BTCast 036 – Teologia Online

 

Muito bem moçada olha o #BTCast na área trazendo mais conteúdo teológico pra vocês. Só que dessa vez, os btcasters Bibo, Mac e Alex recebem o Paulinho do Irmaos.com e o Vini do Voltemos ao Evangelho para falar sobre teologia online.

Nesse podcast conversamos sobre a validade do conteúdo teológico digital e se ele substitui o ensino na igreja. Os perigos e benefícios da blogosfera e uma dica importante para quem vive sendo do contra nos comentários!

Conheça o ministério dos nossos convidados
Paulinho Degaspari: irmaos.com

Vinícius Musselman Pimentel: voltemosaoevangelho.com

Siga-nos no twitter @bibotalk @Mac_Mau @stahlhoefer

Assine o feeds http://feeds.feedburner.com/bibocast

ARQUIVO ZIPADO, clique aqui! clique com o botão direito em clique aqui e salvar link como

Ouça no PLAYER acima ou clique em DOWNLOAD para baixar (clique com o botão direito do mouse e escolha a opção Salvar Destino Como, ou Salvar Link) Arquivo MP3!

Categorias: BTCast,Podcast

Tags: ,,,,,,,,,,

  • Eu tenho um certo interesse maior por esse podcast 36… porque será???

    • hehe, muito bom o seu testemunho Chico. Ficamos felizes em saber que influcenciamos positivamente nossos ouvintes.

      Abração!

  • Maciel Portugal

    third o

    Borá ouvir

  • Grande Bibo, faz tempo que não comento, mas sempre ouço! Muito bom este podcast, parabéns e todos ai.

    Não creio que o estado atual da igreja levou as pessoas para a internet, seja para gerar ou consumir conteúdo. A migração a internet independe disto. E até a análise do cenário evangélico atual não pode ser generalizada, pois ainda tem muita igreja indo muito bem e que seus membros não dependem da rede para aprender algo bom.

    A questão é que internet tem se tornado cada vez mais social e colaborativa, e isso atrai pessoas. E a tecnologia tem alcançado cada vez mais pessoas, e é um caminho sem volta o crescimento de pessoas acessando a rede. Hoje qualquer cantão da terra tem um pc e uma conexão. E este crescimento da rede vai trazer de tudo, inclusive conteúdo e consumo na área teológica, e isso é bom.

    Creio que o crescimento de blogs teológicos está totalmente ligado ao crescimento da rede e das pessoas com acesso a internet e com interesse no assunto, e não ao “estado atual da igreja”.

    Abração direto da Bolívia…

    • Bibotalk

      poxa Ricco, muito boa a tua colocação!

  • até essa semna ia falar que nunca nenhum participante do Irmãos.com ,participou de outro podcast ,em na mesma semana ,o Paulinho participa do No Barquinho e do Btcast ,agora o baixarei

  • Bruno Dutra

    Excelente Pod!

    Infelizmente retratou a minha realidade, mas por outro lado, sou muito agradecido por existirem blogs, podcasts e demais conteúdos online com uma boa teologia, no qual tenho aprendido muito.

  • Fábio Ferreira Neves

    Muito bom este podcast, realmente depois que descobri tanto o irmãos.com e o bibotalk.com mudaram muito a minha visão teológica, apesar de ter feito curso de teologia, mas me fez relembrar muita coisa que já tinha esquecido, e creio que ainda irá alcançar muitos irmãos que estão equivocados com o evangeliques que estão apresentando por ai,e Deus colocou vocês como esse instrumento para revolucionar por meio da internet.

  • Kico Brueckheimer

    Muito relevante este tema pessoal do BiboTalk. Me lembrei bastante do que eu e um amigo meu sempre falamos brincando: “A internet veio para resolver problemas que antes não existiam!” hehehe

    É claro que a gente sempre fala brincando, a internet tem feito uma baita diferença. Olha o exemplo dos BTCast’s, o Alex mesmo estando na Alemanha consegue se comunicar com vocês. Mas como muitas coisas, até mesmo coisas que Deus criou, a internet é usada indevidamente. Parece que as pessoas ficam mais corajosas para o social, e cada fez se perde mais o contato físico. Minha esposa trabalha em escolas públicas, ela conta que existem alunos que não se pessoalmente, mas na internet são os mais sociáveis. E essa divergência de uma vida real e uma vida virtual é bem percebida por exemplo, nas redes sociais. A gente vive nessa geração “BBB” de ser, em que o Brasil inteiro sabe que você tem alguma para resolver com alguém, menos a própria pessoa. O BTCast sobre o Milênio mostrou bastante isto também, a galera fica muito corajosa na internet, mas você vai conversar com o cara pessoalmente e não sai uma palavra da boca.

