A interpretação do Antigo Testamento e a validade da Lei para os cristãos

Para entendermos melhor o Antigo Testamento temos que ter em mente que os hebreus eram um povo que não conhecia nenhum tipo de abstração. Isso quer dizer que as realidades espirituais e do relacionamento com Deus eram descritas sob uma forma concreta. Vamos exemplificar este conceito com dois textos de Levítico que nos ajudarão a compreender também porque a Lei do Antigo Testamento ainda está válida mesmo para os cristãos.

Cristão pode fazer tatuagem?

À forma do mandamento como uma concretização de uma realidade espiritual não deve engessar a vida, isto é, a forma é apenas um exemplo de uma realidade que ultrapassa a própria forma. Peguemos o exemplo de Levítico 19 : 28 sobre tatuagens de parentes mortos. Se ficarmos apenas na forma do texto nós vamos concluir que a Bíblia nos proíbe de fazer tatuagem ou mesmo de fazer marcas em nosso corpo. Mas acontece que este é o aspecto concreto da realidade espiritual.

Por isso, temos que ir além da forma. Ou seja, a questão não é o nome do parente ou o sinal que fazemos no corpo (seja tatuagem, seja rasgar a pele) em si mesmo. Temos que compreender que algumas religiões no entorno palestino tinham o ritual de marcar os seus corpos como honra e culto aos mortos. Então, quando a Bíblia proíbe esta prática ela está fazendo uma relação direta com este costume cananeu. Por isso, o mandamento de Levítico quer dizer simplesmente : não carreguem em vocês mesmos algo que signifique a  morte. Afinal, Deus salvou vocês para que vocês tenham vida (cf. Dt. 28) e não haverá nenhum sentido Deus salvar a vida de vocês para vocês fazerem rituais que lembram a morte.

Expandindo isso para a vida integral, o sinal físico é apenas um lembrete de que o povo de Deus deve carregar a vida e não a morte. Não tem nada  a ver com fazer tatuagens, carregar correntinhas de caveiras no pescoço, etc. Este mandamento vale para todos os nossos relacionamentos, para o nosso trabalho, para a nossa relação familiar, para o culto que prestamos a Deus. De fato, o que temos carregado em nossas vidas, em nosso coração ?

Podemos comer Strogonoff? 

Outro texto que nos chama a atenção é o de Êxodo 23 : 19 : «Não cozerás o cabrito no leite da sua própria mãe». Mais uma vez, se ficarmos apenas na forma do texto, nós não poderemos mais comer cheeseburger, pois mistura-se carne com leite cozido (queijo). Nem mesmo strogonoff de carne, por exemplo.

Mas, vamos além da forma do texto. Isso também era uma prática cultual cananéia. O princípio bíblico permanece : Deus é o autor da vida. Ora, o leite era símbolo de vida para o bezerro, porém se ele for cozido no leite da própria mãe, isso significa que um elemento de vida, o leite da mãe, se tornou um meio de morte.

Assim, em sua vida cotidiana, os hebreus não deveriam transformar algo que dá a vida em algo que gere a morte. O Novo Testamento nos dá o mesmo mandamento pela carta do apóstolo Tiago (3 : 10 – 11) quando ele afirma : « Com a língua bendizemos o Senhor e Pai, porém com ela amaldiçoamos nossos semelhantes, criados à imagem de Deus. Da mesma boca procedem bênção e maldição. Meus queridos irmãos, isso não está certo! ». Nós verificamos, então, que o princípio teológico permanece inalterado entre o AT e o NT. Não devemos transformar algo que foi feito para trazer vida (benção) em algo que gere a morte (maldição).

Aplicando o método de interpretação

Na verdade podemos aplicar esta técnica para todos os mandamentos :

  • O que esta realidade concreta e observável quer dizer sobre o meu relacionamento com Deus sabendo que ele é o autor da vida e que eu sou pecador ?
  • Qual era o contexto cultual na época em que este texto foi escrito ?
  • Como a primeira questão desfaz os enganos da segunda questão ?

A seguir podemos estudar o contexto religioso da época e fazer as comparações necessárias. Após este exercício, vamos descobrir que quase tudo é repetição do mesmo conceito :

  • O que este lei revela sobre a santidade de Deus ?
  • O que esta lei revela sobre o meu pecado ?
  • O que esta Lei revela sobre o estado do meu relacionamento com Deus ?

É por isso que Jesus disse que toda a lei se resume em apenas dois mandamentos.

Um desafio aos cristãos

Então nós vemos que a teologia do AT vai além das formas físicas, ela atinge o coração. Entretanto, o povo de Israel não entendeu isso, ficando restrito à forma física. E num determinado momento tudo era feito de tal forma para não ultrapassar a forma física do mandamento.

Foi por isso que Jeremias disse que Deus daria um coração de carne ao povo : para que ele fosse além do que estava escrito e compreendesse as implicações para a vida prática e não apenas um conjunto de regras a seguir mecanicamente onde a única preocupação é o “eu posso ou não posso fazer tal coisa ?

Inclusive esse foi o embate de Jesus contra os fariseus, e foi isso que Paulo também quis dizer quando afirmou que a letra mata, mas o Espírito vivifica.

O desafio da leitura da Bíblia é transcender o literalismo.

Categorias: Blog,Reflexões,Textos

Tags: ,,,,,,,