicado,e cabe a nós buscarmos em Deus, por meio do estudo de sua palavra e de Sua revelação a nós o melhor e o correto, sem perder é claro o foco e o centro que é Cristo e seu amor para com o próximo. Por isso precisamos ter o seguinte versículo sempre em mente(Comentado também no episódio):
      “Antes, santifiquem Cristo como Senhor no coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês.”
      1 Pedro 3:15

      Se for da vontade e permissão de Deus,espero concluir minha graduação em Biologia,voltar a fazer Física e realizar um desejo que é fazer Teologia,são as três áreas que mais admiro,com destaque para esta última.

      Queria colocar duas observações,que vi no programa:
      – Primeira: Richard Dawkins NÃO é astrofísico, ele é Biólogo,nas áreas de Zoologia(sub área: Etologia) e Biologia Evolutiva.
      – Segunda: O nome do equipamento que alguns carros possuem para seguramos(que comumente chamamos de Pu.. ..rda) é chamado de “Alça de teto” e em alguns lugares de “Pega-mão”.

      Peço desculpas pelos possíveis erros aqui apresentados,ão sei porque escrevi este texto/email , mas senti que devia e o fiz.
      Desejo um grande abraço a todos,que as ricas bençãos de Deus somada a sua maravilhosa presença venham pairar sobre cada um de nós.

      🙂