    E esse reflexo é inevitável na teologia e nas nossas igrejas. Se prefere consultar o “titio google” do que ir na fonte: a Bíblia. E assim nasce essas aberrações teológicas que a gente vê por ai. E eu achei genial a ideia de que os pastores fazerem seus blog’s. Mas ainda assim devemos filtrar bastante através das sagradas escrituras.

    Lembrando também que: “Tudo é permitido, mas nem tudo convém. Tudo é permitido, mas nem tudo edifica.”
    1 Coríntios 10:23

    É sempre bom ouvir vocês,

    Abração

    Kico

  • Olá mais uma vez pessoal,

    muito legal o tema.

    Uma coisa que me incomoda um pouco na “grande rede mundial” é a volatilidade das coisas. Como vocês disseram, há muita coisa muito boa nos blogs por aí, mas basta o tempo passar para que elas caiam no limbo. Não sei se vocês — BiboTalk e irmaos.com (Paulinho, se ler, responde aí) — e seus artigos e pods mais “queridos” sofrem da mesma coisa, ou não? (eu, com minha média de 30 a 40 acessos diários sofro bastante).

    Quanto à ideia de publicar os sermões, eu sou um que estou trabalhando para isto. No fim do mês passado fiz meu primeiro sermão da vida (sou seminarista) e tive o cuidado de gravá-lo (áudio e vídeo). Só não esperava que desse tanto trabalho editar o material. De qualquer forma, devo publicá-lo em breve (aproveito para agradecer o Thiago Ibrahim pelas dicas de softwares).

    Finalmente, aproveito para dar um feedback sobre a ideia de publicar o conteúdo (escrito) do sermão na web. Na preparação de minha mensagem (foi ministrada em 26/ago), me preocupei em escrever um artigo com muito mais informações se comparado a mensagem pregada no dia e publicá-lo no próprio dia da mensagem (agendei para entrar no ar no momento do sermão). Porém, apesar da divulgação in-loco no momento do culto, da publicação do endereço do site no boletim da igreja e do incentivo para que os irmãos não apenas lessem para se aprofundar no assunto, mas também para interagir (com perguntas ou simples comentários), o retorno foi praticamente nulo. Uma pena!

    Enfim, pretendo continuar, mesmo assim. Vamos ver o que Deus vai fazer com isso.

    No mais, grande abraço a todos!

    Thiago André Monteiro
    http://baudecronicas.wordpress.com (site pobre de acessos, mas limpinho)

    • Thiago,

      Continue com essa prática. Em algum momento os seus sermões, sem dúvida, edificarão alguém em algum momento, sobretudo se este for um momento crítico.
      É difícil moldar positivamente toda uma cultura, mas o primeiro passo precisa ser dado 🙂
      Estamos juntos nessa empreitada.

      Abração.

  • Ah! E a moça que ficou receosa em usar o conteúdo de vocês deve ter se resguardado contra o “@Bibotalk – Todos os direitos reservados” que aparece no rodapé da página.

  • Bryan

    Minha margem estatística é muito pequena de consumidores de teologia e “teologias” via web. Por exemplo conheço somente o meu irmão e outros dois colegas meus e somente um deles que apostatou da fé pois não admite expressões como templo, altar, dizimo, etc… se apegando a um sectarismo em que se vc não falar o nome de Cristo como sendo Yaohushua está na perdição, pois Jesus é a junção de nomes de deuses do paganismo romano. Em poucas conversas que tenho com ele vejo que é menos Bíblia e mais conspiração e criar a própria justiça em vez de Cristo. Se fosse olhar para isso deveria lastimar, mas os outros dois nos quais eu interajo mais estão vivendo uma fé até que salutar. No caso estamos vivendo problemas sérios do neopentecostalismo nas duas igrejas que nos três congregamos. Tudo deve ser questão de paciência. Gostei da ideia de que a centralidade e avaliação das coisas consumidas na web deva ser a Bíblia em reflexões sérias da mesma. Não concorda examine seriamente. E para mim discussões via web são as mais honestas(para pessoas honestas é claro), pois se nada for apagado está registrado em caso de entrar em contradições ou de perguntas que já foram respondidas.

