• Vo comentar aki só pra expressar o quanto eu estava ansioso por esse podCast.

    To baixando!!!

    • Bibotalk

      Valeu mano1

  • Luciene Pimentel

    Baixando…

  • me falaram que era segundo,olha só seu bibo e mac vão se ver com… kkk 🙂

    • Bibotalk

      mas fala sério, como é bom entrar segunda pela manhã bem cedo e já encontrar o podcast postado! hehehe

  • baixando bibo, abração, paz!

  • Quando dá nós adiantamos o BTCast, rsrs.

  • Nícolas Pfeifer

    Bibo te vi no congresso e gostei do que tu falou.
    Cheguei aqui e encontrei meterial de ALTÍSSIMA qualidade, ótimo de se aprender, tirar dúvidas e tudo mais.
    Gostei muito dessa série “Tábuas da Lei”, aumenta muito o meu entendimento dos mandamentos 🙂
    Valeu irmão, continua assim com Deus pq vcs que fazem esses podcasts são muito especiais
    Aquele abraço 🙂

    • Bibotalk

      Valeu Nícolas!

  • Ana Carolina

    Muito boom o Podcast!

    • Bibotalk

      são seus ouvidos hehe

  • Junior (JJ)

    To baixando…

    • Bibotalk

      agora v se ouve né hahaha

  • “Demaria”

    Valeu, Bibo, Mac e Alex.
    Muito bom este podcast (assim como todos os outros diga-se de passagem)…
    Ficou bem explicado este mandamento. E minha opinião quanto a baixar musicas, filmes e outros é a seguinte.
    A partir do momento que estou causando prejuízo ao autor, ou escritor, ou produtores e tal, acredito que seja um problema. Principalmente pessoas que necessitam de atingir metas ou um determinado rendimento para publicar um novo trabalho ou fazer um novo filme e série. Será que não estou “roubando” isto dele?
    Bem é isto… vou parar por aqui pois estou ocupado ocupado fotocopiando um livro muito bom chamado “Rascunhos da alma” de um tal de Rodrigo “não sei o que lá” de Aquino… kkkkkhehe, tô brincando não vai me processar. rss.

    • Bibotalk

      Vigia heim…olha o processo hehe

  • sobre o assunto de abaixar musica de deixar como fundo,tem gente que faz isso e põe em podcast . Você pensou q sou eu?imagine… Sim

    • Bibotalk

      até 30 segundos podemos usar uma música sem preocupação…mas só 30 segundo é complicado hehe

  • Cara … complicadíssimo isso.
    E quanto aos filmes, músicas, livros, será que seus autores têm o direito de cobrar preços abusivos sobre o que produziram?…Eles tbm não estão violando mandamento?

    Daí nesse caso eu posso baixar
    por que na bíblia tem aquele versículo:

    “Ladrão que rouba de ladrão tem setenta vezes sete anos de perdão.” =x !!

    • Bibotalk

      É verdade Jonathan, será que as gravadoras e demais empresas também não nos roubam? enfim, isso é complicado pq eu não posso justificar meu erro com outro erro…mas é punk…eu mesmo, como cinéfilo, tenho “sofrido” com isso…

  • Israel Freitas Pereira

    Caraca manolo, muito bom teu blog, tava ficando com saudades de teologia inteligente, continua assim. Esse BTCast traz sinceras reflexões a cerca daquilo que muitas vezes não queremos refletir.

    Até pouco tempo atrás eu trabalhava com um software de engenharia caríssimo, sobre o qual a empresa (do meu patrão e nada exemplar cristão) não possuía licença, mas lucrava muito com seu uso, o que me fez muitas vezes pensar se um dia eu poderia sair no noticiário entrando na caminhonete da polícia federal, naquelas cenas em que você tem orgulho da PF, quase como do FBI hollywoodiano… Quando eu ouvia meus colegas não cristãos comentarem a respeito, eu dizia: sacomé, agora temos cristãos praticantes e os não praticantes, ao melhor estilo católico.

