BTCast 064 – Filho Pródigo (?)

 

Muito bem, moçada, mais um #BTCast no ar! Desta vez, Bibo, Mac, Alex e Milho conversam sobre as parábolas de Lucas 15 em mais um episódio da série Parábolas.

Nesse episódio descubra o que realmente foi perdido, deleite-se com a mensagem de Lucas 15 e entre de cabeça e coração na parábolas dos filhos perdidos!

PARTICIPE DO NOSSO CROWDFUNDING, hotsite do Mosaico Teológico, clique aqui.

  • Adquira o livro As parábolas de Lucas de Kenneth Bailey, fonte de consulta e inspiração desta série na BTStore. Clique aqui

Quer ouvir mais sobre as parábolas? clique aqui.

Twitter Oficial @bibotalk  

Twitter dos integrantes @BiboBTcast | @Mac_Mau | @stahlhoefer | @milhoranza

Curta nossa FanPage www.facebook.com/bibotalk

Assine o feed http://feeds.feedburner.com/bibocast

Arte da vitrine Junior Peres, conheça o trabalho dele aqui!

envie seu comentário em áudio para podcast@bibotalk.com

ARQUIVO ZIPADO, clique aqui!

Ouça no PLAYER abaixo ou clique em DOWNLOAD para baixar (clique com o botão direito do mouse e escolha a opção Salvar Destino Como, ou Salvar Link) Arquivo MP3!

Categorias: BTCast,Parábolas,Podcast

Tags: ,,,,,,,,,,,,,,,,,

  • Estamos de Volta.kkkkkBaixando e ouvindo e comprtilhando.

  • Essa aqui é pra quem é Assembleiano mesmo.kkk
    http://www.youtube.com/watch?v=Z1eS_iunylQ#t=0

  • Rafael Rabelo

    Só estou começando a ouvir mas já estou empolgado com a musica de background do início.

    Abraços,
    Deixa eu continuar ouvindo.

  • Carlos

    Spurgeon em um dos seus sermões disse: “Essa frase expressa o verdadeiro ponto de inflexão na história da vida do filho pródigo. Muitos assuntos o conduziram a esse ponto, e antes de chegar a ele, havia muito no filho pródigo que era muito esperançoso; porém esse foi o momento decisivo e se nunca houvera chegado a esse ponto, teria permanecido sendo um pródigo e nunca teria sido o filho pródigo restaurado, e sua vida teria sido uma advertência mais do que uma instrução para nós. ”E, levantando-se, foi para seu pai”.

  • Mikael Mota

    Baixado e ouvindo! Legal…

  • baixando mais um podcast aqui do Btcast.
    E gente, não deixa o Bibo cantar kkkkkkk
    Abraços !

  • ELAINE IEDA

    A Visão aí do tal autor do livro (que não tem tradução ainda e tal rsrsrs) Foi tbm o que encontrei estudando o texto, embora claro, como leiga… E aqui pro Rio de Janeiro, as pentecostais, pregam que “sair da IGREJA é ser filho pródigo” tipo, nada a ver, mano!

  • Célio de Castro

    Bão também! Baixando…1%…..100%.

  • Yane

    É muita interpretação diferente! Nunca tinha pensado na forma que vocês trouxeram nesse episódio. É pra ouvir de novo pra assimilar as novas interpretações.

  • ótima abordagem do assunto.Deixo um ótimo link da revista Ipródigo nº01 que estou lendo sobre o assunto,mas antes Tim Keller reflete em seu Livro “O Pai Pródigo”:Keller observou que, na parábola do Filho Pródigo, aquele que mais abriu mão de seus bens não foi o filho que saiu de casa, mas o pai.
    Olha o link ai http://reforma21.org/wp-content/uploads/2011/10/revista_web.pdf

  • Esse aqui é para o Bibo
    http://www.youtube.com/watch?v=LHUjXsSMPtQ
    kkkkkkkkkkk

  • Luciano Guimarães

    Eu virei um Amilenista ouvindo vcs rsrsrsr…, nem sei se cabe aqui, mas tem um podcast do irmão.com sobre Tribulação e salvação com o professor Darcy que num determinado dialogo sobre salvação eles falam um pouco sobre o filho pródigo que é bem interessante também, segue a transcrição do programa:

    O Senhor manda disciplina. E o camarada que tá sendo exercitado sob disciplina SABE, porque o Espírito Santo habita nele, que é disciplina do Senhor. Como é que ele se restaura? Confessando. “Olha Senhor, eu dei uma mancada aí”. Ele restaura. Mas não é a tua salvação que tá em jogo, é a tua comunhão. Lembra do filho pródigo?
    [GIULIANO]: Sim.
    [DARCI]: Da parábola da ovelha perdida? Da dracma perdida? Normalmente a gente ouve essas parábolas como se fossem pra salvação. Agora eu vou colocar algumas coisas pra você pensar. A ovelha perdida era ovelha ou era bode?
    [TODOS]: Ovelha!
    [DARCI]: Portanto da mesma qualidade das 99 do aprisco. O que tava interrompida?
    [TODOS]: A comunhão.
    [DARCI]: A dracma perdida… era dracma ou denário?
    [GIULIANO]: Dracma.
    [DARCI]: Da mesma das 9. O filho pródigo era filho… e só filho volta pra casa, porque o incrédulo não busca a Deus. Só o filho sabe voltar pra casa. E qual foi a atitude do filho pródigo? {“Pai, pequei contra os céus diante de ti, já não sou digno de ser chamado seu filho”} (Lucas 15:21). Isso é confissão de pecado. Ele voltou, ele foi disciplinado pra caramba, né?! Foi?
    [TODOS]: Não!
    [GIULIANO]: Foi disciplinado o irmão dele.
    [ADRIANA]: É… {risadas}
    [DARCI]: Nem o irmão dele foi disciplinado, foi censurado, mas não disciplinado.
    [ADRIANA]: É verdade…
    [PAULINHO]: {risadas}
    [DARCI]: A comunhão foi restabelecida. Embora ele tenha despendido {incompreensível}. Então, não foi a filiação que foi interrompida, foi a comunhão que foi interrompida. e continua.

  • Oi pessoal, mais um ótimo programa! 🙂

    Essa questão dos títulos é curiosa mesmo e leva muita gente a só focar em um dos filhos, enquanto que a própria parábola começa com a frase: “Um homem tinha DOIS filhos…”.

    Interessante a visão do Milhoranza sobre a distância/rompimento como morte, essa eu não tinha captado. 😉 Gostei pra caramba da citação do NT Wright também!

    Agora, vocês comentaram antes que a parábola era não apenas sobre o irmão mais novo, mas passaram quase o cast todo falando dele… 😀 [ eu sei, estou sendo aquele cara chato do: “vocês não falaram sobre X!” Mas é por isso que estou comentando! hehe ]

    Bibo, não vejo o irmão mais velho como “estando na igreja com a cabeça/coração no mundo”, mas acho que entendi o que você quis dizer. Colocando de outra forma o que você expôs, ele estava sendo um belo de um ‘legalista’. hehe 🙂 No livro “O Deus Pródigo”, do Tim Keller (já citado pelo Lourival), é apresentada uma relação da parábola com o evangelho. O argumento é que os dois filhos mostram duas maneiras de se ‘perder’ de Deus, sendo muito ruim (irmão mais novo) ou muito bom (irmão mais velho). Em ambos os casos, os irmãos estão tentando salvar a si mesmo, seja de forma hedonista/individualista ou legalista/moralista. A bronca é que ambos os caminhos levam à perdição, mas no caminho hedonista é mais fácil de percebermos o quão distantes estamos de Deus. Já no legalista… Ficamos até ofendidos se somos chamados à atenção ou se alguém nos diz que estamos distantes de Deus (sim, estou me incluindo no grupo dos irmãos mais velhos! hehe). A meritocracia nos faz esquecer do sacrifício na cruz e gera um certo tipo de superioridade e ressentimento, pois achamos que somos melhores do que os outros, esses pecadores! E aí, quando as coisas dão errado na vida, já viu o tamanho da bronca! E o ‘tragilindo’ da história é perceber que o pai sai à procura dos dois filhos (lindo), mas até onde sabemos, apenas um entra na casa (trágico).

    Enfim, isso é um pouco do que lembro do livro, que recomendo bastante a leitura. 🙂

    Continuem com o bom trabalho, grande abraço!

  • Fala, pessoal… excelente podcast, hein? Curti muito!

    Nos primórdios da minha caminhada cristã, ainda um garoto – é, faz tempo – fui apresentado ao texto de Lucas 15 na versão Almeida corrigida e fiel, onde o filho mais novo, ao retornar pra casa pede ao pai que o torne um de seus “jornaleiros”!
    Na época, pensei “será que essa tal de fazenda do pai dele é uma alegoria à Fernando Chinaglia ou à DINAP? Ele tá pedindo pro pai montar uma banca de jornais e revistas pra ele???”

    Felizmente, quando perguntei ao meu pastor, ele explicou que o tal “jornaleiro” se referia ao trabalhador que cumpria a jornada de um dia de trabalho…

    Abraços!