    No mais é só. Aberto a discussões.

  • João Lucas dos Santos

    Enquanto ouvia esse BTCast estava lembrando de algumas pregações que foram disponibilizadas na internet e que impactaram muitas pessoas.
    Quem não se lembra, por exemplo, da “pregação chocante” do Paul Washer?

    att,

  • Irmãos.com participando!? E eu ainda não ouvi!? Peraí… vou baixar agora!
    Um abraço a todos!

  • renata dos santos

    olá!!!sou nova por aqui.então não sei se vai “pegar”bem o que vou comentar.Primeiro,eu ouço o diante do trono e o BTcast e não vejo problema nisso.há?! não entendi o comentário.me expliquem,por favor. Segundo,eu faço parte de uma denominação que não possui escola dominical nem culto de doutrina, eu busco mesmo na internet “foi assim que conheci o voltemos ao evangelho,imãos.com”, em livros…enfim edificar a razão da minha fé.Agora,eu sinceramente sei da importancia do “estudo” da biblia pela igreja,mas eu penso que se cada crente em jesus buscasse seu crescimento em conhecimento e na graça de Deus,teríamos uma igreja virtuosa e não “inchada”em conhecimento vão.

    • Bibotalk

      Olá Renata, sou o Bibo, o que falou a frase. Tentando explicar de forma simples, digo o seguinte: Geralmente quem gosta de teologia e do estudo sério da Palavra, não curte o Diante do Trono, (eu disse geralmente) que até possui boas letras, principalmente nos primeiros CDs e volta e meia acerta nos novos. Mas a grosso modo, é um ministério com esquisitices e com práticas que mais beiram religiões tântricas e seus mantras do que o cristianismo. Enfim, todo esse “culto” em torno dos Valadões e por aí vai… por isso fiz a brincadeira…

      e em relação ao segundo ponto, como é a base teológica da sua igreja, sem EBD e sem culto de doutrina? Cada um estuda por sí?

  • Bryan

    Olá galera.

    O Bibo e suas piadinhas. Se ainda gostasse do Kenneth Hagin iria ficar grilado tb(mas neste caso o comentáio maldoso foi do Mac, vou conferir antes de julgar). O comentário da Renata dos Santos é um comentário que o evangelicalismo herda desde a era pietista. O pastor deve sim instruir em toda e qualquer doutrina e devoção cristã. A minha igreja não tem EBD e ficar procurando ensino na net por si só dá muito trabalho como mostrado no testemunho do Mac, e em ultima analise chega até mesmo a ser egoísta achar louvável não ter nenhuma forma de ensino na igreja e sobrecarregar e sugar toda força de uma ovelha que trabalha durante a semana e as vezes estuda e faz outra especialização, enfim, e algo que o pastor deveria estar cuidando(observação: Vc não afirmou isso Renata, mas de fato isso acontece em igrejas NeoPentecostais em que não tem EBD) . A igreja bíblica é a igreja de uns aos outros, em comunhão, ensino e amor, mediante o poder e a Graça de nosso Senhor Jesus Cristo.

    No mais descupa se o comentário foi agudo.

    A paz.