    Mas ei Bibo, me conta uma coisa, tu usou os programas de computador originais pra escrever o teu livro? Windows, Office, ou seja lá o que for? Se não vou digitalizar o teu livro embasado no livro de Heresias 5:16, “Ladrão que rouba ladrão tem setenta vezes sete anos de perdão” como já havia citado o Jonathan Bruno.. hehehe

    Agora vou jogar um Angry Birds, que, não sei porque, me deu vontade ao ouvir este BTCast, abraços…

    • Bibotalk

      cara, meu livro foi todo certinho, até pq notebook já vem licenciado e tals… masssss como o Alex disse, esse é o mandamento contra o qual a natureza humana mais se retorce e esperneia… entender esse mandamento é compreender a graça de Deus…

  • Emerson Feltrin

    Puts mano ouvir esse BTCast deu até um frio no coccix…
    Amigos é complicado mesmo esse 8º Mandamento nessa era da internet então onde tudo é facilmente compartilhado é embassado!!!
    Agora imagina eu q moro fora do pais e não tenho tanto acesso a produtos como ai no Brasil e podemos obter na internet e de graça??? Um exemplo é que quase nao temos cds de musica com conteudo cristão por aqui, só de musica gospel… ai não dá ne??? Series, Filmes só em japones e vcs ja tentaram ler kanji (caracter japones)?? nem eu mano..kkkk
    Os programas de tv do Brasil, futebol.. e eu como um bom são paulino (eleito viu!!) só consigo assistir jogos através dos links de sites de tv online…
    Series, filmes, musicas, programas de pc em portugues ORIGINAIS são escassos por aqui, em alguns lugares vc até encontra barato mas são dvds e cds genericos…rsss
    Com certeza vai dar muito pano para manga essa discussão de pirataria na internet..
    Bom isso ta virando uma bola de neve e Oxalá liberem download gratuito para o alivio da consciencia de muitos (inclusive eu kkkkk)
    abraço

    • Bibotalk

      Olha aí rapa…como viver sem a pirataria no Japão? difícil isso heim mano
      poizeh, se liberarem, terei também um pecado a menos na lista de confissões hehe
      Abraço mano e namaste!

  • JUNIOR (JJ)

    Show de bola BIBO, curti o assunto mesmo, na verdade esse mandamento é bem amplo, quem sabe desde a frutinha que experimentamos sem “ninguem ver na frutaria” até os piores furtos, acredito que o importante é que para ficarmos proximo a uma vida sem “furtinhos ou furtões”, o segrendo seja o AMOR AO PROXIMO, sempre que pensarmos que nossas atitudes não devem prejudicar o proximo, evitaremos esse tipo de “habito”. Mesmo qndo tratarmos de ilegaligades como Downloads, temos que pensar na pessoa fisica que poderemos estar lesando, e não na Juridica que acaba nos prejuficando com as vendas em valores absurdos.

    CURTI A MUSIQUINHA DO GALO !!!!! (vcs pagarão direitos autorais pela musica??) haaaaaa

    Abs.

    Junior.

    • Bibotalk

      Valeu JJ…
      é verdade cara, roubamos sem saber as vezes…quem nunca comeu uma frutinha no BIG?
      abraço mano e valeu pela audiência!

  • Jaiciani E.X.S

    Aprendi que “morcega” de vez em quando no servico eh roubar. Nesse dia desliguei o radio 107.5 e tratei detrabalhar…rsrsrs… Chegando em casa comentei sobre isso com meu esposo mas agora vi que ele tbm era ‘infrator’ da lei, pois ele nao resisti a uma eva…ops… UVA na verdureira. Mas podem deixar q se eu aprendi ele tbm vai aprender. MAS FALANDO SERIO, isso eh bom saber. PAZ DO SENHOR.

    • Bibotalk

      de vez em quando pode mana hehehe

  • Tobias

    Muito bom esse podcast Bibo!
    Esse negócio de direitos autorais de música é complicado mesmo, é o chamado ECAD quem cobra isso, somente parte do recolhido chega para os autores, a maior parte fica para as associações de musicos e para o proprio ECAD. Se fosse fazer tudo dentro da lei, todos os congressos e retiros espirituais de carnaval teriam que pagar ECAD, independente da vontade/autorizacao dos autores ou não. E o valor nao seria barato.

    E quanto a cd/dvd/blue-ray eu ainda sou um dos poucos frequentadores da Center Som do Cidade das Flores heheh. Quando a banda é boa e a música também eu compro o dvd e guardo na caixinha!

    Mas luto constantemente com essas tentacoes citadas no pod… e a luta continua sempre…

    Abraco! Continuem bombando ae!

    • Bibotalk

      é verdade Tobias, esse negócio do ECAD é punk mesmo, viu que eles perderam até um processo recentemente…

      como eu disse no final do final do podcast, eu compro tbm DVDs e BluRays, tenho uma coleção considerável, mas confesso que PiratBay está na minha aba de favoritos!