  • Alvaro Separovich

    awe garéula, gostei muito mesmo desse podcast, e achei q vcs deixaram como nunca uma ideia em aberto.
    ou pelo menos foi o q a minha mente mais viajou.

    queria só trazer um outro lado que achei interessante, dessa parabola, tambem como uma ilustração do que estava acontecendo na época.
    na situação em que o filho moço sai de casa como um rompimento de aliança, e como este paralelo tambem feito, de que esse livre arbitrio da uma abertura em paralelismo com genesis, se levarmos em conta esse pecado de adão(e muitos outros decendestes dele) como rompimento de relacionamento com o pai, tambem acontece na história.
    na parabola, quando ele volta para sua casa, o pai corre, mostrando tambem humilhação, fazendo algo similar a vinda de cristo.
    mas algo interessante, é que a igreja gentilica se semelha muito com o filho moço, e a judaica com o filho mais velho, onde por “inveja” se exclui da festa.
    seguindo essa ideia, a parabola representa uma aliança que cristo quer fazer, mas não desprezar nem os antigos(isrraelita, judeu… que estão mortos) nem os “novos”(igreja gentilica).

    :)) valew

  • Juliana

    Muito bom o podcast! Não ia rolar a música do Stênio Marcius no fim?

    • Mac

      Acabei mudando de ideia no fim, rsrs.

  • Fala galera do BTCast …

    Eu comecei a ouvir os casts recentemente e tô achando o máximo. Acho incrível o tanto de informação relevante que vocês conseguem passar, e sem perder o bom humor (graças a Deus).

    Esse cast foi muito edificante pra mim. Achei uma piada quando vocês falaram que nós poderíamos contribuir com alguma coisa que vocês não disseram hha rs … #impossible

    Mas enfim. Gostaria de dizer que sou mais um amilenista por causa do Btcast sobre o Milênio, e continuei o a hemorragia nasal ouvindo o sobre o Arrebatamento logo em seguida. haha rs…

    Divulgo vocês com frequência no na page do meu blog, se vocês puderem fazer aquele jabá (e se der um tempinho ler alguma coisa no blog) seria ótimo.

    http://metendoasola.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/metendoasola

    Louvo a Deus pelo trabalho de vocês levarem uma teologia com tanta qualidade para jovens (como eu).

    Paz seja convosco,
    que vos falte força e determinação para seguir.
    Até porque, a tribulação vem aí… haha rs

  • A Paz, Equipe BiboTalk!

    Na minha opinião, o Amor de Deus é independente da fé e é incondicional. A Salvação (retorno), entretanto, depende da fé e do arrependimento. Mesmo que não haja fé ou conversão, o Amor do Senhor existe e persiste.

  • Legal demais Amigos, estou sendo enriquecido. Mas cara na real, n

  • Obrigado por compartilhar aquilo que Deus tem ensinado a vocês para nós.

  • Matheus Cardoso

    Hola Galera, bem na verdad eu gostaria de saber mas que nada se o Amor de Deus e Incondicional, ja que a algun tempo atras li un post do Ariovaldo Ramos que me deixo loco, e gostaria de saber una a opinao de vcs.
    Bem Abrazo para todo e telogia e o nosso Esporte.

  • JORDAN ARLEY

    Fala galera,

    Achei o podcast muito interessante. Apesar de achar que “viajaram” muito nas possibilidades de coisas que “poderiam ser” com relação as circunstâncias da vida do filho pródigo. Digo não na questão cultural. Mas sim na questão da simples suposições

    Acho que vale a pena colocar no post o podcast 226 – Discipulado: Método ou Processo (do site irmãos.com) no qual discutem a questão do discipulado (se é método ou processo?)no Missão na Integra. Creio aborda bem essa questão também levantada por vocês no programa. Vivemos um tempo de cristianismo individualizado e que poucos são aqueles que investem tempo buscando, doutrinando, cuidando de vidas. Que isso sim responde ao “ide e fazei discípulos por todo mundo”, porque pra fazer novos discípulos temos que os “ensinar a guardar”. Mas pra ensinar a guardar temos que nos aproximar das pessoas, ensinar, cuidar, etc. Essas coisas no mundo moderno são raras.

    Abraço

  • Fala galera do BTCast, meu amigo indicou este podcast e estou aprendendo a gostar, é difícil, pois teologia não é o meu esporte, e as vezes me perco no conteúdo, isto mostra que preciso me dedicar mais neste sentido. Parabéns pelo trabalho.

    Sobre a parábola comentada, já escutaram ou interpretaram que ambos os filhos não estavam interessados no pai, e sim no que ele tinha ou podia dar? Se interessar, veja o bispo Zé Bruno neste comentário curto”http://www.youtube.com/watch?v=ENpOg_8AlZw&list=PL9tzCy1pcUbuGCPt51A6hCtq-QPqsiK-p

  • Alessandro Maia

    Meio atrasado pra ouvir, mas MUITOOOOOO BOM !!!!! kkkk
    Tenho feito anotações, agora parando bem mais para poder estudar cada capítulo, cada parábola.
    Parabéns a todos vocês pelo estudo e citações sobre as parábolas. 😀

  • Rafael Nobre

    Sensacional.