  • renata dos santos

    BIBO,ENTENDI SEU PONTO DE VISTA.OBRIDADA PELA DISPOSIÇÃO DE RESPONDER.OLHA SÓ, EU FUI ALCANÇADA E CONGREGO HÁ 5 ANOS NA IIGD,IG.INTERNACIONAL DA GRAÇA DE DEUS DE FORTALEZA.NÃO HÁ EBD E NEM CULTO DE DOUTRINA.EM MINHA IG.HÁ CULTOS VOLTADOS P/”TEMAS TEMÁTICOS”(FAMÍLIA,CURA….)NÃO PROPRIAMENTE DE ENSINO.E AINDA ASSIM EU NÃO SOU “ALIENADA”,COM RELAÇÃO A MINHA FÉ.EU QUIS DIZER QUE ISSO NÃO É DESCULPA.VC INDIVIDUALMENTE PODE IR EM BUSCA DE CONHECIMENTO.VC PODE IR ALÉM DA MEDIOCRIDADE DE PENSAR EM DEUS COMO SEU SERVO “DETERMINISMO”,ENFIM…..É ISSO.NÃO QUIS SUCITAR DISCORDIA,QUIS RESSALTAR QUE AINDA QUE NÃO TENHA ESTES INSTRUMENTOS DE ENSINO DA BIBLÍA,QUE EU SEI,SÃO NECESSARIOS,AINDA ASSIM VC PODE CRESCER NA GRAÇA E NO CONHECIMENTO.

  • Bryan

    Renata Santos

    Esse é o nosso ponto de discordância, a igreja não pode ser em acepção alguma referência de mediocridade, por isso essa erudição pessoal deveria ser ocultada em detrimento com a coletiva. Mas concordo e sou uma prova viva como vc de que pela graça de Deus ocorrem exceções a regra.

  • renata dos santos

    Bryan,fiquei fascinada com seu vocabulário.Voce pode traduzir de maneira coloquial para que eu possa entender.hehehehe.Brincadeira…entendi…Concordo com voce.Disse tudo.ponto final.

  • Bibo, Mac e porque não Alex (mesmo longe),

    nesses últimos três ou quatro meses, por excesso de atividades acabei passando um tempo sem ouvir podcasts, e, portanto sem comentá-los, mas vou botar em dia, nessa correria ainda não consegui ouvir nenhum episódio da polêmica série Plenitude dos Tempos (Sendo certo que como esse assunto me interessa terei ainda muito o que discutir com o Mac), hoje consegui ouvir o pod Teologiaonline, muito bom, devo falar que sites e podcasts como bibotalk, irmãos.com, no Barquinho, voltemos ao evangelho, CACP, Baseado na Palavra, etc… me ajudaram e me ajudam cada dia mais a refletir e buscar um relacionamento mais calcado na Palavra de Deus, acho que a internet pode auxiliar muito a vida espiritual de cada um de nós, contudo sem deixarmos de participar da Igreja Local e termos uma vida social seja com nossos familiares ou com nossos irmãos em Cristo. Mas como disse o Paulinho (no comentário sobre a pessoa que trabalha na casa dele) a maioria do povo não quer se apronfundar muito e acabam crendo em muitos mitos e no que é imposto pelo seus despreparados líderes. Sou membro de uma Assembléia de Deus, mas pela graça de Deus minha liderança da ADJabaquara leva muito a sério a EAD, as pregações do culto de doutrina e o ensino cristão, mas sei que é uma exceção, principalmente em se tratando de AD. Mas observo que são muito poucos que realmente se interessa por um aprofundamento na Palavra de Deus, a maioria quer tudo mastigado e buscam “revelação” através de pseudo profetas em vez de buscar a revelação através da Palavra e de um relacionamento pessoal com Deus, aí então que é o problema quando usam a internet vão atrás de sites de ministérios de louvor, ou ficar fofocando em redes sociais em vez de aproveitarem o conteúdo sadio ou temas relevantes para seu crescimento espiritual, não se dão conta que podem buscar sabedoria, inclusive na internet, usam como passatempo. Mas enfim, que essa moçada da geração X, Y ou Z sei lá, acho que beirando os 39 anos já tó velho para enteder isso, possa buscar discernimento, conhecimento e sabedoria, oremos por isso!!!

  • E aí pessoal

    Quase 1 mês depois, escutei o podcast e resolvi deixar meu comentário pra elogiar o esforço da blogsfera.