  • Continua com a série,Bibo * cia.
    Escrevi um texto no meu blog sobre as consequências econômicas de se violar os dez mandamentos, me diz o que vcs acharam.
    http://oburricodebalaao.blogspot.com.br/2012/01/como-o-pecado-empobrece.html
    Abraço, graça e paz.

  • Muito bom o podcast de vocês. Acabei de descobrir, depois que vocês participaram do Irmãos.com, e já tomei uma “overdose” de 5 “episodios”.

    Eu acabei de ouvir esse, onde foi abordado o tema “pirataria”. Acho que foi bem lococada as questões juridas, mas faltou a questão biblica, que ao nosso ponto de vista, está acima da lei dos homens, não é mesmo?

    Quando um cristão me questiona sobre esse assunto, eu costumo indicar Jeremias 22:13:

    “Ai daquele que constrói
    o seu palácio por meios corruptos,
    seus aposentos, pela injustiça,
    fazendo os seus compatriotas
    trabalharem por nada,
    sem pagar-lhes o devido salário.”

    A questão que devemos fazer é muito simples: Eu estou pagando, o devido salário, pelo trabalho da pessoa que produziu esse matérial? Se a resposta for não, esse versiculo é para você.

    Outra questão que foi colocada, foi que baixar série na internet é o mesmo que gravar do canal que você assina, mas eu sou obrigado a descordar. Quando você assiste, ou grava, da TV, você está pagando a emissora com a sua audiência, e com essa audiência, ele consegue quantificar os seus produtos (anuncios). Quando você baixa na internet, você não oferece essa audiência.

    • Alex

      Renato!!

      Show de bola ter enfrentado uma maratona de 5 episódios, e muito obrigado pelo comentário com conteúdo!
      Concordo contigo quanto ao critério do versículo de Jeremias.
      Porém, quanto a questão de baixar conteúdo ou mesmo gravar um episódio de algo transmitido pela televisão, compreendo o argumento que tu expôs e reconheço que ele tem a sua razão, principalmente do ponto de vista econômico. Mas, há outras questões em jogo, principalmente quanto ao fluxo de informações e a liberdade de acesso a informação. os grandes conglomerados de mídia fizeram fortuna enlatando programação que não tem conteúdo próprio, são no máximo formatos próprios. Agora querem nos dizer que nós não temos a liberdade de fazer o mesmo que eles fazem. Uma coisa é não dar o credito a eles, ou fazer com que eles tenham prejuízo, outra bem diferente é possibilitar acesso livre a informação.

  • Maciel Portugal

    O versiculo “Digno é o trabalhador do seu salário” (Lucas 10.7) não ser aplicaria no caso da pirataria?

  • Laís

    Nossa, como aprendi como esse podcast. Muito interessante perceber essas nuances dos mandamentos bíblicos. Seria muito difícil eu, por mim mesma, perceber como “matar” trabalho é uma forma de roubo. Sou bolsista de mestrado e, como nem sempre tenho aula, fico dias sem produzir nadinha da pesquisa e sou paga pelo governo para dedicação exclusiva. E quanta coisa eu poderia estar fazendo nesse tempo ocioso, que poderia até mesmo me beneficiar? Muitas coisas para refletir agora!

    Ganharam mais uma ouvinte! Deus abençoe você!

    • Bibotalk

      Legal Laís, ser confrontado com a palavra sempre nos coloca num desafio. Sucesso na nova empreitada!
      Volte sempre!

  • Rodrigo da Luz

    E aí gurizada!
    Paz de Cristo!

    Manos, esse mandamento é muito difícil!
    Manos, esse mandamento é muito difícil!
    Quero deixar aqui mais um exemplo de roubo.
    Ex.: No transito, ultrapasso o sinal vermelho, excedo o limite de velocidade e etc. Descobri que eu era um ladrão quando estava indo para o trabalho pensando em o que fazer para mudar o “mundo”, mudar a igreja instituição e ultrapassei o sinal vermelho! Deus falou comigo assim: Você quer mudar as pessoas roubando no transito?
    Deixo essa frase: Queremos mudar a sociedade e nos esquecemos de que somos parte da sociedade. A maior mudança que podemos fazer é mudar o EU.

  • Sem palavras. Segue a Maratona. Grande Abraço.

  • Victor

    Poxa, muito interessante! Me fez refletir sobre muitas práticas minhas e agir de acordo com o que diz a bíblia. Talvez seja um assunto bem desprezado. Principalmente, aquela parte de sofrer a injustiça (em partes) e pela ânsia atual de todos quererem seus direitos e processarem qualquer um, querendo gahar dinheiro.