BTCast 019 – Encontrando Deus no Cinema

 
Muito bem moçada, a disposição de vocês o último #BTCast do ano de 2011. Bibo e Mac conversam com a autora Juliana Schead, que lançou recentemente o livro Encontrando Deus no Cinema.
Nesse podcast saiba como ver filmes com outros olhos, descubra de que maneira Deus usa Hollywood e se aventure conosco na análise de alguns filmes.
Ouça no PLAYER acima ou clique em DOWNLOAD (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Destino Como) para baixar o arquivo MP3!




O BTCAST VOLTA DIA 23/01/2012 COM UMA SÉRIE DE PODCAST`S SOBRE CALVINISMO E ARMINIANISMO. SERÁ ÉPICO!
——————
Críticas, elogios e qualquer outra coisa relevante, use os comentários! Vamos fazer dele um local para trocar ideias.
Siga Bibo e Mac no twitter @bibotalk e @Mac_Mau
—-
Agradecimento especial ao Luiz Fernando Pimentel que fez o banner desse podcast. O brother  trabalha com designer gráfico, web designer, confira o trabalho dele no  site:www.lpimentell.com
podcast cristão / teologia sem rodeios

Categorias: BTCast,Podcast

Tags: ,,,,,,

  • Cleberson

    posso não ser o primeiro a baixar mas baixei first…

    Cleberson Rodrigues, 29
    Desenhista técnico
    Uberlândia MG

  • Franciele Santos

    Como assim Cleberson rs…olha so onde te achei rs…No blog alheio rs…acho que somos dois viciados em podcast rs…Bora ouvir !! Abraços Bibo e Mac ! Depois volto pra comentar sobre o BTCast…

  • Tobias Schroeder

    Fala Bibo, resolvi atender o seu pedido e comentar!
    Ouvi os últimos 3 pods nessa semana e curti todos demais. Acredito muito que os filmes tem o poder de edificação, assim como podem ter o efeito contrário também.
    Curto demais cinema e me criticam sobre minha prática de ir ao cinema sozinho! hehe
    Gosto dos filmes que retratam as coisas simples da vida, sejam histórias reais ou não. Deixo minhas sugestões de filmes velhos, mas bons: Peixe Grande, O Fabuloso Destino de Amelie Poulain, Espanglês. Este último vai de encontro ao BTCast17, todos gostariam que o Adam Sandler terminasse o filme com a empregada Paz Vega, mas ele fica mesmo com a esposa!
    Parabéns pelo trabalho galera. Abençoado descanso pra vocês!

  • Sapão – André Luís Oliveira

    Bem legal o podcast…legal tratar de temas do dia-a-dia

    A @betxinha adora a série "De volta pro Futuro" por exemplo…e também acho que o autor foi bem criativo na trama.

    Quanto aos filmes Up e Click, realmente são excelentes e transmitem mensagens bastante de acordo com a Bíblia. O filme Up, inclusive, foi tema de pregação do Marcos botelho (http://ultimato.com.br/sites/marcosbotelho/2010/08/06/up-deixando-para-tras-o-fardo-pesado/)

    Ah, para quem não sabe o Mac é fã da Mandy Moore, atriz de "um amor pra recordar" ehehehe

    • MAC

      Sapão fanfarrão, não projete suas preferências nos outros ;P

    • Muito interessante o conteúdo abordado!

  • Jonas

    É a primeira vez que comento por aqui, emtão parabéns pelo podcast de excelente conteúdo…

    Sobre esse episódio gostaria de indicar o livro "A Fábrica de Sonhos da Pixar" do "Robert Velarde" publicado pela editora "Universo dos Livros".

    Acho que tem muito a ver com assunto desse pod pois descreve não só o UP mas todos os filmes da pixar para um ensinamento cristão.

  • Barbara Góes

    Olá, rapazes. Ouvi esse episódio e gostei bastante. Também sou uma glutã da arte cinematográfica e ainda me entristece saber que algumas igrejas privam seus fiéis de terem acesso a esse tipo de arte.

    Parabéns pelo pod e vou fazer maratona dos anteriores.

    Beijos da deusa Artemis do Podcast Themyscira. =)

  • Luciana

    Comecei a ouvir seus pods semana passada, com um certo preconceito com esse nome, mas ME SURPREENDI!
    Amei teu pod, já to viciada!
    Entrei aqui pra baixar mais e em breve colocar fogo nessas discussões aqui!
    Abração pra vc e pro MAC! o/

  • MAC

    Valeu Luciana 🙂

    É isso, quebrando barreiras, hehe.

    Obrigado pela audiência e continue conosco mana.

    Abraço.

  • manojefer – Jeferson

    Muito bom galera os BTCasts estão d mais, muito edificantes e engraçados, hehehehe. Já ouvi todos até agora e não paro de indicar para os meus amigos. Não parem de publicar (nas férias pode hehe).
    Abraços!
    manojefer

  • Kico Brueckheimer

    Uma abordagem muito sábia e relevante!
    Eu amo assistir filmes e seriados, e procuro sempre assistir de maneira crítica e filtrando aquilo que posso retirar de bom. Já usei muitas cenas de filmes para pregar do evangelho.
    Mas um grande que há é de não filtrarmos, e acabarmos nos acostumando com idéias e estilos de vida que não condizem com o evangelho.
    Ainda assim sou a favor de que o crente não pode se alienar do mundo e ser cético a questão do cinema. O crente precisa ser cult também. kkk
    Abração

    • Bibotalk

      Valeu Kiko…

      é isso mesmo, tentar consumir com sabedoria… eu tenho sempre que me policiar hehe

      • Amei este episódio. Sempre tive esta particularidade de linkar coisa em filmes com a palavra de Deus. Segue a maratona. Grande abraço.

  • Victor

    Poxa, apesar de ser um podcast antigo, poderiam revisitá-lo e fazer mais episódios sobre filmes que tenham uma mensagem cristã a passar. Gostei do papo do Bibo no início sobre a proibição de ver filmes. Não digo isso por ter vivido essa situação, mas por ser um ex-cinéfilo. Isso mesmo, gosto muito de diversos filmes europeus e acho alguns filmes antigos sensacionais. Além de ter vários livros sobre cinema! Mas relacionei com o papo do Bibo porque minha experiência foi diferente. Eu era viciado em cinema. Então deixava Deus de lado e vivia assistindo filme atrás de filme mas nunca sobrava tempo para ler a bíblia ou orar. Então Deus teve que tirar esse “ídolo” de mim. Cheguei a passar quase um ano praticamente sem ver tv, mas não por obrigação, e sim, porque não sentia vontade mesmo! Era uma época em que Deus estava tratando comigo. Hoje, estou mais equilibrado. Tenho o tempinho de cinema e filmes, mas sobra tempo para estudar a Palavra e orar. Posso passar sem ver determinado lançamento de filme no cinema e ver depois (coisa impossível antes). Mas considero isso pessoal. O cinema não estava me edificando na época, então era considerado pecado, para mim. Era uma fraqueza pessoal que foi tratada por Deus. Mesmo assim, não generalizo a minha situação pra todo mundo, como se isso fosse pecado para todos. Muito pertinente essa explanação do Bibo, por isso! E gostei do filme do Mac. “Up” é um dos meus favoritos. Choro só de pensar na cena do casal, no início. Esperava outro podcast sobre o assunto, mas nem sei se está nos planos, devido a ter passado tanto tempo. No mais, meus parabéns!

    • Victor

      PS: até o meu gravatar que tá valendo é relacionado a filme e nem me lembrava. Woody fazendo as vezes de Jack Nicholson em “O Iluminado”.