    Vocês relataram uma situação já antiga e hoje finalmente superada, que foi a questão de congregar em um local (no qual me converti) com resistência ao ensino puramente bíblico e com desvios doutrinários sérios. Eu tentei falar com o pastor, mas minhas idéias não foram muito bem recebidas e chegou ao ponto que estudar sozinho estava valendo mais a pena do que congregar lá. Tempos depois, Deus trouxe o refrigério quando minha esposa e eu conseguimos mudar de congregação. A propósito, eu também tive a minha fase “Lutero” nesta igreja em que congregava rsrs.

    Relatei tudo isso pra dizer que o esclarecimento bíblico que tive partiu tanto da internet como de amigos chegados e preocupados com minha saúde espiritual. Ao meu ver, esse conteúdo veio mais pra agregar do que desagregar no meu caso, ainda que seja difícil separar o joio do trigo, como também foi comentado. Lembro-me de garimpar em blogs cessacionistas tentando achar informação sobre os dons do Espírito rsrs.

    Em resumo, quero registrar aqui o meu elogio à coragem de vocês. Isso mesmo: coragem! Coragem pra dizer “não” para alguns compromissos e “vícios” pessoais, a alguns momentos de lazer, a ter de negligenciar algumas obrigações familiares, maritais e coragem para expor a opinião na internet, mesmo sendo alvo de comentários nada coerentes muitas vezes.

    Um abraço

  • Luciano Coelho Alved

    Excelente, excelente esta “pod Storm”, curto demais, e agora que descobre o mundo dos podcast não deixe de ouvir um dia sequer.
    Parabens pelo trabalho de vc, ministério ou seja lá como quer chamar.

    Abraço e vamos que vamos pro next next finish.

    • Bibotalk

      mano, é nosso esporte hehe

  • Éverton Wilian dos Reis

    Pessoal do BTcast, eu sou seminarista da Igreja Presbiteriana de Araraquara, temos ali líderes mt sérios, pastores que pregam com profundidade e sabedoria. Mesmo assim tb tive experiências mt boas pela internet, através de blogs, sites, ebooks etc. que estão contribuindo muito para minha formação espiritual. Por isso, tb estou começando a procurar um espaço na internet pra divulgação de materiais produzidos pelo meu ministério (o Ministério Raízes), por meio da criação de um site que ainda está em desenvolvimento. Gostaria de parabenizar vossa “prática desportiva” tão frutífera, especialmente do VE e dos Irmãos, e espero que Deus continue a usá-los na vida de Sua Igreja! Deus abençoe e conte conosco!

  • Arno Henrique

    bom dia!!!

    então… não sei o que está acontecendo… os downloads não estão sendo concluídos.
    Quando eu baixo um btcast ele fica incompleto; e isso acontece na maioria dos casos…

  • Allydia Silva

    Mais um Btcast ouvido com muito proveito. Sempre fui dessas de estudar pela internet, blogs da vida, e na verdade sempre estudei com medo kkk sem saber muito se deveria acreditar. Sempre que chegava na igreja ia direto no meu professor de estudo bíblico pra conferir se tinha aprendido uma verdade ou não, porém infelizmente certa vez sem muito entendimento quase desacredito na trindade. Não tinha muito conhecimento e em um vídeo na vida vi um cara falando que o espirito santo era Jesus mesmo e a sorte é que não ouvi até o final kk mas mesmo assim levei aquilo adiante mesmo com muitas dúvidas, ai certo dia comentei isso em um grupo no whatsApp e uma moça muito atenciosa veio me explicar no privado que eu não deveria me deixar enganar por todo tipo de coisa que se houve e etc.
    Em geral mesmo com pessoas passando coisas erradas na internet muitoooooo do que eu sei foi pelas redes, debatendo com amigos me ajudou muito também a dividir conhecimentos kk infelizmente não foram conversas sadias, mas foram formas de me fazer ir mais fundo no que eu realmente acreditava, hoje em dia já mudei muito meu pensamento em algumas coisas. Antes de descobrir o Bibo Talk ouvia o Pr. Paulo Júnior , ele me fazia pensar muito no meu cristianismo , até hoje faz. Hoje em dia só me confio em poucos sites e estudo mais por vcs mesmo kkkk peguei confiança, e é bem do jeito que eu gostaria de estudar, vendo pontos de vista etc. Vou começar a visitar esses blogs desses irmãos ai tbm heheh ♥ 😀